Protetor solar é um produto que já faz parte da nossa rotina de beleza e não tem como deixar de usar, especialmente se você vai treinar ao ar livre, né?

E quem nunca manchou, sem querer, uma peça querida enquanto passava o protetor solar? Ai, ai… Essa é uma mancha meio chatinha de tirar, mas calma que tem jeito! 😀

Como acontece com qualquer tipo de mancha, quanto antes você limpar a peça, melhor. Isso evita que os compostos oleosos do protetor penetrem ainda mais no tecido, o que dificulta a sua remoção. Por isso, antes de colocar a peça na máquina de lavar, faça um tratamento no local da mancha. Alguns produtos podem ser usados:

  • Sabão líquido concentrado: esse é o meu favorito, porque é um produto próprio para ser usado em roupas. Basta umedecer  a peça, aplicar algumas gotas do produto diretamente na mancha e esfregar com os dedos, fazendo pequenos círculos. Se a mancha não for muito grande, pode já colocar a peça para lavar como de costume, usando a medida normal de sabão na máquina. Se preferir, pode deixar a peça de molho por alguns minutos antes de lavar na máquina (mas não mais que uma hora, porque não é muito indicado deixar roupas com lycra de molho com frequência, ok?).
  • Detergente líquido: se você não tiver o sabão líquido para roupas, pode improvisar usando um detergente de louças neutro (aquele transparente) ou de coco no lugar. Faça movimentos circulares sobre a mancha e enxague bem a peça para retirar o excesso do produto. Repita o processo se achar necessário. Em seguida, lave como de costume.
  • Bicarbonato de sódio: retire o excesso de protetor solar e coloque um pouco de bicarbonato em pó sobre a mancha. Deixe agir por cerca de 30 minutos. Tire o excesso com uma escovinha limpa e esfregue o local da mancha com sabão líquido (ou detergente neutro). Deixe agir por alguns minutos. Em seguida, coloque a peça de molho em um balde com água e uma colher de sabão em pó por mais 30 minutos. Enxágue para retirar o excesso de sabão e lave como de costume.

Evite usar alvejantes em roupas de treino ou biquínis, mesmo que as peças sejam brancas, porque eles podem destruir o elastano das peças com o tempo. Inclusive, já teve post aqui no blog com várias dicas sobre como lavar roupas esportivas para que elas durem por mais tempo.

Agora, se for uma mancha muito grande e você estiver insegura, procure uma lavanderia antes de fazer qualquer procedimento em casa. Eles possuem produtos químicos adequados para a remoção desse e outros tipos de manchas em tecidos especiais, que podem salvar a sua peça! 😉

Você tem outra dica para tirar mancha de protetor solar das roupas? Deixe nos comentários!

bag

Estava dando uma olhadinha na revista Runner’s World Brasil deste mês e uma das matérias traz um diagrama bem legal chamado “Arsenal de treino”, que nada mais é do um kit básico do corredor (ou corredora!) iniciante, com 10 produtos que você precisa comprar antes de começar os seus treinos.

O mais legal é que já falamos sobre a maioria deles aqui no blog!! Hehehehe… 😉

Então, para faciliar a sua vida, segue a listinha (e alguns comentários com base na nossa experiência):

1. Tênis

Para começar, como não podia deixar de ser, é fundamental você comprar um tênis de corrida. Mas como escolher o modelo certo? Veja nossas dicas! 😉

Na dúvida sobre a pisada, compre um modelo neutro e que seja confortável. Não esqueça que tênis de corrida não “laceia”, pelo contrário, nossos pés costumam inchar durante a atividade física — então invista em um modelo que não fique apertado (muita gente costuma comprar um número maior do que normalmente usa para outros tipos de calçado).

Nós já resenhamos alguns modelos de tênis aqui no blog. Se você quiser ler nossas opiniões, clique aqui.

2. Roupas

Não precisa pirar e montar um guarda-roupa completo de cara (principalmente porque logo, logo você terá uma coleção de camisetas das provas de rua em que participará hahaha…), mas é bom sim ter um ou dois conjuntos de “roupas de academia”. Pode parecer besteira, mas a tecnologia do tecido faz toda a diferença (explicamos aqui o porquê)! E se você tem bastante busto, invista em um top reforçado! Temos dicas de modelos aqui e aqui.

3. Meias

No começo, você pode até vestir a mesma meia que costuma usar com seus tênis no dia a dia, mas, com o tempo, conforme for aumentando as distâncias, vale a pena investir em alguns pares apropriados para corrida por uma razão bastante simples: eles ajudam a evitar bolhas nos pés! E olha… Ninguém quer passar por isso! 😛

Cuidar bem das unhas também ajuda a proteger seus pezinhos de incômodos durante e após o treino.

4. Antiassaduras

Olha, eu sei que não é muito legal falar de bolha e assadura logo de cara, mas acontece e não vamos mentir para você. Claro que isso depende de fatores externos, como o clima, e também da sensibilidade da sua pele, especialmente em contato com o suor, certos tecidos e costuras, mas se você costuma ficar assada com facilidade é importante ter em mãos um antiassaduras. Infelizmente, no Brasil, são poucos os produtos dedicados aos corredores (testamos um aqui), mas você pode usar vaselina tradicional se não encontrar.

5. Boné e/ou viseira

Se você vai correr indoor, pode dispensar o acessório, mas se seu objetivo é treinar ao ar livre, é importante se proteger do sol com bonés ou viseiras. Incluímos ainda óculos de sol e não dispensamos NUNCA, JAMAIS, o filtro solar 😉

Para a mulherada: para não deixar o cabelo fuá, corra sempre com ele preso e o mais longe possível da sua nuca, já que o suor resseca os fios. Veja também algumas sugestões de penteados.

6. Garrafa para água

Seja na rua ou na esteira, hidratar-se é fundamental. Se você pretende correr mais na rua, é legal ter uma garrafinha com uma faixa ou alça para que ela fique bem firme na sua mão. Se preferir ter as mãos livres, vale experimentar uma mochila ou cinto de hidratação (mas aí o investimento também é maior). Indepentemente da sua escolha, higienize sua garrafinha sempre 😉

bag2

O celular pode completar seu “arsenal de treino”

7. Relógio com GPS

Se você pretende seguir uma planilha, é importante monitorar seu treino. Um relógio com GPS ajuda a informar seu pace (veja nosso dicionário!) e a marcar o tempo e a distância com mais precisão. São muitas marcas e opções, e a faixa de preços varia bastante, por isso pesquise com calma (a Mari fala sobre o que ela usa aqui).

Se não quiser fazer o investimento logo de cara, você pode monitorar seu treino com o auxílio de aplicativos gratuitos para o celular. Conheça os nossos favoritos.

8. Meias de compressão

Diferente da meia tradicional (soquete ou de cano curto), as meias de compressão cobrem toda a canela e ajudam a aumentar o fluxo sanguíneo na região — e podem acelerar na recuperação pós-treino. Se elas de fato melhoram a performance é uma questão polêmica, especialmente em curtas distâncias, mas vale a pena experimentar, ainda mais se você tem varizes.

9. Rolinho de espuma

Se depois da corrida seus músculos da perna ficam sensíveis e doloridos, uma massagem pode ajudar. O rolinho de espuma pode ser usado nessa recuperação após um treino mais pesado. Já se você sente dores nos pés, experimente massageá-los com o auxílio de uma bolinha de tênis.

10. Suplementos

Se seu treino vai durar mais de 60 minutos, seu corpo pode precisar de uma energia “extra”.  Mas… Vá com calma! Provavelmente, sendo iniciante, você não vai treinar por tanto tempo assim logo de cara — eu mesma nunca precisei fazer suplementação, só um bom lanche pré e pós-treino é suficiente.

Se você quer experimentar, minha recomendação é: fale com um nutricionista primeiro, principalmente se você está correndo com o objetivo de emagrecer — afinal, exagerar nos suplementos pode atrapalhar seus planos de perder quilinhos com a corrida!

***

E aí, gostaram das dicas? O que você incluiria no seu “arsenal de treino”?

Para se inspirar, veja nosso post com o que levamos nos treinos na rua.

Também recomendo que você leia nosso Guia para começar a correr com muitas outras informações importantes para quem é novato nas pixxxtas 😉