A Mariane Delgado tem 22 anos e mora em São Paulo, SP. Ela começou a correr há pouco tempo e, no último domingo, participou da sua segunda prova de rua, no Circuito Athenas – e ainda fez sua estreia em uma nova distância. 😀

Hoje a Mari conta para gente como foi correr os 6k pela primeira vez! 🙂

***

Oi, mulherada!

No último domingo, dia 03/04, participei do Circuito Athenas em São Paulo, uma corrida dividida em três etapas. Em cada uma delas, as distâncias aumentam, o que torna o prova ideal para quem quer medir a evolução dos treinos. Essa foi a primeira fase, com as distâncias de 6k e 12k. A próxima será a de 8k e 16k e a última é a meia maratona, mas também conta com as distâncias de 5k e 10k.

Apesar de ter escolhido o menor percurso, esta foi a distância mais longa que fiz, pois sempre treino até 5k e parece que, quando atinjo essa distância, meu corpo ativa um botãozinho e as pernas param de correr automaticamente, rs. Fui com Joe, meu namorado (que é quem tem me incentivado e ajudado nesse meu novo hobby) e ele insistia em dizer que eu não ia nem sentir o quilômetro a mais, mas, mesmo assim, estava um pouco apreensiva.

Mariane e o namorado, Joe

Mariane com seu namorado e maior incentivador, o Joe

A retirada do kit foi na Centauro do Shopping Bourbon e estava bem organizada, com filas rápidas. A largada foi em pelotões designados de acordo com o pace de cada atleta, o que facilitou muito na organização. Pude começar tranquila, sem me preocupar se meu ritmo mais lento estava atrapalhando os outros que gostariam de atingir seus tempos.

O percurso era na Marginal Pinheiros, ou seja, completamente plano. Achei que os pontos de hidratação estavam bem localizados; pelo menos pra mim, chegaram na hora certa!

Athenas4

Lembram que falei sobre o medo do último quilômetro? Pois bem, quando atingimos o 5k, falei que a partir dali tentaria correr até o fim, e que se não desse, alternaria em uma caminhada (mas eu precisava tentar, queria me superar!), e fui… Com o Joe ao meu lado, me acompanhando (ele ainda tem essa paciência rs). Nos 500 metros finais, o corpo quis parar, mas faltava muito pouco para o fim. Me ajeitei e segui firme até a linha de chegada, que foi pura emoção!

Ali na linha de chegada todos os paramédicos estavam preparados para caso de alguém chegar passando mal. Uma delas foi super atenciosa quando me viu chorando e quis me ajudar. Expliquei que era só emoção e um pouquinho de falta de ar, rs. Fui orgulhosa pegar minha medalha!

A medalha para quem completou os 6k

A medalha para quem completou os 6k

A festa na arena estava uma delícia e muito bem organizada. Logo na entrada recebíamos picolés da Fruttare, que foram ótimos visto o calor que estava, e Gatorades para hidratar. A Skol estava distribuindo latinhas de cerveja, a Tirolez com degustação de queijos e a Lindoya hidratando a pele de todo mundo com águas termais. Além disso, havia um espaço da Bio Ritmo com alongamento e as massagens, que não tinha uma fila quilométrica e todos estavam sendo atendidos rapidamente. A estação de trem era bem próxima da arena, o que facilitou muito na hora de ir embora.

O evento foi ótimo, muito bem organizado, eu adorei!

Você também participou dessa prova? Não deixe de contar suas impressões nos comentários!

A Corrida da Leitora é um espaço para compartilhar histórias, conquistas, superações, dicas e muito mais! Quer participar? Preencha o formulário e entraremos em contato.

nightrun-etapa1-sp-medalha

No começo do ano, quando estávamos planejando nossas provas para 2016, mesmo sem ter todo o calendário definido, já sabia que queria fazer mais corridas noturnas. Eu treino à noite, e é bem tarde mesmo (lá para as 20h, 21h), daí sempre rendo melhor nas provas noturnas que nas diurnas. 😉

E uma prova noturna que é super tradicional aqui em São Paulo – na verdade, descobri que é o maior circuito de corridas noturnas do mundo! –, mas que eu ainda não conhecia, era justamente a Night Run. Só para vocês terem uma ideia, em 2016, a prova está completando 10 anos! Uau! Então, quando a Fototica nos convidou para correr a primeira etapa no dia 2 de abril, não tive dúvida: aceitei na hora! 😀

Minha experiência no Sambódromo do Anhembi se resumia ao Carnaval, rsrs, então tinha uma ideia bem vaga de como seria o percurso. A verdade é que ele é praticamente plano e, se há algum ponto negativo nos 10k, é que temos que dar duas voltas no mesmo lugar. Sei lá o que acontece com a cabeça da gente, mas pra mim sempre bate uma preguiça na segunda volta hahahaha… Por outro lado, quando já sei o que vou encontrar pela frente e vou me aproximando da linha de chegada, a confiança ressurge e vem um gás do além para os metros finais! 😛

Foi uma noite bem quente – e o kit vinha com um camiseta manga longa, imaginem! Ainda bem que corremos com a camiseta do blog rs… Aproveitei bastante os pontos de hidratação para jogar água no corpo e molhar a boca. E a equipe da Cooper Esportes estava um show à parte, animadíssima. Pouco antes do km 9, um grupo até fez uma dancinha em ritmo de “Tra, tra, tra, tra… Hoje você já ganhou!” Achei muito fofo!

Outro momento em que a organização foi muito ágil foi em um atendimento médico. Quando a gente corre em um ritmo mais tranquilo, sempre acaba reparando em algumas pessoas que meio que te “acompanham” a prova toda. Infelizmente, uma dessas pessoas caiu bem no km 9 – e ele parecia superbem pouco antes disso. Não sei ao certo o que aconteceu, mas vi que o corredor estava no chão e a enfermeira já estava com ele. Pouco depois, a ambulância passou por nós. Só espero que ele esteja bem!

A largada dos 10k aconteceu uma hora depois da dos 5k, o que é meio ruim quando você vai com pessoas que vão fazer percursos diferentes (meu caso) e tem que ficar um bom tempo esperando antes ou depois de correr. Em compensação, a arena estava com boas atrações. Além dos stands dos patrocinadores com jogos e degustações, havia um palco com apresentações de DJs. E a Fototica estava com uma cabine de fotos com revelação na hora que fez o maior sucesso. Lógico que eu fiz minhas fotinhas também, né? 😉

nightrun-etapa1-sp-cabinefo

Você também estava na Night Run? Já correu essa prova antes? Conta nos comentários o que você achou!