Largada – Foto: Divulgação

Ontem pela manhã, o facebook me lembrou que há 4 anos atrás eu estava fazendo essa prova. Quando fomos convidados pela Liberty Seguros, nem me atentei ao fato que já tinha participado, acho que foi a terceira prova que participei.

A prova é bem tradicional e marca o aniversário da cidade de São Paulo. Ela conta com corrida de 10km e corrida e caminhada de 6,1km. Neste ano, eu fui com o Beto e escolhermos o percurso de 6,1km.

Retiramos o kit na terça-feira a noite e estava bem tranquilo, sem nenhum transtorno. O kit era composto por camiseta, número de peito, chip e gel de carboidrato.

Eu tinha planejado sair cedo de casa, mas a realidade com filhos é bem diferente… rs… Saímos bem atrasados e chegamos super em cima da hora, largamos praticamente 20 minutos depois de ter iniciado a corrida e tinha muita gente ainda. Segundo dados da organização, a prova tinha quase 10 mil corredores.

Nossa estratégia era fazer um trote, ir bem tranquilos e foi isso que fizemos. O Beto sentiu um pouco o joelho e por isso em alguns trechos nós caminhamos. O percurso partiu do Obelisco e foi em direção à Avenida 23 de maio por 3km, onde fazia o retorno. Um trajeto bem conhecido e frequente das provas que acontecem na região.

Apesar de não ter amanhecido muito calor, eu senti falta de mais um ponto de hidratação, tinha apenas um no percurso. Geralmente em distâncias curtas, se me hidratei bem no dia anterior, não preciso tomar água, mas não foi o caso e fiquei com sede.

Foi muito bom iniciar meu ano de provas, estava com saudades de correr e sentir o clima de corrida. Que venham muitas em 2017! 🙂

veg-protein-2

Ainda sou nova no mundo da suplementação e, assim que a nutróloga colocou o whey na minha dieta, fiquei meio preocupada se daria certo para mim. Não sou intolerante à lactose, mas nem sempre “cai bem” quando tomo leite ou consumo muitos alimentos derivados de leite no mesmo dia. Sabe quando você fica “conversando” com a comida por algumas horas? Então!

Como eu nunca tinha feito consumo regular de whey, não sabia como seria a reação do meu organismo. Por isso, de cara busquei uma opção sem lactose para poder alternar com a tradicional. Na mesma época, a Sanavita lançou seu novo suplemento 100% vegetal, o Veg Protein. Lógico que fui testar, né? 😉

Além dos intolerantes* a lactose, o Veg Protein tem como foco os veganos e vegetarianos. Sua composição não traz nenhum ingrediente de origem animal e combina ervilha, arroz e linhaça (fonte de ômega 3) com um complexo de vitaminas e minerais desenvolvido especialmente para atender as necessidades específicas desse público, como cálcio, vitamina B12, ferro, zinco e vitamina C. Ah, também é livre de glúten.

* Na embalagem, vem um aviso aos alérgicos de que o produto pode conter derivados de soja, leite de vaca e ovo devido ao compartilhamento de equipamentos. A empresa, contudo, adota medidas rigorosas de controle e limpeza para evitar essa ocorrência.

veg-protein

Segundo a marca, são 22 gramas de proteína e 1,4 gramas de carboidrato por dose, e cada porção tem 123 kcal.

Apesar de precisar de mais água para preparar que o whey tradicional (300 ml), o Veg Protein dissolve rápido. A consistência é um pouco mais grossa que a dos suplementos tradicionais, mas ele tem uma textura agradável no paladar. Lembra um leite vegetal um pouco mais cremoso.

Quanto ao sabor, é bem neutro. Por ser adoçado com stévia, ele é um pouco adocicado sim, mas na medida certa. Não achei enjoado, nem sem graça, achei gostosinho. 🙂 Também é uma boa opção para quem curte usar o suplemento de proteína misturado com frutas, fazendo smoothies e shakes, ou mesmo em outras receitas de bolos e pães.

De modo geral, eu gostei bastante do produto e tem funcionado bem para mim alternar o whey tradicional com essa opção vegana.

E você, já usou esse produto? Conte o que você achou nos comentários!

Veg Protein Sanavita
Embalagem: 480 gramas (15 porções)
Preço sugerido: R$ 135,80
Compre online: Sanavita (Loja Oficial)

 

post_presente