Este ano, o Circuito do Sol foi realizado no dia 5 de fevereiro aqui em São Paulo e a Larissa Oliveira Felpa, de 26 anos, aceitou o convite do namorado para fazer sua primeira prova!

Hoje ela conta pra gente como foi estrear nas corridas de rua. 🙂

***

Larissa fez sua primeira corrida ao lado do namorado Daniel

Oi pessoal,

Gostaria de compartilhar um pouco com vocês como foi a minha primeira participação em corridas de rua em São Paulo.

Nesse ano, comecei a dura tarefa de tentar ganhar condicionamento físico e melhorar a minha respiração, que me atrapalha e muito no dia a dia e também quando tento fazer alguma atividade física. Criando coragem, me inscrevi em uma academia bem no final do ano passado, para não precisar correr atrás disso no começo do ano e ficar enrolando cada vez mais. Comecei muito bem na academia, indo todos os dias e fazendo as aulas que se encaixam melhor no meu perfil, como Yoga e alongamento.

Duas semanas de academia, meu namorado me “presenteou” com uma inscrição para uma corrida, falando que não teria como eu recusar. Era o Circuito do Sol, com o percurso de 5 KM!

No começo, fiquei bem apreensiva porque nunca tinha corrido essa distância, mesmo correndo e parando, mas encarei o desafio! (Vamos colocar em prática o investimento na academia né?) Acho que meu namorado estava mais empolgado do que eu, então ele foi retirar os kits da corrida lá na Decathlon, próximo da rodoviária do Tietê. Segundo ele, tudo muito bem organizado e rápido, com o staff da corrida sempre orientando e incentivando!

Chegou o grande dia! Como sou de Jundiaí, fui passar o final de semana com meus pais e, por isso, tive que acordar às 05:00 da manhã. Comi algo leve e saí de casa bem cedo para chegar com antecedência na largada, que estava prevista para as 07:00 da manhã.

Chegando no estádio do Pacaembu, mesmo com bastante sono, consegui pegar o meu chip do tênis para cronometrar o tempo e me alongar com o pessoal da corrida. Faltando 5 minutos para a largada, fui para o meu pelotão (Branco), que era para os iniciantes. Por existir essa divisão, fiquei mais segura em relação aos outros corredores quererem passar voando por mim, e eu acabar atrapalhando eles.

Logo na largada, já consegui sentir o clima da corrida: o pessoal todo unido, incentivando, e todo mundo com um sorriso que não cabia no rosto! Foi assim até o meu segundo quilometro, onde tive que dar uma parada e caminhar, pois a respiração já não estava dando conta do recado. Andei cerca de 500 metros e tentei mais uma corrida, que durou até os 3.500 metros, sempre com o meu namorado do lado, me incentivando e segurando os copos de água! Hahaha…

Vi muita gente que estava participando e não fez o percurso inteiro correndo, o que me encorajou e muito a acreditar em mim e a perder a vergonha de ser deixada para trás. Vi também muitos competidores de idade, e como eles conseguiam manter um sorriso durante todo o percurso, só comprovando que aquilo os fazia muito bem!

A tão suada medalha!

Chegando na linha final, tentei a última corrida, que se estendeu até a linha de chegada, pois segundo meu namorado: “Pelo menos a linha de chegada tem que atravessar correndo, para sair bem na foto!”. Mal passou a linha, já parei! Haha… Peguei mais um copo de água, tirei meu chip e peguei a minha tão suada medalha! E consegui, finalmente, completar a minha primeira corrida de rua! 

Foi uma experiência muito boa e que recomendo a todos! Não precisam ter medo de nada, pois a estrutura das corridas é demais, e o clima do local nos incentiva e muito na hora do sofrimento. Para comprovar, já confirmei presença na próxima etapa do Circuito das Estações, para bater o meu novo recorde dos 5 km!

Você também participou dessa prova? Não deixe de contar suas impressões nos comentários!

A Corrida da Leitora é um espaço para compartilhar histórias, conquistas, superações, dicas e muito mais! Quer participar? Preencha o formulário e entraremos em contato.

Medalhas do Circuito do Sol 2016 - São Paulo. Foto: Adam Tavares/Divulgação O2

As medalhas do Circuito do Sol 2016. Foto: Adam Tavares/Divulgação O2

No último domingo, 31 de janeiro, inaugurei meu calendário de provas 2016 participando do Circuito do Sol aqui em São Paulo a convite da Apsen. Foi a primeira vez que participei dessa prova, mas, curiosamente, ela repetia o mesmo percurso da minha última corrida de 2015: saindo do Estádio do Pacaembu e subindo o Minhocão, totalizando 10k.

É a terceira vez que corro esse trajeto e, em cada uma dessas vezes, encontrei um clima diferente – lembrei na hora do meu treinador explicando porque tenho que treinar mais vezes na rua, justamente para me adaptar a essas “surpresas da natureza”, hahahaha… Bom, na primeira vez, na etapa Primavera do Circuito das Estações, estava um dia bem frio. Na segunda, na etapa Verão do mesmo circuito, um clima mais ameno e céu nublado. Dessa vez, no entanto, tinha “um sol pra cada um”. Que calor! Ainda bem que a largada dos 10k foi junto com a dos 5k, às sete da manhã e não às oito. 🙂

Adoro correr no Minhocão, acho a cara de São Paulo! Foto: Adam Tavares/Divulgação O2

Adoro correr no Minhocão, acho a cara de São Paulo! Foto: Adam Tavares/Divulgação O2

Outra curiosidade é que, nas duas primeiras vezes em que corri esse percurso, fiz praticamente o mesmo tempo! No último domingo consegui baixar alguns minutinhos, então fiquei feliz. 😉 Não foi RP, mas nem toda prova precisa ser “o seu melhor tempo”, né? Só estamos aquecendo os motores para este ano e temos muuuuuuitos quilômetros pela frente.

Talvez porque o pessoal ainda esteja em clima de férias, achei o Circuito do Sol bem mais vazio que o Circuito das Estações. A prova foi supertranquila, com largada organizada e água na quantidade e temperatura certas. No pós-prova, deu para curtir a arena numa boa. Fiz quick massage no stand da Apsen, que também estava imprimindo fotos dos corredores que usaram a hashtag deles no Instagram. Adoro quando tem essas impressoras de fotos na corrida!

Primeira do ano! Foto: Reprodução/Instagram

Primeira do ano! Foto: Reprodução/Instagram

Para fevereiro, não tenho nenhuma prova planejada. Já em março, está até difícil escolher! Hahahahaha…

E vocês, já têm alguma corrida marcada para as próximas semanas? Contem aí nos comentários! 😉

1