Domingo é dia de corrida, e o domingo que passou não poderia ser diferente. Integrantes da ‘equipe’ Corre Mulherada estiveram presentes nas corridas SP Run e Série Delta em São Paulo e Track&Field Run Series em Goiânia. Dá uma lida no resumão das corridas:

TF

Track&Field Run Series – Shopping Flamboyant / Goiânia.

Por Bru Rieper
 

O Track&Field Run Series é um dos principais circuitos de corrida do Brasil, que em 2013 conta com 45 etapas em 24 cidades. O Circuito sempre tem um shopping como anfitrião da corrida e a largada é feita dentro do mesmo.

Ano passado eu corri 10k no T&F Run Series do Shopping Villa Lobos e foi uma das melhores corridas que fiz (Pré prova, percurso e pós prova), como me mudei pra Goiás há pouco tempo, fiquei de olho nas corridas que teriam em Goiânia e pra minha sorte logo tinha uma, me inscrevi no percurso de 5k, arrumei a mala e eu e o noivo (parceirão) fomos pra ‘capitar’.

Saí de casa já confiante que seria tudo muito organizado e bacana, e acertei! A retirada do kit rolou na quinta, sexta e sábado, na loja da Track&Field do próprio Shopping Flamboyant, atendimento sempre de primeira, além do kit (Camiseta, meia, toalha inteligente, amostras L’Occitane) ainda ganhava 15% de desconto nas compras naquele dia na loja, e se fizesse uma compra acima de 100 reais poderia personalizar a camiseta com nome ou nome da equipe <3.

Domingo fez um dia lindo, não muito quente, mas com um solzão animador. Como estou acostumada com as corridas de São Paulo, não achei essa muito cheia, o que foi um plus na corrida =).

Larguei logo no começo, não atropelei ninguém, não precisei desviar muito, foi tudo muito tranquilo e organizado. O percurso me pegou desprevenida, muitas e muitas subidas, como estou há algum tempo sem treinar, essas subidas me mataram e não fiz um bom tempo. Mas valeu pra saber como está meu ritmo e voltar a pegar pesado nos treinos.

O ponto negativo foi que em algum momento do percurso precisávamos passar por uma pista de corrida de um parque, que era bem estreita e algumas pessoas se esbarraram e outras tiveram que  correr na rua (por fora da marcação de cones). Fora isso, sem maiores problemas.

Hidratação no 2k e 3,5k, muitos apoios, boa organização, pós prova com frutas, isotônico e vale estacionamento e a tradicional medalha de Finisher.

Também teve sorteios, massagens, máquinas de fotos, entre outros agradinhos que o povo adora!

Avaliação: regua_avaliacao_4_laranja

 

 

DELTA

Série Delta – Etapa Índia

Por Erica Imanishi

A Série Delta é um Circuito anual de corridas que acontecem em 5 cidades (São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Ribeirão Preto e Vitória) e possui 3 etapas, sendo 2013: Índia, Japão e Rússia. No último domingo, dia 21/03, foi a vez de São Paulo participar da primeira delas, a Etapa Índia. A retirada do Kit foi na loja Mundo Corrida, e tinha: camiseta, boné, mochilinha saco, 1 cartilha para corredor iniciante, 1 folder sobre a Índia, 1 saquinho de Supra Soy sem lactose, além do número de peito.

O dia da corrida dia amanheceu com clima típico de outono: ensolarado, porém geladinho, o que pra mim é o ideal para correr ao ar livre. A largada estava marcada para às 7h30 e cheguei no Parque da Independência pouco depois das 7h para retirada do chip. Apesar de não gostar muito de ter que retirar o chip no dia, como acontece em algumas corridas, peguei rapidinho, pois as filas estavam bem organizadas. Uns minutos depois, encontrei a Li e fomos para a largada, diante do Museu do Ipiranga. Que paisagem bonita!

Corredores de 5k e10k largaram juntos, ponto negativo na nossa opinião, pois só fomos passar pela linha de largada 5 minutos depois. Fora que no início, tinha muita gente correndo junto, atrapalhando no tempo total. No máximo conseguia dar uns trotes leves.

O percurso foi novidade pra mim, com bastante subida e descida, e vou confessar que senti dificuldade, o que é bom, pois vi que preciso treinar ladeira e inclinação na esteira. Tinham 2 pontos de hidratação, o primeiro mais ou menos no 1,5 Km e o outro próximo ao 4 Km (o que foi útil pra me molhar, porque o sol já estava bem forte). No final, senti falta da placa de direção 5K e 10K, só tinha uma moça que ficava aos berros mostrando a direção. A partir dos últimos 500 metros, tinham placas de 100 em 100 metros avisando a distância que faltava para concluir a prova. Achei muuuuuito legal, pois motiva pra caramba. Após concluir a prova, recebemos frutas e bebida isotônica. Como estou voltando a correr aos poucos, não fui muito bem e reduzi meu tempo em 9 minutos: fiz 5K em 43’45”, com pace médio de 8’45”.

Apesar da largada congestionada e da moça que deve ter ficado, no mínimo, beeeem rouca, no geral, a prova foi organizada e muito animada. Gostei bastante e quero voltar. Mas antes, tenho que treinar o ladeirão, para estar firme e forte na Etapa Japão. 😛

 

 Avaliação: regua_avaliacao_4_laranja

 

 

SPRUN

 

2ª SP Run

Por Mari Frioli

Neste domingo, 21 de abril, foi a realizada a 2ª SP Run, corrida com circuito dentro do Shopping SP Market, aqui em São Paulo. O evento foi super bem organizado, o kit poderia ser retirado no dia anterior ou até no dia da prova, preferi retirar antes com calma.

O kit veio recheadíssimo, além de incluir camiseta, número de peito e chip descartável, tinha revista (quem se inscreveu ganhava assinatura trimestral da revista Sport Life), muitas barrinhas, cereais, molho de salada, lenço, vários descontos e até spray anti-chulé, rs. No dia tudo muito bem sinalizado e um locutor mega animado. Deixei minhas coisas no guarda-volumes e fui para a largada. Uma coisa que achei bem legal é que os números de peito tinham 3 cores, amarelo para corrida 4k, branco para corrida 8k e laranja para caminhantes, e na largada separaram cada categoria com largadas com diferença de 5 minutos. 🙂 O circuito da SP Run foi com toda a certeza a cereja do bolo. A largada foi no estacionamento do shopping, logo tinha uma enorme rampa (haja fôlego!) e mais estacionamento pra correr, depois do 2k entrava no shopping e corria passando por vitrines, praça de alimentação e por dentro do Parque da Xuxa, terminando no estacionamento. A corrida fica mais divertida tendo até as paquitas para torcer por você! 😛

Eu estava com a garganta inflamada e como estava um vento gelado na cidade de São Paulo, fez eu quebrar um pouco, pois no final o sol estava de rachar, (choque térmico oi!) mas consegui bater meu melhor pace! Completei a prova de 4k em 22’46” com pace de 5’42”. Fiquei mega feliz porque fiquei em 15º lugar entre as mulheres que participaram da prova de 4k! \o/

Avaliação:  regua_avaliacao_5_laranja

 

E vocês, participaram de alguma corrida nesse final de semana? Ou pelo menos treinaram um pouquinho? hãm? Conta pra gente!

Toda semana que participarmos de corridas nós falaremos sobre elas, dando nossa avaliação, impressão e como foi a prova. Neste post serão 3 provas: a Bote Fé na Vida, que aconteceu junto com Circuito Popular de Corrida de Rua de São Paulo, a Fila Night Race e o Circuito Contra o Preconceito, que depois de ter sido adiado em novembro do ano passado finalmente aconteceu!

 2_bote_fe_na_vida

2ª Corrida Bote Fé na Vida

Por Ju Ferrer

A corrida aconteceu no dia 07 de abril de 2013 e as inscrições foram gratuitas.

Achei bem desorganizado. O kit foi entregue antes da prova. Cheguei lá por volta das 7:15 e as filas eram enormes, procurei e achei a fila que correspondia ao meu nome. Às 8:00 horas, horário  da largada, eu ainda estava na fila, e olha que a minha estava bem grande, enquanto as outras estavam praticamente vazias. Os meus amigos deixaram para entrar na fila bem depois de mim e conseguiram pegar o número e o chip antes de mim. Por volta das 8:08 finalmente consegui pegar meu número e o chip, coloquei correndo e fui para a largada, que aconteceu às 8:10.

O percurso foi no centro de São Paulo e achei os 5K bem suaves, pelo fato de ser predominantemente plano, a única subida foi a da chegada com aproximadamente 200 metros de distância. A saída ocorreu na Praça da Sé, passando pela região da prefeitura de São Paulo, viaduto do chá e proximidades da BOVESPA.

Mesmo com pouco treino e sem ter corrido a semana toda, achei que meu rendimento foi satisfatório, completei a prova em 41 minutos. O problema que encontrei durante o percurso foi que uma parte dele continha ruas de pedras sabão, que estavam um pouco molhadas provavelmente por causa da água dos corredores e ali meu tênis escorregou um pouco, o que me fez reduzir um pouco mais a velocidade e redobrar a atenção porque estava com medo de cair.

Voltando à desorganização, a água foi distribuída apenas na distância de 2,5K e estava quente. Ao término da prova uma nova fila, dessa vez para realmente pegar o kit da prova.

Tirando a desorganização do início, achei a prova bem legal.

fila_night_race_2013

Fila Night Race

Por Aline Machado

A Fila Night Race aconteceu no último  dia 13/04 e foi minha primeira experiência de corrida de noite, nem nos meus treinos eu costumo correr neste horário, por uma série de motivos: cansaço, insegurança e por aí vai… mas não é que gostei do negócio?

O dia estava um pouco frio e com uma garoa bem fina, mas nada que tirasse a animação minha e da Mari! A corrida foi na Cidade Universitária e que delícia de lugar para correr!

O percurso foi bem agradável e achei fácil, quando acabou queria mais!! Terminei a prova de 5km em 32:22, o que me deixou super satisfeita e feliz por perceber que os treinos estão fazendo efeito e me fazendo avançar! Consegui controlar a respiração, as passadas e não senti que estava fazendo um esforço absurdo para correr.

No geral gostei bastante da corrida e da organização, a única coisa que não gostei e não gosto, é ter que retirar o chip no dia, é muito mais prático chip descartável ou retirar antes! Evita as filas enormes e a desorganização.

circuito_contra_o_preconceito

Circuito Contra o Preconceito

Por Anni Varanda

Como o nome já diz, a Corrida Contra o Preconceito, que aconteceu no Centro de São Paulo no último domingo, dia 14/04, tinha um objetivo super bacana, o de unir pessoas de todas as tribos, raças, opções sexuais e credos por uma única causa: o combate ao preconceito. A segunda parte mais legal foi que a corrida era de graça.

As inscrições foram abertas em outubro de 2012 e o evento, que aconteceria no começo de novembro, foi cancelado sem nenhuma justificativa clara para os inscritos e sem nenhuma data prevista. Aguardamos cerca de cinco meses para o reagendamento oficial da corrida. O chato é que todos os inscritos em outubro de 2012 tiveram que se reinscrever para poder participar da prova em abril de 2013 e muitos inscritos anteriormente perderam o prazo de inscrição, que durou cerca de um dia. Isso sem contar os bugs do site e a dificuldade de concluir a inscrição. Mas, enfim, com o e-mail de confirmação de inscrição na mão e datas de retirada dos kits oficializadas, voltei a me empolgar com a corrida.

Um dia antes da data marcada para a retirada dos kits, a organização do evento fez um novo cancelamento, transferindo a retirada dos kits para o dia da prova. Juro que pensei que seria a maior confusão, mas não, me surpreendi, ocorreu de forma totalmente organizada e rápida. Até pudemos escolher a cor das nossas camisetas (amei essa parte, rs).

A largada teve um pequeno atraso, mas também ocorreu de forma organizada e divertida, com animadores agitando a galera que ia largar. O amanhecer no Centro de São Paulo tem um visual muito bacana, é um ótimo lugar para correr de manhãzinha. Sempre gosto de participar das corridas que acontecem por lá. A prova tinha pessoas de todos os jeitos e idades, pais correndo com seus filhos, pessoas com mobilidade reduzida vencendo suas limitações, é tanta garra que a gente vê em um evento como esse, que o estresse passado inicialmente não chega nem perto da felicidade de correr com pessoas de energias tão boas. Obrigada CCP 😉

É isso aí… neste final de semana tem mais corridas! Na próxima semana teremos resenha da Série Delta e SP Run em São Paulo e Track & Field Run Series lá em Goiás. 🙂