Sempre que planejo minhas refeições no dia a dia, tem dois momentos super importantes que me deixam na maior dúvida sobre o que comer: o pré e o pós treino! 😀 Escolher os melhores alimentos para manter a saúde, controlar o peso e a composição corporal e ainda aumentar o rendimento nos treinos não é tão fácil assim… E aí eu acabo comendo sempre as mesmas coisas, sem conseguir variar muito! Alguém se identifica?

De fato, não tem uma resposta simples. “A necessidade de energia e de determinados alimentos varia de acordo com o tipo de exercício, seu tempo de duração e intensidade, e também com o indivíduo em si. Afinal, nenhum metabolismo é igual”, explica Juliana Galvão Casali, nutricionista e personal diet da Integrata Saúde. “Para que o manejo dietético seja eficaz, é imprescindível que ele seja individualizado e acompanhado de anamnese dirigida e análise periódica do indivíduo.”

Tendo isso em mente, pedimos para a Ju compartilhar aqui no blog algumas orientações gerais e ideias de lanchinhos práticos para antes e depois dos treinos. São apenas sugestões, que podem (e devem!) ser adaptadas para cada pessoa. Em caso de dúvida, consulte um nutricionista.

Pré-Treino

Segundo a nutricionista, a refeição que antecede o treino deve ser composta por alimentos de alta digestibilidade, de preferência carboidratos. Evite alimentos ricos em gorduras e em proteínas, que podem permanecer por um período mais prolongado no sistema digestório. “Os carboidratos reduzem a sensação de desconforto e fornecem energia de forma mais eficiente e rápida”, orienta.

Algumas sugestões do que comer: 

  • 1 Banana (ou qualquer fruta da preferência) com 2 colheres de chá de aveia
  • 1 pedaço pequeno de bolo simples caseiro (sem recheio e sem cobertura)
  • 1 pedaço de batata-doce cozida ou assada
  • Lanche natural (pão integral francês ou de forma ou sírio + queijo branco + tomate + alface)
  • Tapioca com queijo branco, tomate e orégano
  • Pão francês ou torrada com requeijão ou pasta de queijo tipo Cottage ou geleia da preferência

Quando comer:  de 1 hora a, no máximo, 3 horas antes do exercício.

Pós-treino

“O objetivo principal da alimentação após o exercício é reabastecer as reservas musculares e hepáticas de glicose, otimizando a recuperação muscular”, ressalta a nutri. Por isso, além das proteínas, é fundamental a ingestão de carboidratos e JAMAIS esquecer da hidratação com água pura!

Algumas sugestões do que comer: 

  • Vitamina com 2 porções de frutas batidas com leite desnatado
  • Iogurte desnatado com 1 colher de chá rasa de granola ou aveia/linhaça/chia
  • Omelete de 2 claras e 1 gema com 1 fatia media de queijo branco, orégano e tomate
  • Massa de panqueca recheada com ovo, berinjela (ou outro vegetal da preferência), tomate e manjericão
  • Crepioca
  • Lanche natural com atum, requeijão e salada à escolha

Quando comer: até 1 hora após o exercício é o ideal. Se você tem dificuldades para comer logo depois de treinar, experimente opções líquidas, como as vitaminas.

Importante: essas opções e suas respectivas porções foram pensadas para praticantes de atividade física que necessitem, em média, de 2.000 Kcal/dia e que não tenham restrições alimentares ou patologias associadas, ok? Se você tiver alguma dúvida sobre o que seria mais indicado no seu caso, procure um nutricionista para que ele possa montar uma dieta específica pra você, sua rotina e seus objetivos – o que é bemmm mais legal, seguro e eficaz. 😉

E você, o que costuma comer antes e depois dos treinos? Conta pra gente nos comentários!

Juliana Galvão Casali (CRN3-47.567) é nutricionista especializada em pediatria e nutrição infantil, e personal diet. Realiza atendimentos e acompanhamento nutricional de recém-nascidos, crianças, adolescentes e adultos, incluindo gestantes e lactantes, educação nutricional, treinamento nutricional para babás e cuidadoras e tratamento de dificuldade alimentar. Atende na clínica Integrata Saúde, em São Paulo (SP).

Olá, mulherada!

Verão chegou e com ele esperamos que algumas escapadinhas para a praia ou pra piscina para aproveitar o sol, e quem sabe, até tirar aquele bronze marcado pela camiseta ou bermuda, típicos de corredores, rs.

E sempre quando a gente curte uma praia e uma piscina, bate aquela fominha à tarde, né? Para você não apelar pra algo gorduroso ou doce, que tal um lanchinho leve?

Já demos algumas dicas de lanchinhos legais aqui, e hoje trago algumas receitas da nutricionista da Bio Ritmo.

Dadinhos de Tapioca

dadinhos-de-tapioca-assados

Que tal uma versão mais leve desse sucesso do happy hour?

Ingredientes:
250 g de tapioca granulada
500 ml de leite desnatado
200 g de queijo coalho ralado

Modo de preparo:
Aqueça o leite até ferver e misture a farinha de tapioca aos poucos. Em seguida acrescente o queijo coalho e mexa sem parar. Tempere com um pouquinho de pimenta, desligue e espalhe a massa em um refratário. Deixe esfriar e guarde na geladeira por cerca de duas horas. Corte os dadinhos em cubos pequenos e leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente 10 minutos (ou até dourar). Dica: sirva com geleia de pimenta! Bom apetite!

Panqueca de Aveia

panqueca-de-aveia-fit-pre-treino

Ingredientes:
200 ml de leite desnatado;
1/2 xícara de chá de farinha de aveia;
1/2 xícara de chá de farinha de quinoa em flocos;
1 ovo.

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes até conseguir uma massa quase líquida e homogênea. Com o auxílio de uma concha, coloque a massa em uma frigideira antiaderente já aquecida, espere dourar e vire a massa. Repita o processo para formar os discos até que a massa chegue ao fim. Recheie as panquecas e sirva-se!

Sugestão de recheios: ricota com espinafre, claras de ovos mexidas, bananas com canela, frango grelhado.

Palitinhos de Beringela

palistinhos-de-beringela

Fuja das tentações dos petiscos. Adapte algumas receitas e tenha resultados saborosos e leves, como snacks de berinjela!

Ingredientes:
1 berinjela média
½ xícara (chá) de germen de trigo tostado
½ xícara (chá) de queijo parmesão light ralado
¾ colher (chá) de sal
1 ovo
1 xícara (chá) de molho de tomate

Modo de preparo:
Corte a berinjela no sentido do comprimento em palitos e, em um prato raso, misture o germen de trigo, o queijo e o sal. Em um compartimento, bata o ovo, passe os palitos de berinjela e, em seguida, na mistura seca. Unte uma assadeira e coloque os palitinhos para assar em fogo alto. Asse por cerca de cinco minutos, virando na metade do tempo e sirva com o molho de sua preferência.

Snack de Couve-Flor

snack-de-couve-flor

Se você acha que couve flor não tem graça, anote a receita para um delicioso snack leve e saboroso!

Ingredientes:
1 couve flor
1 colher (sopa) de azeite
Suco e raspas de meio limão
3 dentes de alho ralados
1 colher (chá) de páprica doce
1 colher (café) de pimenta caiena
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Em uma tigela grande, coloque a couve flor e tempere com o azeite, suco e raspas de limão. Junte o alho e o restante dos temperos. Misture bem e coloque em uma forma antiaderente. Leve ao forno até dourar e bom apetite!

Wrap de Frango

wrap-de-frango

Para acabar de uma vez com aquela fome que costuma bater sem aviso no meio da tarde, a Bio Ritmo selecionou uma receita rápida, fácil e, o melhor de tudo, light.

Ingredientes:
1 filé médio de frango grelhado
2 colheres (sopa) de creme de ricota light
2 colheres (sopa) de cenoura crua ralada
2 unidades de wrap 10 light
2 folhas médias de alface americana crua

Modo de preparo:
Pique o frango em pequenos cubos. Em seguida, misture o creme de ricota com o frango e a cenoura ralada. Coloque o recheio sobre o wrap e por último acrescente as folhas de alface. Dobre as laterais e enrole. Leve ao forno até dourar. Corte ao meio e sirva em seguida. Esse lanche pode ser acompanhado por uma deliciosa salada de folhas.

Bom apetite!

Testou alguma dessas receitas? Não deixe de compartilhar conosco com a hashtag #comemulherada! 🙂

post_parceiros_BR_2015