Eu amo tecnologia, e quando recebemos a pulseira inteligente e-FIT da DL fiquei toda empolgada para testar e saber um pouco mais sobre os meus hábitos e alguns itens que gostaria de monitorar.

No geral, as pulseiras inteligentes tem algumas funções para contar passos, monitorar o sono, calorias perdidas, entre outras funções. Elas também tem um layout bem clean e podem ou não ter um visor para você ver algumas informações.

A e-FIT segue o que esperamos de pulseiras inteligentes: é suuuuper leve, básica, bonita, além de armazenar informações do nosso dia-a-dia.

Logo que a pulseira chegou já fui ligando para olhar como funcionava e é bem simples. Tem um botão na lateral que liga o visor e apertando ele você tem acesso ao dados. Na primeira vez, o relógio vem desconfigurado e para deixar com as informações certas, é só baixar o aplicativo, Verifit 2.0 e parear com a pulseira via bluetooth.

Não tem segredo a utilização do app, é fácil e simples de utilizar. No aplicativo, você define suas metas de passos, horas de sono, coloca suas informações para que a pulseira possa calcular de forma mais corretas as informações. Também tem uma série de configurações como notificação de chamada, de sedentarismo (essa é ótima para pessoas como eu, que muitas vezes ficam muito no computador e esquece de levantar!!), despertador, tirar selfie, notificação anti perda.

No vídeo abaixo, tem um overview bem completo da pulseira

Para monitorar meus hábitos e aprender sobre ele, eu coloquei algumas metas na pulseira: 10000 mil passos por dia e 7 horas de sono (meta audaciosa, considerando que as meninas acordam ainda a noite hehe).

E descobri o quanto preciso me movimentar mais nos dias que eu não corro, nesses dias, minha média de passos ficou na metade do planejado e o sono, bom, nele eu constatei o que já sei, meu sono atualmente é muito cortado e a média de sono real é umas 5 horas no máximo.

O legal é sabendo mais sobre nossos hábitos, a gente pode melhorar, né? Nos dias em que meus passos não estão muito perto da meta, eu ando um pouco mais, faço algumas coisas a pé, assim me mantenho um pouco mais ativa nos dias em que não tenho corrida.

e-Fit no braço e a pulseira de pertinho

Eu gostei muito da e-Fit, a bateria dura muiiiiito, cerca de 1 semana tranquilamente e carrega super rápido, além de ser levinha (21g) e a prova d’água. O preço também é bem convidativo em relação a outras marcas: R$ 199,90.

Pulseira e-FIT DL

R$ 199,99 (No dia de hoje, 03/05/2017, o preço está 129,99)

Submarino | Extra | Casas Bahia

O título do post foi inspirado no que a Ju fez há um tempo atrás. E hoje vim contar um pouco como está minha rotina de treinos, como tenho consigo, ou tentado manter os treinos.

Eu e minhas companheirinhas de sempre <3

Apesar de lermos, conversarmos e falarmos, quando nos tornamos mãe é que realmente sabemos o quanto isso impacta em todas as áreas da vida. É um giro de 360° e muitas vezes a gente acha que as coisas vão começar a engrenar e vem algo que vai lá e lembra que cada dia pode ser uma dia, por mais que você tenha feito um planejamento, adiante as coisas e pense em todas as variáveis.

E ao longos desses 2 anos e 4 meses desde que a Alice nasceu, eu fui aprendendo isso. Depois com a Melissa se intensificou mais e ainda sigo aprendendo muitas coisas e me adaptando. Se elas ainda tem muito a aprender do mundo, eu ainda tenho muito o que aprender na maternidade. Cada fase te exige algo.

Esses primeiros parágrafos, foram para explicar, como acabei internalizando de verdade a frase: feito é melhor que perfeito. Super clichê, mas é verdade. Por muito tempo, eu quis treinar em horários super cedo, fazer um número de treinos x por semana, tentar a todo custo alcançar alguns objetivos e onde eu terminei? Me frustrando, eu já falei no blog sobre isso, neste post.

Após mais um treino

Depois daquele post, segui treinando, mas muitas coisas aconteceram novamente e tive que me reinventar, mais trabalhos, as meninas me pedindo mais atenção e eu não consegui sair para treinar todas vezes que eu queria. Fomos seguindo assim, até que depois de tentar, tentar e tentar encaixar os treinos, eu parei e revi, toda a minha rotina.

Por aqui, as meninas ficam na parte da manhã comigo e vão depois para a escola, eu trabalho na parte da tarde em casa e alguns dias preciso sair. Aos finais de semana, nem sempre é fácil encaixar os treinos, as meninas exigem atenção e fica complicado. E para somar a tudo isso, eu não consigo acordar super cedo ainda, tipo 5 ou 6h, elas ainda acordam algumas noites e assim seguimos, com um cansaço que acho que me acostumei já rs, mas que me impede ainda de levantar muito cedo da cama.

Depois de analisar esses pontos, eu sentei e montei o meu plano. E o resultado foi minha rotina-alvo e a rotina possível. No momento, estou na minha rotina possível, que é correr 3 vezes por semana e alguns dias consigo encaixar a musculação, logo depois que deixo elas na escola. É corrido? Super! Mas é o que tenho conseguido fazer no momento. Vou rapidinho, treino e vamos seguindo assim.

Um degrau de cada vez, sempre!

Estou bem satisfeita que neste último mês, não pulei nenhum treino (VIVA!), embora tenha ajustado alguns dias. Estou bem feliz, que vejo que estou evoluindo novamente na corrida e estou aos poucos caminhando para meu objetivo maior que ainda não tem data definida 100%, mas completarei neste ano!

Para maio, o que eu quero e tenho adiado horrores é começar uma reeducação alimentar e chegar no peso que desejo. Ontem fui na feira e adiantei as refeições da semana, vamos ver como vou me sair, se este mês eu terminar comendo direito, já estarei bem satisfeita. 🙂

E como é por aí? Como vocês equilibram todas as áreas da vida? Compartilhe nos comentários, vamos trocar experiências. 🙂