Há pouco tempo, a Carô fez um post só com tênis pretinhos e a gente não podia deixar de postar sobre o pretinho mais comentado dos últimos meses: o Adidas Ultra BOOST!

adidas-ultraboost

Antes mesmo de ser lançado, o Ultra BOOST deu o que falar. A Adidas fez todo um mistério em torno do seu lançamento, prometendo um calçado revolucionário para os corredores. Segundo a marca, é “o melhor tênis de corrida de todos os tempos”. Uau! Lógico que ficamos ansiosas para testar 😉

Para comemorar a chegada do tênis ao Brasil, a Adidas realizou um evento no Centro de Práticas Esportivas da USP. Debaixo de chuva, pudemos testar o modelo na pista de atletismo em um treino de ritmos intervalados. A ideia era ver como o tênis reage em diferentes velocidades.

ultraboost-ig1 ultraboost-ig2
Fomos conhecer o Ultra BOOST em um treino na USP

De lá para cá, já experimentei o tênis no parque, na esteira, no asfalto (em prova!) e até mesmo na academia, para musculação, e em aulas de funcional. Ou seja: usei muuuuuito! 😛

Beleza e Design

Até pouco tempo, o Ultra BOOST só estava disponível na cor preta, com alguns detalhes em um roxo-azulado. Aos poucos, a Adidas está liberando outras opções de cores, tanto femininas como masculinas.

ultraboost-coresNovas cores disponíveis no Brasil

Mas o preto é lindo demais! Na minha opinião, é a cor mais bonita — simples e elegante. Até a minha mãe elogiou, hahahahaha…

Também vão chegar edições limitadas do Ultra BOOST. Aqui no Brasil, já está à venda a versão de Stella McCartney (mais cara que o original, sai por quase mil reais!). O modelo é voltado para corridas noturnas, com elementos que brilham no escuro na biqueira e no calcanhar, e tem um visual bem diferente!

adidas-ultraboost-stella
Adidas aSMC Ultra BOOST Knit, assinado por Stella McCartney

A coleção ainda terá modelos assinados por designers como Kris Van Assche e Junichi Abe (da marca Kolor) e pelos diretores criativos da Adidas, Dirk Schönberger e James Carnes.

Conforto

Com o cabedal produzido em Primeknit Sock (um material tricotado), ele veste como uma meia e é muito confortável. O tricô ventila bem os pés, sem aquecer. O calcanhar tem um suporte plástico (na cor roxo-azulado) que dá mais firmeza aos pés, assim como o cadarço. Ele se encaixa muito bem ao pé. O único porém é que é preciso tomar cuidado com pisos mais escorregadios em dias de chuva, porque o solado desliza um pouco quando está molhado.

ultraboost-lookbook

Amortecimento

Basta dar alguns primeiros passos com o Ultra BOOST para sentir o efeito de “mola” do calçado. Você sente que ele dá um impulso (o “boost”) mesmo trotando. Esse amortecimento acima da média não só ajuda na corrida, como também em outras atividades, inclusive na musculação. Eu, que gosto de tênis mais baixinhos e leves, raramente uso o mesmo calçado para a musculação (nos treinos com peso, sinto falta de um solado mais alto) — o Ultra BOOST foi um dos poucos modelos que testei que gostei tanto para correr como para malhar.

Peso

268 g (varia de acordo com a numeração). A sensação nos pés é de um calçado mais leve, especialmente por causa do amortecimento.

Pisada

Neutra.

ultraboost-detalhesAlguns detalhes do Ultra BOOST

Tecnologias

  • BOOST – entressola leve composta 100% com tecnologia BOOST. Segundo a marca, o modelo oferece o maior retorno de energia do mercado graças às milhares de cápsulas que armazenam e liberam energia em cada passada.
  • Torsion System – suporte no centro da sola do pé para garantir que a parte dianteira e traseira se movam de forma independente. Proporciona estabilidade e melhor adaptação à qualquer superfície.
  • Continental – solado em borracha aderente para trazer firmeza.

Custo x Benefício

Não acho que 700 reais seja um valor acessível. É um belo investimento! Por outro lado, se você pensar que é um tênis que pode ser usado tanto para correr como para fazer musculação, ou em treinos funcionais, o Ultra BOOST passa a ser uma opção interessante.

adidas_ultraboost2

Opinião Geral

Eu fiquei bastante satisfeita com o Ultra BOOST! Além de bonito e confortável, ele tem uma performance excelente na corrida, seja na rua ou na esteira, e responde bem em diferentes velocidades. Também é um tênis “multiuso”, que vai te acompanhar em várias atividades — e até mesmo no dia a dia, para quem gosta de combinar tênis com looks casuais. 😉

Preço: R$ 699,99
Fabricante: Adidas
Peso: 268 g
Pisada: Neutra

post_presente

  1. Sandra disse:

    Estava ansiosa por um “review” desse tênis… Tenho o energy boost e ele tá quase pra aposentar. Mas o fato do Ultra ser um pouco escorregadio me preocupou! Aliás, desconfiei assim que bati os olhos nessa sola dele…
    Imagina, tá numa prova e começa a chover? Aí fico pensando se compensa esse ou o energy boost 2…
    Beijos.

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Oi, Sandra! Eu não conheço o Energy Boost, então não posso fazer uma comparação, mas o que posso dizer é que senti o Ultra escorregadio em pisos bem lisos (como na minha casa, por exemplo, que tem piso frio). Já no asfalto, é tranquilo, então acho que em uma prova não tem muito risco, o problema é você entrar em casa sem secar bem os pés num dia de chuva, como eu fiz, rsrs…

    • Marcela de vasconcellos disse:

      Amigue,

      eu tenho o Energy Boost 2 e ele não tem o solado mais anti derrapante do mundo não. Mas eu já corri algumas vezes na chuva (adoro!) e nunca nem cheguei perto de levar tombo. Acho que ele só não é do tipo que agarra no chão sabe?

      Foi meu primeiro de corrida e pelo que a Ju descreveu na resenha o Boost novo é só uma evolução dele mesmo. O meu tem um amortecimento muito bom apesar de não ser alto, ventila muito bem, seca rápido (oi, corrida na chuva?)…enfim, paguei R$440,00 em agosto do ano passado e virou meu amor eterno, amor verdadeiro.

      Seriamente tentada pelo modelo novo, esse da McCartney então é covardia covarde pq mil reais é foda.

      Bjs

  2. Kescia disse:

    Tô apaixonada por esse tênis, mas o investimento de R$ 700,00 não é para todos os mortais…rsrsr…e pagar mil reais no outro modelo só porque leva o nome de uma pessoa, nem em meus loucos sonhos. Então, fico só babando.

  3. CESAR RIBEIRO disse:

    Meu energy Boost primeira geração tamanho 40 tem 255 gramas, acho um bom peso. Esse Ultra Boost é mais pesado??

  4. Ana Reis disse:

    O melhor tênis que já tive para corrida. Ele é incrível! Tenho dois tênis mizuno e um nike e com certeza o Ultra Boost sai disparado na frente. É leve e muito confortável e no meu caso nunca tive problemas em relação a ser escorregadio. Já até penso em comprar outro, mas é claro, assim que o valor diminuir. rsrsrs

  5. Gloria Leitao disse:

    Estou querendo comprar um, experimentei na loja e adorei o abraço que deu no meu pé, delicia, mas sou pronada e estou receosa..será que me prejudicaria muito??? Please me respondam!
    Glorinha.

    • Andreza disse:

      Oi amiga, se você é pronadora, compre o ultra boost ST, que é uma versão do ultra boost feita especificamente para pronadores. O UB da resenha é a versão 1.0 (já tiveram 2 versões 2.0) e é feita para pisada neutra/supinada. Bjs

      • Ju Vargas Ju Vargas disse:

        Gloria, dou a mesma dica que a Andreza: se você é pronadora, procure a versão ST do Boost que é a mais indicada para a sua pisada. Faça o teste em uma loja para sentir a diferença 😉 Qualquer coisa, você também pode fazer uma palmilha personalizada para a sua pisada e usar no lugar da palmilha original de qualquer tênis neutro. Beijo!!

  6. Wellington Ferraz disse:

    Tenho sobre peso devido uma boa quantidade de massa magra.
    Gosto de ocorrer já tive cretion 16 e atualmente ascis quantum 360.
    Mas o ascis está acabando com meu calcanhar, tive que comprar meias próprias. Doe na frente do meu pé ao correr.
    Nossa desaminei com ele e arrependi de comprar tênis de lançamento.
    Agora quero comprar mais um tênis pra correr, estou em dúvida nesse adidas ou um nimbus.
    Pq estou com medo de arriscar em mais lançamento.
    Qual sua opinião??
    Grato.

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Oi Wellington, tudo bem? Eu nunca testei nenhum desses dois modelos que você cita (Creation 16, Quantum 360 ou Nimbus), então é difícil dar minha opinião. Se você mora em São Paulo ou no Rio, pode fazer um empréstimo de tênis na Runbase da Adidas e experimentar correr com o Ultraboost. Acho a melhor opção para tirar essa dúvida. Eu adoro o Ultraboost (e todos os tênis da linha Boost são muito elogiados por aqui), mas nada como dar uma corridinha para saber se você vai curtir ou não, né? 😉 Beijo!

      • Andreza disse:

        Oi Wellington! Quando comecei a correr eu também tinha sobrepeso, eu usava um Creation 16 também. Pra época, achava bom, embora pesado. Hoje eu corro com o Nimbus 17 e com o Ultra Boost 2.0, dependendo do tipo do treino. O Nimbus me dava câimbra quando comecei a usar, demorei a me adaptar. Já o Ultra boost foi adaptação imediata. Tenha em mente que ele é um tênis relativamente leve e, embora o amortecimento seja excelente (sensação de pisar em nuvens), ele vai te dar uma sensação de tocar o chão muito maior do que o Creation, que tem aquela plataforma Wave dura e te impede de sentir o terreno. Tem prós e tem contras. Legal mesmo é você descobrir qual tipo de tênis te agrada, se é um tênis amortecimento ou um tênis performance, um tênis mais rígido ou mais maleável, e correr pro abraço. 🙂

Deixe o seu comentário!