No último domingo (18.05), aconteceu em Sampa, a etapa Itália da Série Delta, circuito organizado pela O2 com 3 corridas de 5k e 10k, sendo cada etapa, um país diferente – que neste ano são: Itália, Espanha e México. A convite da Suprasoy, estive lá representando o Corre Mulherada. \o/

1Delta

Confesso que tenho carinho por essa prova por vários motivos: acontece pertinho de casa (ando um pouco mais de 3k, portanto já chego aquecida), é uma corrida turística – a largada é no Museu do Ipiranga/Pq. da Independência e gosto muito da id. visual da corrida (logo, camiseta, toalha e medalha).

2Delta_Kit

No Kit/Prova, que deveria ser retirado na loja Decathlon nos dias 16 e 17, tinha: camiseta, sacolinha de treino, squeeze, amostra de proteína em pó SupraSoy e toalha (pós corrida).

Outra coisa que gosto na Delta é todo o suporte pré e pós prova. Você recebe email bem explicadinho e ilustrativo, fator que considero super importante, principalmente para corredores iniciantes e/ou perdidos (como eu rs).

3DELTA_EMAIL

O dia da prova estava nublado, mas bem gostosinho de correr. Cheguei lá um pouco depois das 7h para retirar o chip, aliás, o único ponto que não gosto muito nesta e em algumas corridas é ter que retirar o chip de cronometragem no dia da prova. Mãããsss ok, apesar da “reclamação”, peguei rapidinho (nem enfrentei fila rs) e fui para o aquecimento.

4DELTA_estruturaPlacas de fotos | Espaço massagem | Degustação Suprasoy | Retirada de Chip

A estrutura do evento estava bem organizada. Lá tinham as famosas placas para tirar fotos, espaço massagem, banheiros químicos e áreas de degustação. O local é um caso à parte… 

A largada, por incrível que pareça, também estava organizada. Corredores se aglomeravam de acordo com seu pace, sinalizado através de bandeirinhas com cores diferentes e separado por fitas. Resultado: nada de muvuca na largada, ponto positivo! √

5DELTA_largada

O percurso, foi um pouco modificado neste ano. Antes, eram várias ladeiras com curvas, atualmente é mais reto, mas com uma ladeira…e que ladeira! hahahah =P
De qualquer forma, fui lá e enfrentei correndo o tempo todo, mesmo sem treinar bonitinho (“tá osso” – shame on me). Na descida da última ladeirona, encontrei a Dani Romeo (adorooo encontrar azamigas no meio do percurso ).

A prova (de 5k) teve 2 pontos de hidratação, localizado um pouco depois do km 2 e outro próximo ao km 4. Nos últimos 500m, sinalização de 100m em 100m (que servem de incentivo/esperança no coraçãozinho kkkkkk). Os últimos 300m são os mais difíceis neste circuito (mais até do que as ladeiras). O motivo é elevação, você vai subindo de encontro à linha de chegada.

6DELTA_chegadaEu nos últimos 100 metros. Morrendo, mas feliz!

Cheguei morreeendo, mas com uma sensação maravilhosaaaaaa de dever cumprido! De fato, é uma corrida que não te deixa entediada, apesar das ladeiras, é uma delícia passar correndo pelo Ipiranga. Completada a prova, frutas, água, toalha e (liiiiinda) medalha.

7DELTA_medalha

Missão cumprida, agora é curtir o evento e tirar fotos! hehehe

Após a prova encontrei a Juju Natal e demos aqueeeele abraço suado/endorfinado/gostoso de quem sabe o que acabou de enfrentar! 

8DELTA_chegada

A Série Delta, foi sem dúvida, uma prova super bem organizada, informativa, e divertida. O clima dela é muito legal, você sente que o pessoal curte de verdade! Algo bacana que presenciei, foram pessoas incentivando umas às outras, principalmente nas ladeiras (você logo percebia que não se conheciam), além dos “incentivadores” contratados que ficam pelo percurso. Isso é algo que adoro na corrida de rua, o sentimento de companheirismo que cerca os corredores, como se todos fôssemos um só! 

Um pouco mais de uma hora depois de completar a prova, recebi um SMS com meu tempo líquido 🙂

Muito obrigada Suprasoy, pelo convite!

Avaliação: regua_avaliacao_5

Quer ver fotos da corrida? Vai lá na nossa fanpage, no Facebook! :*

Com certeza essa é a corrida mais inusitada que você já ouviu falar!

Essa é a primeira edição da Wings for life no Brasil, a corrida acontecerá  simultaneamente em 35 países no dia 4 de maio. Se no Brasil, a corrida começará às 7h da manhã, na Coréia do Sul, Nova Zelândia e Austrália, os participantes terão que encarar toda a prova a noite, assim como em Los Angeles, onde a largada será dada às 3h da madrugada.

72354_home_hero

A competição tem causa nobre e  busca arrecadar fundos para a pesquisa da cura de lesões na medula espinhal. Estima-se que 3 milhões de pessoas em todo o mundo vivam com lesão na medula espinhal. Todo ano, mais de 130 mil pessoas sofrem com danos na espinha seguidas de paralisia, a principal causa destas lesões são acidentes de carro. Sendo uma organização sem fins lucrativos, o Wings for Life depende de patrocínio e doações para ajudar a financiar esses estudos. A fundação foi criada para garantir que 100% de todas as doações que recebe sejam usadas exclusivamente para projetos de pesquisa, o que será feito com toda a renda da corrida.

Quer saber porque ela é a corrida mais inusitada que você já ouviu falar? Simplesmente porque ela não tem linha de chegada! Isso mesmo, é a primeira corrida de rua em que os atletas não irão em busca da linha de chegada, mas sim fugir dela. Meia hora após a largada, um carro a 16km/h irá perseguir os participantes. Assim que ele alcançar o corredor, o mesmo estará eliminado da prova. O último a ser alcançado, em todo o planeta, será declarado vencedor.

Cada cidade terá seus respectivos vencedores, mas após os carros terem alcançado todos os participantes, restarão apenas um homem e uma mulher correndo em todo o mundo e esses serão os campeões mundiais da corrida.

25184551_g

Os carros são equipados com uma tecnologia de rastreamento, desenvolvida especificamente para o a prova. Os rankings de cada cidade e o global serão determinados pela distância que eles correrem até serem ultrapassados pelo carro e não por seu tempo na disputa.

Os resultados dos corredores serão gravados por uma marca individual de tempo escondida no número de cada um. Esse chip é ativado a partir do momento que eles largam e só desativam quando o carro os ultrapassa, ficando gravada sua distância final percorrida. Não é genial?!

serlesado

 

Quando: 04 de maio de 2014

Onde: Florianópolis/SC

Horário: 7Hrs

Informações e inscrições: http://www.wingsforlifeworldrun.com/pt-br/

Fonte: Assessoria Redbul e webrun.