Neste domingo, 13 de setembro, participamos de duas corridas em São Paulo: a etapa Primavera do Circuito das Estações e a Adidas Boost Endless Run.

Circuito das Estações 2015 – Etapa Primavera (São Paulo)
Por Ju Vargas

Essa prova não estava na minha programação, mas acabou marcando duas estreias: minha primeira prova de 10k e minha primeira participação no Circuito das Estações! Apesar de ser uma das provas de rua mais tradicionais de São Paulo, eu nunca tinha conseguido correr uma das etapas antes… E foi bem legal!

Eu e meu marido corremos junto o Circuito das Estações - PrimaveraAntes e depois da prova: até o frio passou! 🙂

Percursos de 10k já fazem parte dos meus treinos há algum tempo, mas, por incrível que pareça, a prova mais longa que eu havia feito foi de 8k láááá em 2013. Estabeleci como meta reduzir meu tempo nos 5k, então acabo preferindo provas mais curtas. Mas, confesso, era triste pensar que meus 10k eram sempre em treinos, sem nenhuma medalha de recordação, hahahaha… Quando vi que o percurso do Circuito das Estações era boa parte no Minhocão, resolvi me inscrever porque sempre quis correr ali. E o visual, com direito à vista para o prédio do Banespa, realmente vale a pena! 🙂

Tenda da 4any1Ainda pude contar com o apoio da 4any1 antes e depois do percurso, com alongamento, lanchinho… <3

O percurso não é plano, mas é bastante agradável, com pontos de hidratação a cada 2k. A arena é montada na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, e estava bem organizada. A largada dos 5k foi mais cedo, às 7h da manhã, enquanto a dos 10k foi às 8h. Os atletas eram divididos em pelotões conforme o pace – e o mais curioso é que você não informa seu pace, a empresa que organiza a prova (O2) é que divide os pelotões com base nos seus resultados em provas anteriores. Não tem como “roubar”! Hahahaha… A entrada nos blocos de cada pelotão foi respeitada, com um controle conforme a cor indicada no número de peito, e isso ajudou muito na largada: sempre tem ultrapassagens, mas bem menos do que vemos em outras provas. Ponto para a organização!

Agora, como nem tudo são flores, nem mesmo na Primavera (piada péssima, mas não resisti! rs), olha a surpresinha desagradável que recebemos ao pegar o chip: tanto o meu como o do meu marido estavam IMUNDOS, todos sujos de barro. Eca! :/

Chip todo sujo de barro...

Tirando esse contratempo, a prova foi muito agradável e fiquei com vontade de correr o Circuito das Estações mais vezes! Quem sabe a gente se encontra na etapa Verão?! 😉

Avaliação: 4 de 5

***

Adidas Boost Endless Run
Por Aline

No ano passado, participei da primeira edição da Adidas Boost Endless Run e estava empolgada para participar novamente. É uma prova diferente que tem partes: uma corrida de 10k, com duração de 1:30, uma corrida de 5k com duração de 1h e por último, apenas para os 300 atletas melhores (200 homens e 100 mulheres) o desafio de 1k.

IMG_5987

Diferente do ano anterior,  a corrida aconteceu na Cidade Universitária – USP, com todo o percurso praticamente plano para privilegiar a performance. O kit foi retirado na loja da Adidas do Shopping Ibirapuera e estava bem tranquilo.

O domingo amanheceu bem frio e estava gostoso para correr. A largada dos 10k atrasou 5 minutos e a hidratação estava boa, tinha pontos a cada 2km. No último quilômetro, tinha um “pneu” da Continental que jogava água, uma delícia e muita animação com um pessoal tocando música. O gás que precisava para finalizar a prova.

Após a primeira parte, me dirigi à arena que ficava dentro do CEPE, lá tinha frutas e isotônico, também algumas atividades para ajudar na recuperação: massagem e crioterapia. Mais uma vez não consegui participar, estava cheio e com filas.

Às 8:45 foi a largada dos 5k, mas achei um pouco confuso. O locutor dentro da Arena pediu para permanecermos lá, pois eles indicariam quando ir para a largada novamente. Mas quando ele falou para as pessoas irem, já era praticamente 8:45 e chegando na largada, já tinha gente correndo… rs. Nada que tenha atrapalhado muito, mas fiquei com aquela sensação de “eita, mas já largou?”.

IMG_5998

Eu finalizei os 5k beeem cansada, me arrastei um pouco nele, mas consegui completar mais esse Desafio Boost!

No final me dirigi de novo para a Arena para pegar minha medalha e mais uma vez gostei muito! E a mudança da corrida para a USP eu achei bem acertada. 😉

Avaliação:regua_avaliacao_4_laranja

Depois de muitos treinos, finalmente chega o tão esperado dia da prova! É o momento de verificar se você conseguiu evoluir e, quem sabe, quebrar um recorde pessoal. 😉

Mas, além do nervosismo e da ansiedade, outros fatores podem atrapalhar e até mesmo colocar em risco sua prova… Pedimos algumas dicas para o treinador Eduardo Barbosa, da 4any1 Assessoria Esportiva, do que fazer para que tudo corra bem!

Para você não esquecer nada no dia da prova, anote e cole na geladeira:

  • Faça um check list do seu material esportivo na noite anterior: tênis, meias, shorts/saia, camiseta, boné e tudo referente a vestuário.
  • Coloque seu GPS para carregar também na noite anterior, no dia pode ser tarde demais.
  • Atenção ao despertador! É comum ver pessoas simplesmente não acordarem a tempo e, assim, perderem a prova.
  • Verifique o horário de largada. As provas de rua têm, tradicionalmente, largada às 8h00, outras têm largada às 7h00; todo cuidado aqui é pouco.
  • Atenção no café da manhã. Este não é um bom dia para experimentar alimentos que não fazem parte do seu dia a dia e um incômodo intestinal pode decretar o fim da corrida.
  • Ao sair de casa, verifique se está levando o número de peito e chip de cronometragem. Por mais absurdo que possa parecer esquecer esses itens em casa, acontece!
  • Ao chegar a arena do evento, amarre bem o chip de cronometragem no tênis. Seu recorde pessoal pode ficar sem registro se você perder esse item.

Essas são pequenas dicas do Edu para você não errar e se divertir muito no dia da sua corrida! E você, acrescentaria algum item a esta lista? Conte pra gente nos comentários! 🙂

post_parceiros_4any1_2015