Olá mulherada!

Nos últimos finais de semana tivemos duas leitoras e amigas representando o Corre Mulherada nas provas e hoje elas contam como foram as corridas! 😉

Se Toque Run

Por Michele Beraldi

michele-medalha-se-toque-run-corrida-sao-paulo2

A Latin Sports juntamente com o instituto Se Toque realizaram no dia 25 de setembro, no Campo de Marte, a Se Toque Run.

O dia tinha amanhecido chuvoso e a arena estava cheia de mulheres correndo pela causa: conscientização sobre o exame de câncer de mama que mata tantas mulheres todos os anos. Havia stand para fotos instantâneas, massagem e hidratação. A chuva deu uma trégua durante a prova que foi dividida em 5 km e 10 km. Quem foi para 5 km, como eu, fez uma volta na Brás Leme e quem fez 10 km foram duas voltas no percurso.

Creio que o único problema foi a divisão da pista da Brás Leme em ida e volta e muitas caminhantes atrapalhando a passagem. A dispersão da prova foi ótima, frutas e água na chegada e uma medalha linda.

Depois teve uma aula animadíssima de Zumba e os corredores se divertiram muito.

Prova bem organizada, foi uma pena que tenha sido numa data em que teve tantas provas em São Paulo.

M5K – São Paulo

Por Priscila Magalhães

Neste domingo, 9 de outubro, aconteceu a M5K Mulheres em Movimento no Ibirapuera em São Paulo e em outros estados do Brasil.

A retirada do kit podia ser realizada em três locais diferentes de São Paulo (no Complexo Tatuapé – Shoppings Metrô Boulevard Tatuapé e Metrô Tatuapé ou na Concessionária Sinal Indianópolis). A Stefania utilizou o serviço da Meu Kit e retirou no dia da prova. Ouvi relatos de que a retirada dos kits estava tranquila nos três locais.

No kit havia amostras da Sundown, sabonetes d’O Botícário, biscoitos Bauducco (Cereale), Polenguinho e cupons de desconto. O único ponto negativo do kit foi o material muito frágil.

Antes da largada, passei na área de relacionamento da M5k e estava muito bem organizada, cheia de “comes e bebes”, banheiros químicos exclusivos, massagem e muitos pufes para aguardar até o início da prova.

Como tivemos alguns contratempos, acabamos largando bem no final. Nós sabemos que largar no final e em provas femininas é sinônimo de encontrar paredões e dessa vez não foi diferente. Conseguimos desviar de muitos paredões, mas acabamos caminhando, pois a Steff estava com a mochilinha do kit e a mochila simplesmente rasgou durante o percurso. O material era muito fraco e ficamos com receio de tudo cair pelo caminho. Então decidimos caminhar e curtir o percurso (ela nunca correu pela região do Ibira). Foi bacana mesmo assim e fomos curtindo a multidão rosa que tomou as ruas e avenidas próximas ao Ibirapuera. O ponto alto desse tipo de prova é ver tantos pontinhos rosa correndo juntos e a alegria de tantas mulheres com perfis extremamente diferentes, mas com um único objetivo: não parar, seja correndo ou caminhando, mas completar a prova.

Havia dois pontos de hidratação, um na metade da prova e outro logo após a chegada.

No geral, a prova foi bem organizada e a estrutura muito boa.

O kit pós-prova tinha banana e bebida isotônica, além da medalha linda dessa edição.

m5k-sp-2016-medalha

Por volta das 8h30 a organização realizou o sorteio de um carro, mas infelizmente não tivemos sorte dessa vez. Rs.

Pela primeira vez, corri/caminhei uma prova inteira acompanhada e foi uma experiência interessante. Durante a prova já começamos a planejar fazermos isso mais vezes e vamos incluir mais amigas no pacote. Essa corrida foi especial por muitos motivos, um deles foi ter incentivado mais amigas a saírem do sofá e praticar uma atividade física. Gostei muito de participar da M5k e incentivar (e receber incentivo de volta) da minha amiga Steff. Que venham mais provas assim.

Obrigada pelo convite, meninas do Corre Mulherada!

E você correu uma destas provas? O que achou?

asics-accelerate-hope-2015

Pelo terceiro ano consecutivo, a Asics lançou uma linha especial de tênis e camisetas para a campanha Accelerate Hope, que tem como objetivo a conscientização e o apoio para a prevenção do câncer. Foram lançadas duas versões exclusivas do GEL-Noosa Tri 10, sendo uma masculina e outra feminina, e uma versão feminina com estampa floral do GT-1000 4, além das t-shirts masculina e feminina com o símbolo da campanha.

Como no ano passado, parte da renda será revertida para instituições de prevenção e combate à doença. Este ano, a Fundação do Câncer foi a instituição escolhida para receber 10% da arrecadação das vendas no Brasil. A marca também escolheu dois embaixadores para a campanha nacional: Iohana Salla e Vinicius Zimbra, entusiastas do esporte que superaram o câncer de mama e testículos, respectivamente.

tenis-accelerate-hopeOs novos modelos no nosso QG: as meninas receberam o GEL-Noosa Tri 10 e esse rosinha “filho único” é o meu GT-1000

Em 2014, o GT-1000 (na versão 3) também foi o modelo escolhido para representar o combate ao câncer de mama na campanha. Como eu recebi o GT-1000 este ano também (agora na versão 4), aproveitei para fazer uma comparação com o modelo anterior para vocês. 🙂

Beleza e Design

Ele é todo em tons bem fortes de pink e lilás, com detalhes em verde-água e uma estampa de rosas linda! No cantinho do calcanhar, lado externo, tem bordada a fita rosa da campanha do câncer de mama. Um mimo!

Este ano, o GT-1000 também veio com duas opções de cadarço: o de cetim, em lilás, para paquitar bastante (um luxo!) e o tradicional, em verde-água. Gostei de serem em cores diferentes, pois você tem a opção de deixar o tênis mais puxado pro rosa ou mais colorido, misturando o rosa com o verde-água. Ainda não sei qual é a minha combinação favorita, hehehe…

gt-1000-4-accelerate-hope

Peso

Para mim, o peso foi a primeira coisa que me chamou a atenção no GT-1000 4. O modelo está mais leve! A edição anterior tinha como peso de referência 9,7 oz (275 gramas) e nesta é de 9,3 oz (263,5 gramas) – lembrando que o peso do tênis varia conforme a numeração.

Conforto

Também achei que o GT-1000 4 está mais confortável. A grande diferença entre esta versão e a anterior é justamente o fato de ter menos costuras e camadas de tecido, o que aumenta a sensação de respirabilidade, mas sem perder o suporte para os pés. Além disso, o fato de ele estar mais leve, para mim, ajuda na sensação de conforto. 😉

Amortecimento

O modelo continua com foco no amortecimento, que usa o tradicional sistema GEL da Asics, e na estabilidade, desenvolvida especialmente para quem tem pisada pronada.

 

gt-1000-4-accelerate-hope-lateralgt-1000-4-accelerate-hope-tras gt-1000-4-accelerate-hope-solado
 

Pisada

Pronada. Eu tenho a pisada neutra e, apesar de não sentir tanto a diferença como na edição anterior, ainda vale a pena prestar atenção nisso. (Se você não sabe qual é o seu tipo de pisada, veja aqui como descobrir.)

Tecnologias

Ele é feito com tecido tecnológico Mesh sem costura para mais conforto para os pés. A entressola SpEVA promete uma excelente resposta de impulsão nas passadas e maciez durante a corrida. O amortecimento é o tradicional GEL da Asics, absorve o impacto e proporciona mais suavidade na pisada. Por ser indicado para pisada pronada, traz também a tecnologia DuoMax, com EVA de dupla densidade localizado na traseira para controlar a pronação dos pés.

Custo x Benefício

O preço sugerido é de R$ 399,90 (US$ 100 nos EUA), cerca de 100 reais mais barato que no ano passado. Além do preço estar mais acessível, gostei das modificações que fizeram na nova versão e também acho que o tênis está mais bonito este ano. Sem falar que é um modelo de edição limitada, que ajuda uma boa causa.

gt-1000-4-accelerate-hope-encima

Opinião Geral

Achei o tênis lindo e ele faz o maior sucesso. Porém, se a sua pisada não é pronada e você quer um tênis de performance para correr, há outras opções nessa faixa de preço que poderão te atender melhor, inclusive da mesma marca. Vale experimentar e pesquisar!

Onde Comprar

Todos os produtos da coleção Accelerate Hope estão disponíveis nas três lojas da Asics (São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza) e online exclusivamente na Netshoes.

post_presente