No último domingo, a Mari correu 21k na Meia de Sampa e a Aline correu a Sephora Beauty Run no feriado. Confira o que elas acharam da prova. 😉

***

Sephora Beauty Run
por Aline

Semana com feriado e em São Paulo rolou a Sephora Beauty Run, foi a minha primeira vez na corrida e gostei bastante do que vi. A arena estava bem organizada e com muitas pessoas no apoio. Algo que me chamou a atenção foi o café da manhã disponível para todas as participantes antes e depois da prova.

sephora-beauty-run

Eu cheguei no Parque do Povo às 6:30 e estava tudo bem tranquilo, coloquei minha coisas no guarda-volume encontrei com algumas amigas (Dani e Lu <3) e fui para a largada. Segundo a organização eram cerca de 2000 mulheres correndo a prova.

O percurso da prova era basicamente na Marginal Pinheiros, 3 km indo e mais 3 km voltando, totalizando 6km. Para quem está começando a correr, este percurso é ótimo, pois é tudo plano e não tem nenhuma dificuldade.laraga-sephora-beauty-run

Eu fiz minha prova em um ritmo bem confortável e fui mais para completar a quilometragem mesmo, estava super cansada e sem dormir direito, mas consegui completar correndo e bem. Durante o percurso, eu vi muitas mulheres caminhando e com as amigas, percebi que é um prova com corredoras um pouco diferentes do que estamos acostumadas a ver nas corridas, a mulherada que curte a Sephora.

Pós-prova delícia! :P

Pós-prova delícia! 😛

Ao completar a corrida, voltei para a arena e tinha disponível um sport drink da Red Nose e Sococo, o meu era de água de coco com maracujá e achei uma delícia! Além disso, tinha água a vontade e pegávamos a medalha antes de voltar para o Parque do Povo.

Chegando na arena novamente, eu fui logo retirar meu kit pós-prova e estava uma fila imensa! O processo de retirada era uma pouco burocrático: uma moça procurava o nome da lista e era necessário assinar e preencher RG e isso demorava um tempo a mais. Talvez se fosse separado por grupos de inscrições, seria mais rápido. 😉

Peguei meu kit e minhas coisas no guarda-volumes e fui curtir um pouco a arena, que estava recheada de coisas boas rs… Tanto coisas de comer quanto coisas de bem-estar.

Gostei bastante da prova, da organização e do quanto mimaram as corredoras.

Meia de Sampa
por Mari

No último domingo corri a Meia de Sampa, uma das meia-maratonas que eu mais gosto! 😉

A retirada de kits poderia ser na sexta ou no sábado, fui no sábado na Decathlon do Morumbi e estava bem tranquilo. Retirei primeiro o número de peito e depois entrei na loja e retirei o kit. No kit vinha camiseta (baby look tamanho único – eu prefiro quando tem P/M/G), boné, mochilinha, algumas propagandas e vários adesivos flexíveis para contusões, dores musculares e processos dolorosos e inflamatórios em geral. A loja estava bem cheia, mas o caixa estava bem rápido. Eu acabei não comprando nada, mas o marido aproveitou a visita, rs. 😉

No domingo, acordei cedo e às 6h já estava na arena retirando meu chip (o chip era retornável). Encontrei os amigos e fomos todos pra largada juntos. Corremos boa parte da prova todos juntos 😀 #amo, aí fomos nos separando e nos reencontramos ao final. 😉

meia-de-sampa-largada-amigos-corrida

Antes da largada com Werneck, Cris, Mauro e Lu. (Foto do Mauro)

Boa parte fui ao lado da Lu, uma amiga querida e fisioterapeuta, e ela estar ao meu lado me deu uma segurança boa pra correr, pois estou tratando uma síndrome do piriforme. Assim que descobri, o ortopedista plantonista do hospital pediu pra eu não correr, mas liberou pedalar, então fiz meus treinos na bike. Mas quando passei no meu ortopedista, ele avaliou e não me proibiu de correr, pediu apenas para eu fazer fisioterapia (focada em alongamento e fortalecimento) e escutar o corpo enquanto corro. Então o plano A era fazer os 21 km, e o plano B, caso sentisse algo, era correr os 10 km. Quando chegou nos 5 km, onde havia o retorno para os 10 km, eu estava inteira e continuei. Só fui sentir algo no km 12. Aí reduzi o ritmo e fui lidando com o incomodo para terminar a prova. Terminei até que bem, sem forçar, sem ficar mancando, só com as pernas doloridas por ter compensado com o outro lado (a gente nem percebe que compensa, né?). Assim que cheguei em casa caprichei na crioterapia e no descanso. 😀

Com os amigos depois da corrida: Léo, Werneck, Cris, Mauro, Lu e Beta. <3 Amo! #Disney (foto do Léo)

Quanto a hidratação, havia muitos postos com água geladinha, e na altura do km 12 um com gatorade e banana. O dia fez sol, diferente do ano passado, o que foi um ótimo treino para a Meia Internacional do Rio que eu correrei neste domingo. 😉 A medalha como sempre linda, porém não havia diferença entre as medalhas para quem correu 21 km, 10 km ou 5 km, eram todas iguais.

Ano que vem espero estar presente novamente na prova, quem sabe em busca de um RP, esse ano não rolou. 😉

Deixe o seu comentário!