Dois momentos da prova: correndo com minha irmã e torcendo com a Mari!

Dois momentos da prova: correndo com minha irmã e torcendo com a Mari!

Domingo rolou aqui em São Paulo a WRun, uma das corridas femininas mais tradicionais da cidade. Com percursos curtos (4 e 8 km) e muitas atrações para a mulherada, é uma prova de entrada para muitas corredoras. E me incluo na estatística: foi a minha primeira prova de rua da vida, lá em 2013, antes mesmo de lançarmos o blog!  

Ser uma prova famosa por ter muitas iniciantes é bom e ruim ao mesmo tempo. Como regra geral, para curtir a WRun tem que ter paciência – antes, durante e depois! Pelo menos aqui em São Paulo, ela lota. Então, prepare-se para a muvuca, desde a retirada do kit até a linha de chegada. E muita (muuuuita!) gente vai para caminhar.

Mesmo com a largada dividida em quatro ondas, o volume de caminhantes este ano era tão grande que, em alguns momentos, não permitia sequer um trote… Fui com minha irmã nos 4k e passamos boa parte do percurso buscando espaço e desviando de outras participantes. Quer correr, correr? Chegue cedinho e largue bem na frente, ou desencane de tudo e saia lá no fundão. Esta não é uma prova para performance; é uma prova pra brincar, confraternizar, levar aquela amiga que nunca correu e, acima de tudo, se divertir. 😉

Chegada no estacionamento do Jockey: aprovada! (Foto: Flavio Nascimento/Divulgação)

Chegada no estacionamento do Jockey: aprovada! (Foto: Flavio Nascimento/Divulgação)

De 2013 para 2016, a WRun mudou bastante. A largada continua na rua em frente ao Jockey, mas a chegada, que antes era em frente às arquibancadas, agora é no estacionamento. Aprovei a mudança no percurso!

Outra medida que a organização tomou para espalhar o público foi colocar as tendas das assessorias ao lado da chegada e manter a arena em frente às arquibancadas, mas fico em dúvida se gosto disso… Acho que, no final, acabou dividindo as corredoras em dois grupos: as que têm e as que não têm assessoria. Muitas amigas que estavam nas tendas mal viram a arena, o que é uma pena por dois motivos. Primeiro porque a arena estava bem legal, com bons descontos nas lojinhas. Segundo, porque deixaram de confraternizar com as outras participantes. E a confraternização é a melhor parte da WRun!

Tanto é que a Mari aproveitou a prova de um jeito diferente este ano: incentivando as demais corredoras! Ao invés de correr, ela fez um cartaz superfofo de “energia extra” e ficou no último quilômetro torcendo, trocando high-fives e colocando um sorriso no rosto de quem passou por ela. 🙂

Melhor energia do mundo! (Foto: Atila Vilanova / Divulgação)

Melhor energia do mundo! (Foto: Atila Vilanova/Divulgação)

Depois que peguei minha medalha, fui ajudá-la na missão e, posso dizer, foi um dos pontos altos da prova! Só perdeu para os últimos 500 metros, quando botei minha irmã para correr de verdade! Hahahahaha… 😀

Na próxima WRun, se não for acompanhar alguma amiga na corrida, com certeza estarei na torcida!

Muita energia positiva! ✋⭐ #corridawrun #corremulherada

Um vídeo publicado por Corre Mulherada (@corremulherada) em


Resumindo: por mais que eu reclame, hahahaha, não resisto e acabo me inscrevendo na WRun! No ano passado, só não fui porque foi no mesmo fim de semana do casamento de uma das minhas melhores amigas, e eu não estava em São Paulo.

Essa vibração tão gostosa de tantas mulheres praticando atividade física, incentivando umas às outras, rever amigas, sair do virtual…. Nossa, é muito bom! Compensa qualquer contratempo que a prova possa ter. 

No dia 24 de abril, será a vez das cariocas curtirem a WRun. E tem #cupomCM para as nossas leitoras! Uhuuu!!! É só inserir o código CDW91U2P9OO6 no final da sua compra para ganhar 10 reais de desconto. Mas aproveite logo porque o cupom tem usos limitados. 😉

Também foi na WRun em SP? O que você achou? Deixe sua opinião nos comentários!

  1. Tatiana Mayumi disse:

    Participei da Wrun e amei!!! Foi minha primeira prova de rua, corri os 4k!

    A energia da prova foi a melhor coisa….eu não esperava que eu iria gostar tanto! Já estou pensando qual será a próxima.

    Ler o corre mulherada foi uma das coisas que me incentivou a começar a vida na corrida e ver a Mari lá distribuindo energia extra foi muito legal! Eu realmente senti a energia extra!

    Muito obrigada !!!!!

  2. ana disse:

    Achei lindo o que vocês fizeram nessa corrida! imagina a energia! <3

  3. Alê disse:

    Queridas, a W rum foi minha primeira corrida de rua. Fui incentivada pelas amigas, mas corri sozinha pq larguei na primeira onda. Eu não tinha experiência nenhuma. Fui correndo alguns trechos e andando em outros. Quando eu vi o cartaz “Energia Extra” confesso que fiquei muito emocionada e realmente me deu a energia que estava faltando. Me apaixonei por corridas de rua. Já corri mais uma após a W Run. A próxima será a corrida Movimento pela Mulher. Obrigada meninas pela energia é isso aí CORRE MULHERADA.

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Que bom, Alê! A intenção era justamente essa 🙂 Domingo estarei no Movimento pela Mulher também, se me vir com a camiseta do blog, venha dar um oi 😀

  4. daniele disse:

    boa tarde, e o cupom desconto para 2017? rsrs será minha primeira corrida de rua! dá essa força!

Deixe o seu comentário!