Em outubro do ano passado, a Academia Bio Ritmo lançou uma nova aula que prometia desafiar nossos limites, a Race Bootcamp. Com duração de 45 minutos, a aula mistura corrida, musculação e funcional, trabalhando o corpo intensamente, com a frequência cardíaca lá em cima o tempo todo para garantir a queima de calorias por várias horas.

Dá uma olhadinha nesse vídeo para ter uma ideia de como é o treino:

Se o teaser já não fosse suficiente para me deixar super curiosa, uma das salas da unidade em que eu treino foi inteirinha reformada apenas para receber o Race Bootcamp! A antiga sala de Running, que tinha uma luz azul (vocês já devem ter visto alguma foto minha ao estilo “smurfete” no Instagram do blog por conta dessa luz, rs), ganhou luzes vermelhas, paredes pretas e letreiros em neon, indicando que a coisa lá dentro PEGA FOGO! rsrs

Sala do Race Bootcamp na Bio Ritmo Paulista

A gerente de ginástica da Bio Ritmo, Julia Michelin, explica o motivo para essa ambientação especial: “No Race Bootcamp, vários desafios são propostos ao longo do treino e a ambientação com sonorização e iluminação, de alguma forma, contribui para o estímulo do aluno que se sente motivado a chegar no seu máximo”.

Mas… Na época em que essa aula foi lançada, eu estava focada na reta final dos meus treinos para a meia maratona e achei melhor deixar para depois. Passou a meia, passou o Natal, passaram as férias… rsrs… Bom, já estava passando da hora de eu encarar essa aula, né? Finalmente, fui! E gente… Que aula é essa??? 😀

Sim, o treino é puxado! Hahahaha… Mas não apenas sobrevivi como voltei, rá, e agora posso contar para vocês como é! 😛

São três tipos de treino: Lower Body (membros inferiores e abdôme), Upper Body (membros superiores) e Full Body (todo o corpo). Apesar de focarem em áreas diferentes do corpo, a estrutura dessas aulas é bem similar.

A sala é dividida em duas turmas – metade vai para a corrida (na esteira) e a outra metade para o funcional, trabalhando com halteres, faixas elásticas e alguns exercícios calistênicos. A cada série (de cerca de 5 minutos), as turmas fazem um rodízio entre a esteira e os exercícios de fortalecimento, tudo isso com intervalos bem curtos para manter a frequência cardíaca elevada.

E olha, sobe mesmo, achei que meu coração sairia pela boca! Hahahaha…

Na esteira, o trabalho é intenso, com inclinação e a velocidade mínima (sugerida) a partir dos 9 km/h. No solo, você escolhe o peso dos halteres e também define a intensidade do exercício, de acordo com o seu condicionamento. Como são “só” cinco minutinhos em cada rodada, vai… acelera!!! rs

Eu adorei a aula, é bastante desafiadora, especialmente se você já treina há algum tempo e está buscando algo diferente para testar seus limites. Isso significa que, na minha opinião, não é uma aula para quem está começando a fazer a academia agora, sabe? Acho que precisa ter um certo condicionamento para aproveitar melhor a proposta. 😉

Por enquanto, o Race Bootcamp está disponível nas unidades Paulista, Moema, Cerro Corá, Santo André e Chácara Santo Antônio. Se você não é aluno na Bio Ritmo, mas gostaria de expermimentar essa aula, consulte os horários na unidade mais perto de você e peça um free pass.

Agora no meio do ano, a Technogym lançou dois novos modelos de esteiras no mercado brasileiro. São equipamentos bem diferentes do que estamos acostumadas a ver por aí: uma delas não é motorizada (SkillMill) e a outra é totalmente desmontável, voltada para quem procura uma esteira compacta para ter em casa (MyRun).

SkillMill

Quando eu vi que a SkillMill era uma esteira não motorizada, já pensei: mas como se treina nisso? rs Pois dá para fazer uma variedade incrível de treinos – de potência, velocidade, resistência e agilidade –, tudo isso mudando as marchas da esteira. Alterando os níveis de resistência reativa, você vai de uma corrida livre e tranquila (resistência zero) até um esforço daqueles (resistência máxima).

Esse esforço extra que você precisa fazer para mover o tapete da esteira (lembra, ela não tem motor!) é responsável por aumentar a taxa metabólica mesmo na caminhada. Além disso, estudos realizados pelo laboratório de engenharia esportiva e de reabilitação da Universidade de Pádua, na Itália, comprovaram também que ela trabalha mais os músculos, com um “significante aumento da ativação da cadeia posterior, em particular dos glúteos e isquiotibiais, em comparação com esteiras tradicionais”.

SkillMill_Technogym_pequena

A SkillMill também pode ser usada em treinos de HIIT (intervalado de alta intensidade), como parte de um circuito funcional e em exercícios de habilidade mais complexos, que exigem grande coordenação neuromuscular. Seu design ergométrico foi pensado para prevenir lesões e evitar riscos por má postura ou movimentos executados de forma incorreta, trazendo mais segurança na hora do exercício.

A metodologia desenvolvida especialmente para esse novo equipamento tem atividades progressivas e graduais, indo do nível básico ao avançado. Atletas profissionais de diversas modalidades já estão usando esse equipamento em seus treinos, inclusive alguns clubes de futebol europeus, como o Inter e o Milan. Aqui no Brasil, algumas academias também já possuem a SkillMill.

MyRun

Saindo do universo dos centros de treinamento e de alta performance, você tem a MyRun, uma esteira para ser usada em casa – e que é a coisa mais linda!

Ela tem um design elegante e compacto, totalmente desmontável. Você consegue preparar a esteira em apenas cinco minutos! A esteira também é bem silenciosa, chegando a 20 km/h. Fora que é linda (já falei isso? rs)

Com o aplicativo MyRun, você pode conectar seu tablet na esteira e programar exercícios, controlar seu desempenho e compartilhar o resultado nas redes sociais. Esse app traz programas específicos de treinamento, conforme seu objetivo: melhorar técnicas de corrida, velocidade, resistência, taxa cardiovascular etc.

myrun_technogym

Essa esteira também consegue coletar dados em tempo real e, através de um algoritmo exclusivo desenvolvido pelo centro de pesquisa da Technogym, o Running Rate, dá um feedback instantâneo sobre a frequência e comprimento dos passos e deslocamento. Já a função Running Music seleciona do seu próprio tablet a trilha sonora para o seu treino, se adaptando de acordo com o seu ritmo de corrida. Agora, se você preferir algo mais tranquilo, é só configurar o aplicativo que ele vai colocar aquela música suave ou mesmo momentos de silêncio, mesmo na velocidade máxima. É muita tecnologia, não?

Gostaram das novidades? 🙂