Olá mulherada!

A gente sabe bem como é ter uma vida corrida, não conseguir achar um horário pra treinar, mas querer treinar tanto que fica sempre tentando achar um espacinho durante o dia pra correr, pra fazer musculação… já dei aqui 7 dicas para agilizar a rotina, mas e quando acontece algo e bagunça toda a rotina?

Pensando nisso juntei nesse post um monte de dicas para te ajudar a conseguir dar aquele “check” no treino quando você não tem muito tempo. 😀 Eu, Aline e Ju vira e mexe temos que adaptar nossa rotina pra incluir um treino num horário que não estava programado, por conta de trabalho, MBA, evento, ou os filhos que ficaram doentes. Não é fácil não, mas é possível!

O grande segredo pra conseguir manter uma rotina de treinos é saber se adaptar, se você tiver um treinador, ficará mais fácil. Do contrário, o segredo é fazer os seus treinos normais quando puder e quando estiver naquele dia mega corrido, optar pelos treinos curtos e de alta intensidade.

Não tem tempo para correr durante uma hora? Que tal uma corrida de 30 minutos pela manhã ou no horário do seu almoço? Só não pule o longão do fim de semana, para este se programe para acordar mais cedo ou se o fim de semana está complicado, faça-o na sexta-feira. Lembrando claro que essa não é uma indicação para você fazer sempre, mas se você está seguindo uma planilha, tem uma prova pela frente, é melhor adaptá-la do que não fazer o treino. 😉 Então durante a semana para aqueles treinos específicos, adapte, se você não tiver um treinador de corrida, mas tiver um instrutor na academia, vale uma conversinha com ele antes, ele pode inclusive te dar algumas dicas que facilitarão seu treino. Se você está por conta própria, sugiro fazer o mesmo treino da planilha que está seguindo, mas terminando antes. Melhor evitar o risco de uma lesão, né? Porque uma lesão pode complicar ainda mais seus treinos.

Agora se o treino é de musculação, os treinos curtos e de alta intensidade ajudam, pois com 30 a 45 minutos você consegue bons resultados. Sem contar que eles são muito eficazes para a perda de gordura, pois aceleram o metabolismo, fazendo com que o corpo continue reduzindo calorias por algumas horas depois dos exercícios, uma vez que as atividades de alta intensidade proporcionam um aumento considerável da taxa metabólica.

O professor Gabriel Doratioto, especialista da SmartFit (uma ótima opção de academia, já que ela tem em diversos lugares – dependendo do plano você pode utilizar a mais próxima – e o preço é bem em conta), sugere três exercícios: o HIT (High Intensity Training, ou treinamento de alta intensidade), o HIIT (High Intensity Interval Training, ou treinamento intervalado de alta intensidade) e o Smart Shape que são treinos rápidos, em média de 45 minutos. O HIT é um treino ondulatório realizado na esteira, sem intervalo, que oferece 15 sugestões diferentes de exercícios, atendendo a pessoas com diversos níveis de condicionamento físico, desde o iniciante até o atleta profissional. O HIIT são exercícios intercalados realizados apenas com o peso corporal, e que também pode ser feito durante a musculação ou em uma área livre, com uma TV instalada, na qual os participantes podem acompanhar as orientações para diferentes treinos. Já o Smart Shape é um circuito funcional que varia grupos musculares utilizando o peso corporal e equipamentos, elaborado de forma que atende a praticantes de diferentes níveis de condicionamento. Durante a aula de 30 minutos, o aluno passa por quatro estações: step deck, halteres e duas de air bike, em seis rounds de 30 segundos de execução e 15 segundos de descanso em cada uma das estações.

Para o treino curto de força dar certoo ideal é que os exercícios sejam multiarticulares, ou seja, passem por todos os grupos musculares, como agachamento, flexão, abdominal, remada, entre outras variações, sempre com o objetivo de fazer com que o organismo sofra uma adaptação após a sessão de treino”, destaca o especialista. As adaptações pós treinos intensos vão fazer com que o indivíduo aumente a sua capacidade e eficiência na utilização da gordura como fonte de energia durante o restante do dia, assim o seu metabolismo melhora e o corpo não utiliza a fonte de energia proveniente do músculo.

Dizem que um treino curto é melhor que nada, não é? Se for bem aproveitado, pode fazer toda a diferença nos seus treinos. Por aqui a gente sempre usa os recursos que temos disponíveis por perto, correr num parque perto do trabalho ou perto do local que estaremos, fazer musculação logo cedo em casa mesmo, usando o peso do corpo ou poucos aparelhos (eu tenho halteres, faixa elástica, bola suiça, kettlebel e um colchonete). Há ainda diversos vídeos no YouTube (mas faça sempre com atenção para não se machucar) e há diversos apps que ajudam nisso, já falamos aqui no blog de vários aplicativos para corrida e treinos de força, vale dar uma olhada. 😉

E é isso! Não dá pra fazer aquele treino longo, bora pro treininho curto, o importante é não parar e furar o treino! 😉 

Olá mulherada!

Recebemos no nosso QG o Suunto Ambit3 PEAK (na cor Sapphire) para testarmos e hoje contamos tudo sobre este relógio para corrida. 😉

Relógio GPS para corrida Suunto Ambit3 Peak

Relógio GPS para corrida Suunto Ambit3 Peak

A Suunto é uma fabricante finlandesa líder de instrumentos de precisão para atividades esportivas outdoor como ciclismo, atletismo, montanhismo, caminhadas, esqui, mergulho, vela, entre outros. O Suunto Ambit3 tem diversos modelos, entre eles o Peak (modelo que testamos, nas cores Safira/Prata e Preta), o Sport (disponível nas cores azul, vermelha, branca, safira/prata e preto), e o Run (disponível nas cores branca, preta e verde-limão).

O Suunto Ambit3 PEAK é o relógio mais completo da linha Ambit3, ele é multiesporte, perfeito para triatletas, pois tem todas as funções necessárias para ciclismo, natação e corrida, além de também funcionar para outros esportes. 😉

relogio-suunto-ambit3-peak-telas-iniciais

1. Tela padrão do relógio (hora, dia da semana e dia do mês. 2. Pressão atmosférica e temperatura. 3. Atividade semanal.

A primeira coisa que reparei no modelo, foi o tamanho do relógio, rs. Quem gosta de modelos grandes vai amar! O visor é lindo e as informações super fáceis de ver enquanto corremos/nadamos/pedalamos. O modelo prata parece um relógio comum e como ele tem diversas funcionalidades bacanas pro dia-a-dia, como mostrar hora, dia, temperatura, você pode usar pra correr ou na academia e seguir pro trabalho com ele no pulso. Super prático, como nós mulheres ativas adoramos. <3 Aliás, o relógio é bem completo, tem bússola, mostra a temperatura, pressão atmosférica (hPa), altitude e barômetro.

Quem está acostumado a relógios de outras marcas, talvez estranhe os botões, penei no começo porque clicava sempre nos botões errados, rs. Mas no próprio relógio você vê os comandos “View”, “Back Lap”, “Start/Stop”, “Next” e “Light/Lock”. No primeiro dia achei que não conseguiria usar o relógio sem ler o manual, acabei lendo o manual apenas nos últimos dias pra ter certeza que tinha testado tudo, rs. Então, no início talvez você estranhe, mas logo se acostuma. 😉

A função que mais testei foi a corrida, usei ele apenas uma vez na natação e no ciclismo. Em todos os esportes funcionou perfeitamente, mostrando as funções de cada esporte com precisão, testei sempre em lugares que já conheço e sei a distância e altimetria.

relogio-suunto-ambit3-peak-telas-iniciais-corrida

Telas iniciais para começar a correr: 1. Escolhendo a atividade. 2. Emparelhando a cinta cardíaca. 3. GPS.

Na tela inicial para escolher o esporte você pode adicionar até 10 atividades diferentes, após escolher o esporte ele verifica a cinta cardíaca e se o esporte for outdoor ele verifica o GPS. Em todos os meus testes achou rápido o GPS.

relogio-suunto-ambit3-peak-telas-corrida

1. Tela antes de começar a correr. 2. Depois de terminar o exercício, você pode ver outros dados além destes. 3. Correndo na esteira (só consegui fotografar por conta o disparo automático do celular, rs).

Em todos os esportes o relógio fornece velocidade, ritmo e distância, tempo de recuperação baseado na atividade, navegação e rastreamento da rota, mostra e grava a frequência cardíaca (você inclusive pode configurar suas zonas). Ele vem com uma cinta para medir a frequência cardíaca como a maioria dos relógios concorrentes, ela é confortável e o sensor é menor do que o de outras marcas. Na corrida ele funciona na esteira, alguns dias não foi 100% preciso, só percebi por conta de correr com um relógio com pedômetro no outro pulso (a esteira mesmo sempre mede errado, pois são raras as que estão corretamente calibradas), a Suunto vende o pedômetro a parte se você quiser precisão. Uma coisa boba, mas que eu amei, é que você pode configurar para as telas trocarem automaticamente durante uma atividade ou deixar fixo em uma e só trocar apertando um botão (gosto mais da última opção e nem todo relógio permite isso).

O relógio é completo e cumpre o que promete, a cereja do bolo dos modelos Ambit3 com toda certeza é o software/aplicativo Suunto Movescount, você instala no seu computador e no seu celular (recomendo nos dois, pois tem funções distintas) e enriquece seu relógio. Esse software/aplicativo liga o relógio a um site e no site você pode configurar todo o relógio. Enquanto no software para o PC você pode atualizar o relógio (recomendo fazer isso assim que carregar o relógio) e enviar suas atividades para o site Movescount, no aplicativo você pode tirar fotos para compartilhar no site (e outras redes sociais), emparelhar suas atividades, verificar suas atividades com detalhes, e até um vídeo (com fotos que você tirar no percurso e um mapa 3d de onde correu) você pode montar no aplicativo e compartilhar nas redes sociais. É bem divertido! E um diferencial é que você também pode receber notificações de ligação e mensagem no seu relógio. E seu celular pode virar um segundo display durante o ciclismo.

1. App Ghost Runner. 2. Programa de treinamento em andamento. 3. Aplicativo Movescount no celular.

1. App Ghost Runner. 2. Programa de treinamento em andamento. 3. Aplicativo Movescount no celular.

O único problema é que se você quer configurar telas diferentes e ter funções a mais no relógio, só consegue através do Movescount, mas vale a pena o tempo que gastamos já que o site/aplicativo possibilita funções incríveis. Essas funções incríveis são possíveis por conta de aplicativos que os usuários podem desenvolver para o relógio. Se você não tem muita paciência pra entender como funciona e programar seu próprio aplicativo, você encontrará no site uma quantidade imensa de aplicativos prontos pra aplicar no seu relógio. Funções desde Ghost Runner (adicionar uma tela no seu relógio em que ele mostra quantos metros a frente ou atrás você está de um corredor com um pace determinado), aviso de tempestade chegando, quantidade de carboidratos queimados na atividade, previsão de tempo para terminar uma prova, contagem de passadas e muitos outros! 😀

Tela do site Suunto Movescount onde você pconfigura as telas do relógio e pode aplicar os aplicativos (no exemplo vocês podem ver os três que escolhi testar).

Tela do site Suunto Movescount onde você pconfigura as telas do relógio e pode aplicar os aplicativos (no exemplo vocês podem ver os três que escolhi testar).

No site você também encontra diversos programas de treinamento prontos e pode programar para o relógio avisar qual a sua próxima atividade. Gostei muito dessa função, escolhi um treino para maratona (mas tem todo tipo de treino, desde treinos básicos até treinos específicos de velocidade) e conforme você faz o treino ele mostra a porcentagem do quanto você já treinou da planilha do dia.

A bateria dura bem, até 50h com GPS. E o relógio carrega bem rápido. Ele vem com um carregador USB como muitos relógios do mercado, e eu sempre acho que não custaria nada pra marca adicionar um adaptador pra tomada, rs. 😛

No geral é um relógio muito bonito (apesar de grande, não incomoda no pulso, até esquecia que estava com ele), eficiente nas suas três principais atividades (natação/corrida/ciclismo), prático e que te permite personalizar para ter um relógio único. 😉

1