teste-glicemia-diabetes

Já explicamos aqui no blog o que é diabetes e alguns cuidados adicionais que corredores diabéticos devem ter. Contudo, como acontece com muitas outras doenças, há diversos mitos sobre o assunto, em especial relacionados à alimentação. Por isso, pedimos para a dra. Yolanda Schrank, endocrinologista do laboratório Bronstein, esclarecer 10 dúvidas que estão entre as mais comuns.

1. Consumir muito açúcar causa diabetes.
Mito! O açúcar não é o agente que causa o diabetes diretamente, mas comer alimentos com muito açúcar pode levar à obesidade que, por sua vez, pode trazer o quadro de diabetes em pessoas predispostas.

2. Pessoas diabéticas não podem consumir doces ou chocolates.
Verdade! Doces e chocolates devem ser evitados por pacientes diabéticos, já que a metabolização desses alimentos depende da insulina, hormônio deficiente nessas pessoas.

3. Pessoas diabéticas só podem consumir alimentos diet.
Mito! O ideal para pacientes diabéticos é que eles tenham uma dieta equilibrada. No entanto, alimentos dietéticos devem ser preferidos no lugar das versões com mais açúcar.

4. Diabéticos devem controlar a ingestão de frutas.
Verdade! Por conterem frutose, outro tipo de açúcar transformado em glicose pelo organismo, as frutas devem ser consumidas de forma equilibrada.

5. Pessoas com diabetes não podem comer pães e massas.
Mito! Desde que seja de forma moderada, já que o organismo transforma esses alimentos em glicose, pessoas com diabetes podem comer pães e massas.

6. Cortar os carboidratos da dieta anula a necessidade da ingestão de insulina.
Mito! Cortar carboidratos pode diminuir a necessidade de insulina, mas não a anula completamente. Em quantidades reduzidas, o carboidrato está presente em outros grupos de alimentos e, além disso, o organismo, quando não recebe glicose suficiente na alimentação, produz glicose a partir de outras fontes.

7. Mães diabéticas terão filhos diabéticos.
Mito! Segundo a dra. Yolanda, isso não é uma regra. Apesar de o diabetes tipo 2 ter herança genética, fatores ambientais como o sedentarismo, a obesidade e os maus hábitos alimentares determinam seu desenvolvimento.

8. Diabetes não tem cura.
Depende! O diabetes tipo 1, decorrente da destruição autoimune das células que produzem a insulina, não tem cura. Já o tipo 2 pode ser revertido quando o paciente faz uma grande mudança em seu estilo de vida. Pessoas obesas que perderam peso com estilo de vida saudável, por exemplo, podem reverter o diabetes tipo 2.

9. A aplicação de insulina causa dependência química.
Mito! A insulina, assim como qualquer medicamento necessário ao tratamento de doenças crônicas, não causa dependência, ou seja, o paciente não tem crise de abstinência quando suspende seu uso. Entretanto, como ele não produz o hormônio em quantidade suficiente, a suspensão do tratamento poderá implicar sério risco à saúde. “É importante entender que a insulina é um hormônio essencial ao bom funcionamento do organismo. Por isso, as injeções são parte indispensável do tratamento do diabéticos tipo 1, que não produzem o hormônio. Portadores de diabetes tipo 2, em especial diabéticos de longa data, também podem necessitar fazer uso do hormônio, transitoriamente ou em definitivo”, afirma a dra. Yolanda.

10. O estresse pode agravar o diabetes.
Verdade! Segundo a médica, o estresse provoca a liberação de hormônios como o cortisol, que aumenta a glicose no sangue. Consequentemente, o estresse pode dificultar o controle da doença.

Tem mais alguma dúvida sobre diabetes? Deixe nos comentários!

Dra. Yolanda SchrankDra. Yolanda Schrank é endocrinologista integrante do corpo clínico do laboratório Bronstein Medicina Diagnóstica. Médica integrante do Canal do Médico/Setor de Provas Fucionais – DASA e do Serviço de Endocrinologia do Hospital Federal de Bonsucesso. Especialista em Endocrinologia e Metabologia – SBEM/AMB, tem mestrado em Endocrinologia e Metabologia pela PUC-RJ.

Andamos recebendo algumas caixas bem recheadas aqui no nosso QG. Tem muita coisa legal, olha só:

Linha Sucralose da Linea

recebidos-linea

A Linea nos enviou vários produtos de sua linha Sucralose, para experimentarmos. Recebemos chocolates, cookis, capuccino, achocolatado e creme de avelã. Nham! :9

Produtos GoNew

recebidos-gonew

O pessoal da GoNew enviou uma caixa MEGA recheada pra gente. Vieram viseiras, meias (que eu AMO, já falei delas aqui), shorts, camisetas, calças… as peças são bem lindas e confortáveis, estamos usando bastante.

Edição Limitada 60 anos Polenguinho

recebidos-polengui

O famoso queijinho completou 60 anos e ganhou uma edição especial, com a embalagem original de quando foi lançado. O kit vinha com duas caixinhas de queijo, bloquinho e imã dentro de uma lata super charmosa. Uma graça!

Pesquisa Boehringer Ingelheim

recebidos-pesquisa

Foi divulgado o resultado da pesquisa que a Boehringer Ingelheim fez sobre a respiração dos brasileiros. Os dados são muito interessantes. Sabia que 44% dos brasileiros apresentam algum sintomas respiratórios? Pois é. Vale a pena ler um pouco mais sobre a pesquisa.

Produtos Domyos

recebidos-decathlon

Cada uma de nós recebeu um kit completo da Domyos: corsário, top, regata, saia-short, corda e sacola. As peças são super gostosas, tenho usado bastante as minhas na academia. 😀

Olympikus Involve e roupas

recebidos-olympikus

falei aqui o que achei do Olympikus Involve, um tênis desenvolvido para treinos fitness, né? Junto dele veio também uma legging lINDA e uma camiseta básica. A legging fica linda no corpo, a estampa fica bem delicada.

Lançamentos de Natal Starbucks

recebidos-starbucks

O Natal é daqui pouco mais de 20 dias e o Starbucks já está com a linha especial nas lojas. São dois blends de café, três bebidas, panettone de chocolate, panettone de caramelo, bolacha e bolo. Posso falar? Experimentei o panettone de chocolate e é beeeem recheado, gostei. Mas meu amor dessa linha é o bolo: um red velvet bem recheado, uma delícia. :9

Tops Authen

recebidos-authen

A Authen enviou para cada uma de nós um kit com quatro modelos de top da marca: Perfect (para esportes de grande impacto), Charm (básico, para todas as mulheres), Hit (para atividades de grande impacto) e Power (para atividades de grande impacto, duplo e, ainda assim, fresco).

1