No meu último post, falei para vocês sobre minha decisão de melhorar meu tempo em provas curtas antes de me aventurar em percursos mais longos, lembram? Imaginei que algumas de vocês poderiam se identificar com esse objetivo, por isso pedi para o Eduardo Barbosa, treinador de corridas de rua da 4any1 Assessoria Esportiva que acompanha meus treinos, falar um pouco mais sobre como é o treino de corrida para atingir essa meta. 😉

correndo-5k-rapido

Quando pensamos em corrida de rua, os 5k são considerados uma distância curta, por isso perfeita para quem quer encarar o desafio de ser cada vez mais veloz. “Velocidade é a capacidade de realizar ações motoras em um mínimo espaço de tempo sem perder a eficiência do gesto motor”, explica Edu. “No caso da corrida de rua, significa se deslocar na maior distância no menor tempo possível, levando sua massa corporal no espaço.”

Para tanto, temos que melhorar a postura ao correr e fazer uma preparação específica para esse tipo de prova. “Primeiramente, é preciso treinar algumas características de velocidade como, por exemplo, a velocidade de resistência; ou seja, em alta velocidade, manter a mesma postura de corrida sem perder a qualidade de movimento. Por isso, no início da preparação você pode trabalhar os educativos de corrida“, recomenda Edu.

Outra capacidade a ser trabalhada é a velocidade de aceleração, que representa o aumento progressivo da velocidade. “A estratégia a ser usada no treinamento são os tiros de curta distância – 50, 100 e 200 metros – com intensidade forte. O objetivo é melhorar a tolerância ao ácido lático que pode se acumular no músculo causando fadiga e, como consequência, trazer cãibras que impediriam o atleta de aumentar a velocidade durante a corrida forte.”

E não é porque você não vai percorrer longas distâncias que deve deixar o fortalecimento em segundo plano! “Deve-se considerar também que a energia para esse aumento de velocidade vem dos músculos, principalmente de membros inferiores. Nesse caso, um bom trabalho de musculação deve ser realizado em dias alternados aos dos treinos de corrida, visando um aumento da força”, ressalta Edu.

Como vocês podem ver, é um treinamento que requer um acompanhamento especializado, pois quanto antes você corrigir sua postura e alguns “vícios” ao correr, melhor será a sua evolução. “A melhor maneira de otimizar um treinamento de velocidade é conversando com um treinador especialista ou profissional da área de Educação Física para que seja realizada uma avaliação física e a periodização do treino de acordo com suas atuais condições físicas”, lembra Edu.

Além de ser uma boa oportunidade para aprender a correr com mais eficiência, um treino com foco em velocidade e força para as provas de 5k é uma ótima estratégia para melhorar a resistência nas demais distâncias.

Ficou animada para diminuir seu pace? Esse pode ser um bom objetivo para 2016! 😉

Bons treinos e divirtam-se!

post_parceiros_4any1_2015

Oi gente, tudo bem? Faz um tempo que não faço este tipo de post. Após a Alice nascer, os treinos vieram em um ritmo devagar e equilibrando com a rotina de mãe, profissional e corredora.

Voltei ao treinos em abril. Fiz a avaliação da 4any1 para definirem meus treinos e começamos com algo bem leve, como alguém que praticamente volta a correr do zero mesmo. Passei mais de 6 meses sem correr e era natural que fosse aos poucos. No início, foi bem difícil, parecia que nunca mais ia correr como antes… rsrs… Parece que quando você volta e sabe aonde você já chegou, fica mais ansiosa para estar lá de novo. E ainda estou no processo.

Uma das corridas que fui após voltar a treinar: A Maratona de São Paulo! Eu e a Eri fomos juntas e foi a melhor coisa!

Uma das corridas que fui após voltar a treinar: A Maratona de São Paulo! Eu e a Eri fomos juntas e foi a melhor coisa!

Muitas vezes (e muitas mesmo) os treinos não saem como eu gostaria, por diversos motivos: as vezes porque já acordo mega cansada da noite agitada, as vezes é o trabalho, outras é o corpo mesmo que não responde.

E com tudo isso, eu aprendi a ter paciência, mas muita paciência mesmo. A verdade é que hoje, eu não dito completamente como será meu dia e minha noite, tem uma bebezinha linda de 7 meses que está comigo sempre e ela as vezes faz as coisas virarem de cabeça para baixo literalmente.

Bebês passam coisas como saltos de desenvolvimento, que são períodos que aprendem habilidades novas e é uma loucura… rsrs… Pelo menos por aqui está sendo, desde que Alice completou 6 meses. Ela acorda várias vezes a noite porque resolveu virar e engatinhar. Além da introdução alimentar e os dentinhos (ô coisa chata!). São tantas mudanças e que afetam o sono, que como mãe estou sempre junto para que ela passe da melhor maneira possível.

Com a rotina corrida, tenho tentado participar de pelo menos 2 corridas por mês, isso me mantem animada a continuar a treinando, apesar de dificuldades que aparecem no caminho. E tenho evoluído. Queria ir mais rápido, mas a minha realidade hoje me pede calma, muita calma! rs

Eu não tenho expectativa de terminar meu ano fazendo o meu melhor na corrida, esse é meu objetivo de 2016. Hoje, meu objetivo é continuar treinando para conseguir aumentar as distâncias para chegar na minha melhor forma no próximo ano.

Devagar e sempre, né? E quem sabe esse ano ainda não consigo alguns objetivos novos? Isso é assunto para outro post rs.

post_parceiros_4any1_2015