Já falamos outras vezes aqui sobre a Authen, uma marca nacional que desenvolve roupas esportivas pensadas especialmente para o corpo da brasileira usando o melhor da engenharia dos EUA. Os tops, em particular, são os meus favoritos e tem resenha de vários aqui.

Este ano, uma das grandes novidades da Authen é a Linha Signature, que traz quatro peças (top, bermuda, legging e saia) feitas especialmente para quem correr mais e melhor. Sim, toda a modelagem, tecido e tecnologia dessas peças foi pensada para a corrida! Claro que a gente foi testar para contar tudo para vocês, né? 😉

A primeira coisa que chamou a nossa atenção é que essa coleção é atemporal, ou seja, não terá troca de estampas ou cores ao longo de tempo. Por isso todas as peças são pretas, sem detalhes muito chamativos. A ideia é oferecer peças clássicas, com tecnologia de alta compressão, daquelas que não podem faltar no guarda-roupa da corredora. Acreditamos no consumo consciente e apostar em poucas e boas peças é algo que a gente sempre defende aqui no blog – e a proposta da Authen com essa coleção se encaixa perfeitamente nessa tendência do slow fashion.

Além disso, todas as peças da Linha Signature são feitas com tecido com proteção solar UPF50+, que bloqueia até 96% os raios UVA e UVB. Para não causar atrito com a pele e permitir o uso confortável mesmo por longos períodos, as costuras são todas lisas e os detalhes ergonômicos de cada peça foram ajustados de acordo com uma pesquisa feita em campo com mais de 50 mil mulheres corredoras! Uau!

Agora vamos falar um pouco mais sobre cada uma peças para vocês! 😀

As partes de baixo da Linha Signature (bermuda, saia e legging) utilizam a engenharia têxtil Pressus Pro, tecido exclusivo de compressão graduada – o que ajuda não só a aumentar o rendimento durante a atividade física como proporciona uma recuperação muscular mais rápida. Isso porque a compressão aumenta o fluxo sanguíneo daquela região durante a corrida, esquentando o corpo mais rápido e, consequentemente, entregando mais oxigênio para os músculos. As peças também têm o cós mais alto para melhorar a consciência da postura durante a corrida.

A Aline testou a bermuda: “Adorei a bermuda da Authen! Ela é confortável, tem um comprimento muito bom, compressão legal e o que mais gostei: no bolso lateral, dá para levar o celular tranquilo, documento, gel… O que for necessário para a corrida.” Preço sugerido: R$ 159,90.

Já a Mari testou a legging. “Achei que a legging vestiu super bem. É uma peça básica, com uma estampa bem discreta e que dá um suporte firme na região do abdomen, o cós não fica descendo. E o bolso lateral é muito útil!”  Preço sugerido: R$ 169,90.

Eu testei a saia e, como as meninas, adorei o cós que realmente não escorrega. A modelagem da saia é reta e bem sequinha, não faz volume e tem um comprimento ótimo. A bermuda interna não sai do lugar durante a corrida e me deixou bastante segura, dá para levar o celular no bolso lateral sem medo de que ela possa cair. Preço sugerido: R$ 169,90.

O top foi a única peça que não testamos, mas ele utiliza o mesmo sistema de outros tops da marca que a gente já conhece, o Firmness Control, que ajuda a manter os seios no lugar reduzindo a vibração muscular. Para aumentar a sustentação, a modelagem tem decote mais alto e costas ao estilo nadador. Ainda vem com dois bolsinhos embutidos, um na frente do top e outro menor (bolso moeda) para colocar as chaves ou o gel. Preço sugerido: R$ 119,90.

Todas as peças estão disponíveis no site da Authen e em mais de 100 pontos de venda pelo país.

armario-academia armario-academia2
Você já parou para contar quantas roupas tem para treinar? (Fotos: Pinterest)

Então chegamos àquele ponto em que a gaveta de “roupas para treinar” já não fecha mais… Hahaha… Depois de um tempo correndo, você provavelmente acumulou uma quantidade razoável de camisetas de provas e outras peças que foi garimpando aqui e ali — e que não necessariamente combinam entre si, né?

Se você cansou de usar legging preta com camiseta de prova, ou está querendo uma motivação extra para dar aquela limpa no armário de academia, ou mesmo começou a treinar pra valer agora e não sabe quantas peças precisa ter, que tal fazer uma tentativa com o experimento fashion do momento, o armário-cápsula?

O armário-cápsula, ou guarda-roupa multifuncional, é composto por poucas peças, mas que coordenam muito bem entre si. Geralmente, os looks de academia não entram nessa conta, mas acho que o conceito faz muito sentido também para as roupas de treino, ainda mais para quem as usa pelo menos três vezes por semana, né? Além disso, é um jeito de experimentar o armário-cápsula em uma parte do seu guarda-roupa antes de adotá-lo por completo. 😉

armario-academia-roupasLimpeza do guarda-roupa: o que serve e o que não serve mais para você? (Foto: Pinterest)

O primeiro passo é fazer uma limpa: hora de se desfazer de todas as peças que perderam a elasticidade ou ficaram desgastadas com o tempo. Também recomendo dar uma olhadinha nos seus tênis. Você sabia que eles têm uma vida útil? Pois é, depois de alguns quilômetros (segundo os fabricantes, entre 500 e 700 km), é hora de aposentá-los, pois eles perdem suas propriedades e podem causar lesões.

Em seguida, vêm aquelas peças que você praticamente não usa. Tem sempre aquela camiseta de prova que é um xodó, porque foi um dia especial de alguma forma, mas isso é diferente de ter um monte de camisetas que você usou uma única vez (no dia da prova, e olhe lá!) e nunca mais vestiu… Se elas ainda estão em bom estado, separe para doar. Várias ONGs recolhem peças esportivas.

Roupas de academia que se mostraram desconfortáveis e aquele tênis com que você não se adaptou muito bem, se estiverem em excelente estado e com pouco uso, podem ser vendidos (oba!). Alguns grupos no Facebook são dedicados a corredores que querem vender seus itens de corrida, vale pesquisar. Só fique com aquilo que veste bem, que faz com que você se sinta confortável, segura e poderosa! 😉

O próximo passo é organizar suas peças, separando as partes de baixo das parte de cima. Se você mora em algum lugar que tem estações do ano bem definidas, também pode separar entre peças para o frio e o calor. A ideia do armário-cápsula é que você o refaça de tempos em tempos (a cada 3 ou 6 meses), então você pode guardar as peças que não combinam com a estação corrente (ou aquelas que você está com dificuldades de desapegar) para usar na próxima. 😉

Aqui também é a hora de contar quantas peças você tem e fazer uma análise bem criteriosa: elas combinam entre si? Você sente falta de alguma coisa? Tem algum item em excesso? Isso é importante porque é agora que você terá de definir um número limite de peças para o seu armário-cápsula e dividi-lo entre partes de cima, partes de baixo, tops, tênis (sim, eles entram!) e acessórios (bolsas, bonés, viseiras…).

armario-academia-shortsSerá que você precisa de um shorts para cada dia do mês? (Foto: Pinterest)

Em um armário “normal”, o costume é ter mais partes de cima que partes de baixo, mas no armário de academia isso é meio complicado por causa do suor, né? Então tente ter um equilíbrio, levando em consideração as atividades que você pratica e onde. Também pense na sua rotina de lavanderia e veja se você consegue fazer um número mínimo de combinações sem repetição por mês, para não enjoar. Por exemplo: se você treina 3x por semana, tente montar 12 looks.

Definir uma paleta de cores também ajuda. Além dos neutros (preto, cinza e branco), vale colocar uma ou duas cores mais vivas, que combinem entre si, para dar uma levantada no seu guarda-roupa.

Considerando uma rotina de treinos 3x por semana, dá para montar um guarda-roupa com apenas 15 peças, divididas em:

  • 2 tênis (um para longos, outro para curtos ou um para correr e outro para a academia);
  • 3 tops (um para cada dia da semana e com excelente sustentação);
  • 4 partes de cima (3 camisetas e 1 regata/manga longa, conforme a estação — se você treina só de top, pode diminuir o número de peças aqui);
  • 4 partes de baixo (shorts, saias e leggings, distribua conforme a temperatura e seu gosto pessoal);
  • 1 bolsa para carregar suas coisas (se treina na rua, tente uma waist bag);
  • 1 peça extra que você goste muito (no inverno, pode ser uma jaqueta ou corta-vento, por exemplo).

Achou pouco? Se você pensar só nas 4 partes de baixo combinando com cada uma das 4 partes de cima, são 16 opções diferentes de look! É mais do que as 12 que você precisa para treinar o mês inteiro sem repetir. Lembrando que é só sugestão, você pode adpatar como quiser, ou aumentar o número para ter mais acessórios. 😉

A experiência do armário-cápsula tem seus benefícios. Você aprende a aproveitar melhor as peças que tem, ocupa menos espaço no guarda-roupa, consegue arrumar a mala de academia mais rápido, economiza dinheiro já que vai pensar melhor antes de comprar roupas que não precisa e só veste o que lhe cai bem, aprimorando seu estilo.

A verdade é que a gente consegue viver com poucas peças e ser super estilosa, basta fazer as escolhas certas. 🙂

* Se você gostou da ideia de ter um armário-cápsula e quer saber como ele se aplica às roupas do dia a dia, recomendo dar uma olhadinha no blog Teoria Criativa, da Gabriela.

1