Olá mulherada!

Em maio inauguramos uma página com diversos downloads para vocês, tem diário de treinos, wallpapers para pc e celular, e até posters para enfeitar sua casa. Hoje trago mais duas novidades: diário de dieta e novos modelos de wallpaper.

wallpaper-corrida-corremulherada

O wallpaper tem em duas cores: azul e laranja. Para você INSPIRAR, RESPIRAR E NÃO PIRAR, rs. 🙂

diario-de-dieta-alimentacao-corremulherada

Já o diário de dieta você pode usar para montar o cardápio da sua dieta, para anotar o que está comendo… por experiência própria ajuda muito anotar o que comemos. 😉

Gostou? Então faz o DOWNLOAD!

Sempre iremos adicionar novidades na página de Downloads, então fique de olho! 😉 E se tiver alguma ideia diferente, comente!

 

Olá mulherada!

Hoje o post vai ser bem diarinho, quero compartilhar com vocês algumas novidades e desafios que me propus. Vem comigo! 😉

No meu último post, eu comentei que ainda não tava no peso que eu queria. Eu adoro comer, e desde o post a balança oscilou terrivelmente e pra pior. Até uma hora que eu olhei pra ela e disse “Chega! Vou emagrecer e ponto final!“. Às vezes eu vou empurrando com a barriga e demoro pra dar um basta, mas quando dou, sigo firme e forte no propósito. Mas até chegar nessa decisão… fiz tudo que podia de errado na alimentação, até coisas que nem comia, eu estava comendo. Ansiedade? (o motivo tá no final do post) Estresse? Até pode ser, mas também era falta de vergonha na cara, rs.

Decidi numa quarta (27/5) parar de comer errado e fazer a reeducação alimentar direitinho, nada absurdo, nada difícil de seguir… como uma reeducação deve ser. O plano era arrumar tudo que eu estava fazendo de errado – e eu estava fazendo muitas coisas erradas. A principal delas é que eu ficava um tempão sem comer e por conta disso acabava pulando refeições. Tinha dias que tomava café da manhã e minha refeição seguinte era o jantar. E não foram alguns dias assim, foram muitos. Daí que a saúde também tava sentindo e eu que raramente fico doente, tive amigdalite aguda e uma gripe forte em um único mês, tive que ficar sem treinar pra me recuperar e ai ganhei uns quilinhos de brinde. 🙁

Daí no primeiro dia de retorno ao foco da RA fiz uma listinha bem básica com coisas que eu deveria arrumar na minha alimentação, foram elas:

  1. Comer de 3 em 3 horas (e acabar com os horários desregulados das refeições).
  2. Tomar mais água (normalmente tomo bastante, mas alguns dias eu não tomava quase nada).
  3. Tomar mais chá (aqui o item era “acordar mais cedo pra dar tempo de preparar o chá e levar pro trabalho”).
  4. Separar os lanchinhos do dia e levar na bolsa.
  5. Não trocar algo saudável por uma gordice em quantidade menor (tava fazendo muito isso e pra não fazer, decidir tirar foto de tudo que como).
  6. Utilizar um aplicativo para registrar tudo (porque quando a gente escreve o que está comendo, processa melhor a informação).

Com esses 6 itens da minha listinha (que não são nada absurdos de seguir), eu voltei aos trilhos… também decidi não faltar em nenhum treino e também criar uma rotina para dormir melhor, e com isso, acordar mais cedo para conseguir fazer tudo com calma. 🙂

alimentacao-reeducacao-alimentar-prato-cardapio

A minha alimentação. No começo fotografava tudo, mas tem hora que esqueço os lanches, o almoço e jantar continuo fotografando religiosamente e tento lembrar sempre de fotografar o resto, uma hora acostumo e tiro foto de tudo, rs. 😉 Ainda tenho o que melhorar na alimentação, mas sigo aprendendo e mudando. 😉

Tudo isso não foi por conta dos quilinhos a mais me incomodarem no visual, foi porque eles estavam me incomodando na corrida. Toda corrida mais longa eu estava terminando com algum incômodo… uma dor no quadril, uma dor no pé, uma dor no joelho… cada treino longo tinha algo pra botar gelo pra melhorar. E no dia seguinte não sentia mais nada. No sábado seguinte, novo treino longo e uma dor completamente diferente em lugar diferente do sábado anterior. Aproveitei uma ida ao ortopedista e ele perguntou se eu estava no meu peso saudável. Não estava! 🙁

O fato é que quanto maior o peso do corredor, maior o impacto da atividade sobre o seu corpo. O sobrepeso pode causar lesões no joelho, tornozelo e quadril (exatamente onde eu estava sentindo as dores). E ainda existem outros riscos: alguém com sobrepeso tem mais chance de ter hipertensão e outros problemas cardiovasculares. Não é à toa que a recomendação é para pessoas acima do peso ter um acompanhamento mais de perto do educador físico, nutricionista e cardiologista ao optar pela corrida como esporte.

Hoje, faz  17 dias que passei a comer e treinar certinho e a melhora é evidente. Eliminei 4kg nesse tempo, sem fazer nada absurdo. Neste período meu marido decidiu virar cozinheiro nas horas vagas, tem feito bolos e tortas doces e sempre como, saímos para comer fora… mas mudei muito minha rotina nos dias da semana, voltei a levar uma bolsa térmica pro trabalho com lanches e chá, alguns dias até marmito no almoço, rs. Na corrida tô correndo mais rápido do que antes de voltar pra RA e com menos dificuldades, e as dores pós-longo sumiram. 😀 Agora é continuar focada, porque mês que vem vou escrever mais um post diarinho e quero compartilhar boas notícias com vocês, rs. Tenho ainda 4,5kg pra chegar no peso certo, mas o IMC que era de “sobrepeso” agora já está “normal“. 😀

treinos-em-dia-emagrecimento

Treinos em dia! 😉 Tô treinando por semana: 2 x Musculação, 1 x Spinning, 1 x Postural, 4 x Corrida (metade na rua, metade na esteira), 1 x Natação.

E tenho uma novidade, o motivo da ansiedade… foi dada a largada aos treinos #rumoaos42k e vou compartilhar TUDO com vocês. Tem alguém ai se preparando pra primeira maratona também?

E como sei que não sou a única a querer emagrecer pra correr melhor… que tal se desafiar e me contar ai nos comentários o quanto você quer emagrecer? E daí no mês que vem vir aqui contar como foi? VAMOS JUNTAS?