Quando começamos a praticar uma atividade física, o ideal é fazer um check-up completo para avaliar não apenas como está o nosso condicionamento, mas a saúde do nosso corpo como um todo. E isso inclui ir ao dentista! 😉

A atenção com a saúde bucal pode ter um papel significativo no seu desempenho esportivo, seja você uma corredora amadora ou profissional. Tanto que existe uma área específica da odontologia designada para lidar com a saúde do atleta, sabia? Conversamos com a equipe da Integrata Saúde, clínica parceira do blog, para saber um pouco mais sobre o tema!

A Odontologia Esportiva é a especialidade que visa cuidar da saúde bucal daqueles que praticam atividades físicas frequentemente, prevenindo e tratando doenças ou traumas que podem interferir no seu rendimento e no seu bem-estar, de modo geral.

Segundo Camila Gallo e Regiane Evaristo, cirurgiãs dentistas da Integrata, um dos fatores mais comuns que pode comprometer a performance é a má oclusão. “Essa condição, caracterizada por uma deficiência no encaixe ideal entre dentes superiores (maxila) e dentes inferiores (mandíbula), pode causar problemas posturais, musculares e respiratórios”, explicam.

Outros fatores também podem interferir, como disfunções na ATM (articulação temporo mandibular), ausência de dentes, cáries, inflamações, o hábito de respirar pela boca, prescrições de medicamentos inadequados e riscos de fraturas ou lesões em dentes, lábios, língua e bochechas.

“As inflamações bucais e a presença de cárie podem desencadear um processo de contaminação sistêmico, com riscos de endocardite, artrite, infecções pulmonares, diabetes, entre outras doenças que comprometerão o desempenho do atleta, além do seu estado de saúde geral”, orienta a dra. Camila.

Em alguns casos, também pode ser indicado o uso dos protetores bucais. “Eles agem distribuindo e dissipando sobrecargas depositadas nos dentes e na musculatura, diminuindo o risco de fraturas e traumas durante a prática esportiva, algo comum em atividades que estimulam hipertrofia muscular ou em que há confrontos corporais.”

Por isso, é importante se consultar periodicamente com um Cirurgião Dentista e avaliar sua saúde bucal. “Aliando-se a exames complementares e equipe multidisciplinar, e levando em consideração o esporte que é praticado, é possível planejar e eleger um tratamento, preventivo e eficaz, que melhor se adeque ao paciente e às suas atividades”, finaliza Camila.

A prática esportiva é sinônimo de saúde e bem estar. Cuide-se, faça um acompanhamento e pratique esporte de forma consciente!

Dra. Camila C. Gallo Cabral
CRO/SP 103.613
Cirurgiã Dentista com graduação em Odontologia pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP), onde atuou na Clínica de Prevenção em Odontopediatria. Especialista em Dentística Restauradora com foco em Estética pelo Cetao. Membro da American Dental Association (ADA) e da Associação Brasileira de Odontologia Estética (Aboe). Atende na clínica Integrata Saúde em São Paulo, SP.

Dra. Regiane dos Santos Evaristo
CRO/SP 122.832
Cirurgiã Dentista com graduação em Odontologia pela Universidade Nove de Julho (Uninove). Atende na clínica Integrata Saúde em São Paulo, SP.

 

Olá, mulherada!

Mês de outubro é mês de conscientização quanto ao câncer de mama, mês de outubro rosa. E trazemos diversas informações importantes para nos prevenirmos e cuidarmos da nossa saúde.

É sabido e notório que o excesso de peso e a obesidade prejudicam a saúde, já que doenças como diabetes, hipertensão arterial e doenças do coração como infarto do miocárdio podem surgir quando o ponteiro da balança sobe. Além destas doenças, a obesidade também tem impacto sobre o risco de desenvolvimento do câncer de mama, principalmente na pós-menopausa, quando as mulheres param de menstruar.

Na pós-menopausa, a gordura corporal é a principal fonte de hormônio feminino, o estrogênio. Quando há sobrepeso e obesidade, ocorre excesso na produção de estrogênio e este age diretamente nas mamas, o que pode ocasionar a multiplicação de células mamárias e induzir o desenvolvimento de câncer. O excesso de peso e a obesidade também podem provocar um estado de resistência à insulina e, consequentemente, diabetes, que é um fator que tem sido associado ao aumento do risco de câncer de mama.

Então, se a mulher estiver com sobrepeso ou obesidade, há maior chance de ela desenvolver câncer de mama. Em números, o que isso significa? Um risco de 1,5 a 2 vezes maior de desenvolvimento de câncer em comparação com as mulheres com  IMC normal. O benefício no emagrecimento e na prática regular de atividade física é a redução desse risco em 10% a 30%! Você não acha que vale a pena investir em uma vida mais saudável?

A corrida é um esporte que pode ser praticado ao ar livre, por praticamente todas as pessoas, não necessita de matrícula em uma academia, não apresenta um custo elevado – visto que você vai precisar de um bom par de tênis e roupas apropriadas ao exercício – e ainda tem um gasto calórico eficiente. 😉

Você pode iniciar com caminhadas diárias ou outro exercício de sua escolha: dança, natação, hidroginástica, luta… o que você preferir. É sempre importante lembrar que, antes de praticar qualquer atividade física, você deve consultar o seu médico e seguir todas as orientações!

Cuide da sua saúde, com alimentação balanceada, sono adequado, exercícios físicos, pois além dos benefícios de prevenir o câncer, também vai aumentar sua sensação de bem-estar e felicidade!

 

Ana Beatriz Matos é médica mastologista, ginecologista e obstetra. É titulada nas especialidades de ginecologia e obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) e em mastologia pela Sociedade Brasileira de Mastologia. Realizou também curso de aperfeiçoamento em Cirurgia Oncoplástica e Reconstrutora Mamária da Sociedade Brasileira de Mastologia. Atualmente, atende em consultório de ginecologia e mastologia na clínica Integrata – Centro de Referência em Saúde, em Perdizes. Atua também como médica assistente e preceptora da residência de mastologia do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo e integra o corpo clínico do serviço de imaginologia mamária do laboratório Salomão e Zoppi. CRM 141-427 SP – Especialidades: Ginecologia e Obstetricia – RQE nº 61182 e Mastologia – RQE nº 61181.