A Academia Bio Ritmo sempre dá algumas dicas no instagram @bioritmo_oficial para melhorarmos nossa experiência na academia e render mais nos treinos, alcançando assim os nossos objetivos. E hoje reuni cinco destas dicas para vocês! 🙂

respire-exercicios

Quem nunca se pegou prendendo a respiração durante um exercício que exige um pouco mais de força e concentração? Quando prendemos a respiração inconscientemente durante a execução do exercício, podemos causar danos a saúde como por exemplo: a elevação da pressão arterial, dificultando o trabalho do coração.

Então, atenção na respiração. Durante a contração muscular, inspire, e ao relaxar expire.

como-recuperar-do-treino

Depois de muitos exercícios, os músculos começam a reclamar. Para se recuperar, tenha noites de sono tranquilas e com quantidade suficiente de horas, mantenha-se hidratado, faça uma alimentação balanceada e um intervalo entre os treinos.

O respeito ao descanso é tão importante quanto a execução perfeita dos exercícios. Para os treinos de hipertrofia, por exemplo, é durante o período de descanso que os músculos se recuperam das microlesões que ocorrem durante os exercícios e de fato crescem. E é durante os intervalos entre as séries que o corpo tem seu metabolismo recuperado e quando são recebidas as respostas que o estresse do exercício causou – podendo ser amenizadas ou intensificadas.

hidrate-se

Hidratar-se é fundamental para garantir resultados! O ideal é ingerir de 2 a 3 litros de água por dia. Você não precisa limitar-se apenas a água, vale também abusar dos sucos naturais, chás, água de coco e outras opções saudáveis e de baixo valor calórico. O importante mesmo é não deixar de ingeri-los.

Existem várias formas de manter-se hidratado, mas para dar uma forcinha nessa tarefa abaixo algumas dicas de como treinar sem medo de desidratar:
– 2 horas antes do exercício: ingira pelo menos 500 ml de líquidos;
– A partir de 1 hora de exercício: essa quantidade aumenta, ingira então de 600 – 1200 ml de líquidos por hora de exercício;
– Hidratar-se a cada 15 – 20 minutos de exercício é o ideal, não espere ter sede para se hidratar.

alongamento-treino-importancia

Alongamentos são extremamente importantes antes e depois de qualquer atividade física, essa prática traz inúmeros benefícios à saúde e principalmente ao desempenho no exercício.

O alongamento reduz o risco de lesões, aumenta a flexibilidade e melhora a circulação.

frequencimetro

Tanto para desafiar metas, quanto para ajudar a emagrecer, é recomendável usar um frequencímetro e monitorar seus batimentos cardíacos. Outras funções que o aparelho oferece variam com o modelo e marca escolhidos, podendo demonstrar o gasto de calorias por treino, contar passos e até ser um despertador.

Bora treinar?

post_parceiros_BR_2015

Olá mulherada! Você tem intolerância ao glúten ou está cortando o glúten da sua dieta? O glúten é uma proteína presente no trigo, na cevada, no centeio, na aveia e no malte, já falamos sobre ele aqui (e se é necessário cortá-lo). Portanto, todos os alimentos feitos com esses produtos contêm glúten.

Muitas pessoas fazem uma dieta sem glúten e ficam perdidas na hora de comprar e escolher o que comer. E a gente sabe bem o quanto é difícil não comer aquele pãozinho quentinho, aquela pizza no domingo… e tantas outras delícias que tem glúten.

Pensando nessa dificuldade trazemos para vocês uma lista com todos os alimentos permitidos na dieta sem glúten, assim você pode ter um cardápio saboroso e nutritivo e saber o que escolher.

Alimentos permitidos na dieta sem glúten

FARINHAS e FÉCULAS: farinha de arroz, amido de milho, fubá, farinha de mandioca, fécula de batata, farinha de soja, polvilho, araruta, flocos de arroz e milho.
MASSAS: preparadas com as farinhas permitidas.
VERDURAS, FRUTAS E LEGUMES: todos, crus ou cozidos, frutas in natura ou desidratadas.
CEREAIS: arroz, milho, painço, quinoa, amaranto, trigo sarraceno.
LATICÍNIOS: leite, manteiga, queijos e derivados.
GORDURAS: óleos e azeites.
CARNES: bovina, suína, frango, peixes e frutos do mar.
OVOS
GRÃOS: feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, soja.
SEMENTES OLEAGINOSAS: nozes, amêndoas, amendoim, castanhas da Amazônia e caju, avelã, macadâmia, linhaça, gergelim, abóbora etc.
CAFÉ: procure os cafés com o selo de pureza da ABIC, pois alguns pós podem estar misturados à cevada.
BEBIDAS ALCOÓLICAS: vinho (feito da uva), aguardente de cana, rum (destilação do melaço), vermute e conhaque (derivados do vinho) e quentão (feito com aguardente, gengibre, cravo da Índia e canela).

O maior segredo para conseguir se privar do glúten é adaptar as receitas e ampliar o leque de opções saudáveis sem glúten. Aqui no blog temos algumas receitinhas sem glúten. 😉

Fonte: Frootiva