Olá, mulherada! 🙂

Esses dias tava montando a minha lista de compras no supermercado e notei que em casa a gente consome pouco peixe, apesar de adorarmos. E não é só lá em casa que é assim, de acordo com dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em média, o brasileiro consome por ano cerca de 7 kg de peixe, quase metade dos 12 kg recomendados pela OMS – Organização Mundial da Saúde. E o peixe é tão bom pra nossa saúde, né? Os peixes têm baixo teor de gorduras saturadas, são fontes de proteína e ricos em vitaminas, minerais e ácidos graxos como o ômega 3, que auxilia no controle de níveis de triglicérides e colesterol, principalmente o LDL, considerado um colesterol ruim. E ainda é uma excelente opção para pratos leves e saudáveis. 🙂

 

Em casa um dos motivos da gente não consumir tanto é que eu sempre fico na dúvida de como comprar o peixe. Acabo optando pelos congelados, mas nem sempre encontro os que gostamos pra comprar. E na feira eu fico na dúvida de como comprar o peixe fresco. Mas a nutricionista da rede Hirota, Adriana Miyuki Koizumi, deu algumas dicas para facilitar pra gente na escolha! 🙂

Dicas para escolher o peixe

Para qualquer espécie de peixe fresco, é necessário seguir algumas recomendações que auxiliam na escolha do melhor e mais adequado produto para qualquer tipo de preparo.

  • É importante que o peixe esteja lavado e limpo, sem vestígios de areia, poeira, sabão qualquer outro tipo de material.
  • Não deve ter marcas de furos, cortes ou manchas que não sejam características da espécie.
  • As escamas precisam estar firmes e resistentes, além de parcialmente transparentes e brilhantes e a pele úmida e bem aderida ao peixe.
  • Os olhos devem estar brilhantes e salientes, sem a presença de pontos brancos no centro.
  • A membrana que reveste a guelra, conhecida como opérculo, tem que estar rígida e oferecer resistência a sua abertura. A parte interna deve estar brilhante e com os vasos sanguíneos cheios.
  • É importante checar as brânquias que devem apresentar coloração de rosa a vermelho intenso, estarem úmidas e brilhantes, com ausência ou discreta presença de muco (líquido pastoso).
  • Odor, sabor e cor devem ser característicos da espécie.
  • No varejo devem ser expostos dentro de câmaras refrigeradas ou sobre uma espessa camada de gelo.

A nutricionista ainda afirma que os peixes são opções altamente saudáveis e deveriam ser mais consumidos pelos brasileiros. “Cada 100g de peixe contém, em média, 93,7 calorias, 1,7g de gorduras, 19,6g de proteínas, 27mg de cálcio, 197mg de fósforo, 0,8 de ferro, e boas quantidades de ômega3, principalmente em peixes de aguas frias e profundas como salmão, atum e sardinha, além de vitaminas A, B2, B3 e E. Sem dúvida é um alimento que deveria ser consumido quase todos os dias, pois auxiliam na prevenção de diversas doenças”.

E ai, bora comer mais peixe?

A Academia Bio Ritmo sempre dá algumas dicas no instagram @bioritmo_oficial para melhorarmos nossa experiência na academia e render mais nos treinos, alcançando assim os nossos objetivos. E hoje reuni cinco relacionadas à alimentação para vocês! 🙂

alimente-se-antes-de-treinar

Não treine de estômago vazio! Assim, você não corre o risco de ter tonturas, desmaios ou queda de pressão. Fazer uma refeição balanceada antes de treinar faz com que seu desempenho seja melhor!

dica-de-pre-treino

É muito importante se alimentar corretamente antes da atividade física. Para garantir o combustível do seu treino e fornecer uma recuperação muscular rápida após o seu esforço, siga a dica da nutricionista da Bio Ritmo, Fúlvia Hazarabedian, e prepare esse suco energético e termogênico:

3 colheres de sopa cheias de polpa de açaí congelado
150 ml de chá verde frio (150 ml de água fervente com 1 colher de sobremesa de chá verde seco)
2 lâminas de gengibre in natura
Suco de 1 laranja sem o bagaço

Basta bater tudo no liquidificador e consumir entre 30 a 15 minutos antes do treino. 🙂

pos-treino-dica

Terminou o treino e bateu aquela fome quando chegou em casa? Invista nos shakes pós-treino para garantir resultados ainda melhores! A nutricionista da Bio Ritmo, Fúlvia Hazarabedian, dá a receita:

1 banana prata ou nanica
1/2 copo de água gelada ou água de coco gelada
20 a 30 gr de whey protein hidrolisado sabor baunilha
2 colheres de sopa de polpa de mirtilo ou blueberry

Bater todos os ingredientes e consumir em até 45 minutos após o término do treino.

alimente-se-de-tres-em-tres-horas

E você sabe porque temos que comer de três em três horas? Nosso corpo precisa de combustível e, sem ele, perdemos energia. Alimentar-se nos horários certos evita excessos nas principais refeições e mantém o metabolismo acelerado. Não fique longos períodos sem comer. 😉

alimentos-termogenicos

Você sabia que alguns alimentos podem colaborar com o aumento do gasto calórico do seu organismo e acelerar seus resultados? Chamados de termogênicos, alimentos como a pimenta vermelha, o chá verde, o chá branco, a canela, o gengibre, alimentos ricos em ômega 3 e até mesmo o café são capazes de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico. Vale a pena incluí-los no cardápio e aproveitar seus benefícios. Inclusive já falamos dos alimentos termogênicos aqui também! 😉

Bons treinos, mulherada!

post_parceiros_BR_2015