Já pensou correr 24 horas sem parar? Deve ser um desgaste e tanto, mesmo para um atleta profissional!

Para descobrir os efeitos desse esforço, a Mizuno convidou o ultramaratonista Carlos Dias para completar este desafio calçando um dos seus mais recentes lançamentos, o Mizuno Wave Creation 19. Tudo foi acompanhado de perto por pesquisadores das universidades de São Paulo (USP) e Cruzeiro do Sul, que monitoraram não apenas o corpo do atleta como também o tênis.

O ultramaratonista Carlos Dias (Foto: André Kato)

Aos 44 anos, Carlos Dias já conclui 106 maratonas oficiais (42 km) e 40 ultramaratonas, comando mais de 120 mil quilômetros – o equivalente a três voltas na Terra! Se alguém estava apto a encarar esse desafio, esse alguém era ele. 😉

O desafio foi realizado na pista de atletismo do Centro Olímpico, em São Paulo, durante a Virada Esportiva, nos dias 23 e 24 de setembro. Carlos correu das 10 horas da manhã do sábado às 10 horas da manhã do domingo, sendo avaliado a cada três horas. Entre os exames realizados, estavam testes espirométrico (prova de função pulmonar), gait up (análise de movimentos), placa de salto (potência dos membros inferiores), variabilidade da frequência cardíaca (para detectar arritmias) e bioimpedância (medição da massa corpórea).

Após 24 horas de corrida, ele perdeu 17% da capacidade pulmunar, 21% da velocidade média, 19% da potência dos membros inferiores, 88% da capacidade de mobilizar energia e 7% de água corporal, isso considerando a variação em seus exames entre a primeira e a útlima horas. Foram 225 voltas na pista de atletismo, somando mais de 125 mil passos (cerca de 90 quilômetros). Impressionante, né?

O Mizuno Wave Creation 19 de Carlos Dias (Foto: André Kato)

E o tênis? Deu conta do recado?

O Mizuno Wave Creation 19 é um tênis com amortecimento de longa duração, voltado para longas distânicas. A marca garante que durabilidade da sua tecnologia de amortecimento, a Infinity Wave, é 20% maior que a média da concorrência.

No teste com placa de salto, o modelo apresentou zero desgaste em seu amortecimento, considerando a primeira e a última horas de corrida. Os pesquisadores avaliaram que o modelo deu suporte ao atleta, especialmente nos momentos em que ele estava mais cansado e apresentando perda de potência muscular, ajudando a dar estabilidade à pisada e reduzir o impacto.

Curtiu o modelo? O Mizuno Wave Creation 19 já está a venda com preço sugerido de R$ 799,90. Estou testando em meus treinos e logo mais conto para vocês minhas impressões aqui no blog! 😉

Compre online: Centauro | Dafiti | Kanui | Fast Runner | Netshoes

 

No meio do ano, participei do evento do retorno ao mercado brasileiro da Saucony. A marca trouxe sete modelos, abrangendo três categorias: amortecimento, estabilidade e competição. No dia, recebi o modelo Ride 9 que está na categoria amortecimento e fiquei bastante curiosa para testar, pois só conhecia a marca de nome, nunca tinha experimentado nenhum modelo.

 

Beleza e Design

Logo que abri a caixa do tênis, ele me surpreendeu, achei a composição de cores muito bonita. E mesmo as outras cores eu achei que combinaram e me agradaram bastante também.

Ele tem uma cara de mais estruturado, cara de tênis mais pesadão, mas é só cara mesmo.

Foto Saucony Ride 9

Cores do Ride 9 (Foto: Divulgação/Saucony)

Conforto e Amortecimento

O tênis é um modelo intermediário, ou seja, ideal para médias e longas distâncias. Na primeira vez que usei o Ride 9, achei ele mais firme em relação a outros modelos que estou acostumada a usar. Conforme fui usando mais, essa sensação foi desaparecendo.

O pé fica bem confortável dentro do tênis com um bom espaço para movimentação. Tanto na lingueta quanto no colar do tênis tem bastante enchimento e o material é bem macio, deixando ainda mais confortável.

Peso e Pisada

O Saucony Ride 9 é indicado para corredores de pisada neutra ou supinada e tem 8mm de drop. O peso dele é em média 227g/feminino e 264g/masculino.

Tecnologias

Everun: Proporciona uma corrida dinâmica e resistente, enquanto oferece amortecimento por todo o processo. Com alta duração e propriedades de retorno de energia otimizadas.

Flexfilm: Material leve, porém forte, que permite menos camadas no cabedal para uma sensação uniforme e flexível.

Tri-Flex: Sola que trabalha em conjunto com o EVERUN Topsole, para maior dispersão de força sobre uma maior superfície, enquanto entrega flexibilidade e tração ideais.

Custo X Benefício

O modelo é confortável e durável, tanto na sola quanto no cabedal não percebi ainda sinais de desgaste.

Quando a Saucony aterrissou no Brasil, o modelo custava R$ 599,00, preço que achava bem acima dos concorrentes. Agora no final do ano, está pintando a nova versão do modelo, então já é possível achá-lo por R$ 499,90, preço que não é ainda barato, mas mais adequado se comparado os modelos similares de outras marcas.

Opinião Geral

Apesar de um primeiro momento achar o tênis mais firme, conforme fui usando essa impressão foi desaparecendo e foi tornando mais gostoso de usar. É um tênis bem confortável e que se encaixou tanto nos treinos mais curtos do dia a dia, quanto nos mais longos.

De uma maneira geral, o modelo entrega o que promete e estou variando o uso com outras marcas principalmente nos meus longões.

Compre online: Centauro | Netshoes | Saucony