O fim de semana foi especial para nós: todas tivemos a oportunidade de levar a família para correr em diferentes provas na cidade de São Paulo!  

A Mari e a Aline levaram as crianças para curtir a Corrida Pão de Açúcar Kids no sábado (16.09). No domingo (17), foi a vez da Ju participar da etapa Primavera do Circuito das Estações ao lado da sua mãe. Vem ver como foi!

21ª Corrida Pão de Açúcar Kids

Por Mari Frioli

Dia de sol, tudo perfeito pra garotada se divertir. A retirada de kits como sempre foi super bem organizada e rápida. Retirei no mesmo dia da prova, o que acho sempre super prático.

Para a corrida, estava tudo bem sinalizado e as largadas estavam pontuais. Achei este ano mais organizado do que nos anos anteriores, a única coisa que achei complicado é que ao entregar a criança (Dudu já tem 5 anos e corre sozinho) não explicavam onde deveríamos esperar. Por ter ido em outras edições, eu já sabia que teria que dar toda uma volta, por isso, assim que o deixei, já fui direto pro outro lado pra vê-lo correr e pegá-lo na saída. Se eu não soubesse disso, teria perdido a largada ou ele teria que ficar me esperando na saída, enquanto eu andava até lá.

O kit pré-prova (camiseta, mochila, lanchinho) e o pós-prova (mais lanchinhos e até uma toalha de piquenique – que foi super bem aproveitada pelos pais, o dia estava lindo e a grama era convidativa) estavam ótimos. 🙂

Os pontos negativos deste ano, na minha opinião, foram a medalha (em outras edições já foi bem mais bonita) e o estacionamento no ginásio do Ibirapuera (50 reais e absurdamente cheio). Quem optou por estacionar na rua, viu muitos franelinhas.

Melissa, Alice e Dudu com suas medalhas e lanchinhos! (Arquivo pessoal)

No Ginásio, havia muitas atrações e até uma corrida de obstáculos pra criançada gastar a energia e se divertir enquanto esperavam sua prova começar, o que é bacana para quem tem mais de um filho. Assim, aquele que já correu pode se divertir enquanto espera a largada do outro. 🙂

Obrigada, Pão de Açúcar, pelo convite. A criançada adorou! 😀

Circuito das Estações 2017 – Etapa Primavera

Por Ju Vargas

Eu adoro participar do Circuito das Estações, mas este ano ainda não tinha conseguido participar de nenhuma etapa porque sempre coincidia com outros compromissos… Aí, quando vi que a camiseta da etapa Primavera seria nesse lilás lindoooo, aproveitei para convencer minha mãe a participar da prova de 5 km comigo. 😉 Sim, totalmente usei o kit como uma “arma” para convencê-la! Quem nunca?! rs

Mamãe e eu com nossas medalhas! (Arquivo pessoal)

Essa foi a segunda prova da minha mãe; a primeira foi o Circuito Lótus em 2015, mas infelizmente ela lesionou o pé pouco depois e teve que parar de correr até se recuperar totalmente. Ela só conseguiu retomar os treinos este ano e achei que uma provinha era a motivação que faltava para ela se desafiar novamente na corrida de rua. 😛

Nesta etapa, era possível escolher três distâncias: além dos 5k, também haviam percursos de 10k e 21k. Quem correu as distâncias maiores largou cedinho, às 6h30. Já quem correu os 5k, como eu, só foi largar às 8h00. Achei interessante essa inversão, e com o intervalo grande as duas largadas, não vi nenhum tumulto na chegada com corredores velozes dos 10k tentando ultrapassar os dos 5k. Achei que ficou bem organizado dessa forma. A retirada do kit (no Shopping West Plaza) e do chip (na arena) também foram tranquilas.

A medalha desta etapa. Gostaram? (Divulgação/Ativo)

Foi uma experiência muito boa, como disse, essa é uma das minhas provas favoritas e espero voltar no Verão – dessa vez, para tentar fechar 2017 com o meu melhor tempo nos 5k! 😉

O título do post foi inspirado no que a Ju fez há um tempo atrás. E hoje vim contar um pouco como está minha rotina de treinos, como tenho consigo, ou tentado manter os treinos.

Eu e minhas companheirinhas de sempre <3

Apesar de lermos, conversarmos e falarmos, quando nos tornamos mãe é que realmente sabemos o quanto isso impacta em todas as áreas da vida. É um giro de 360° e muitas vezes a gente acha que as coisas vão começar a engrenar e vem algo que vai lá e lembra que cada dia pode ser uma dia, por mais que você tenha feito um planejamento, adiante as coisas e pense em todas as variáveis.

E ao longos desses 2 anos e 4 meses desde que a Alice nasceu, eu fui aprendendo isso. Depois com a Melissa se intensificou mais e ainda sigo aprendendo muitas coisas e me adaptando. Se elas ainda tem muito a aprender do mundo, eu ainda tenho muito o que aprender na maternidade. Cada fase te exige algo.

Esses primeiros parágrafos, foram para explicar, como acabei internalizando de verdade a frase: feito é melhor que perfeito. Super clichê, mas é verdade. Por muito tempo, eu quis treinar em horários super cedo, fazer um número de treinos x por semana, tentar a todo custo alcançar alguns objetivos e onde eu terminei? Me frustrando, eu já falei no blog sobre isso, neste post.

Após mais um treino

Depois daquele post, segui treinando, mas muitas coisas aconteceram novamente e tive que me reinventar, mais trabalhos, as meninas me pedindo mais atenção e eu não consegui sair para treinar todas vezes que eu queria. Fomos seguindo assim, até que depois de tentar, tentar e tentar encaixar os treinos, eu parei e revi, toda a minha rotina.

Por aqui, as meninas ficam na parte da manhã comigo e vão depois para a escola, eu trabalho na parte da tarde em casa e alguns dias preciso sair. Aos finais de semana, nem sempre é fácil encaixar os treinos, as meninas exigem atenção e fica complicado. E para somar a tudo isso, eu não consigo acordar super cedo ainda, tipo 5 ou 6h, elas ainda acordam algumas noites e assim seguimos, com um cansaço que acho que me acostumei já rs, mas que me impede ainda de levantar muito cedo da cama.

Depois de analisar esses pontos, eu sentei e montei o meu plano. E o resultado foi minha rotina-alvo e a rotina possível. No momento, estou na minha rotina possível, que é correr 3 vezes por semana e alguns dias consigo encaixar a musculação, logo depois que deixo elas na escola. É corrido? Super! Mas é o que tenho conseguido fazer no momento. Vou rapidinho, treino e vamos seguindo assim.

Um degrau de cada vez, sempre!

Estou bem satisfeita que neste último mês, não pulei nenhum treino (VIVA!), embora tenha ajustado alguns dias. Estou bem feliz, que vejo que estou evoluindo novamente na corrida e estou aos poucos caminhando para meu objetivo maior que ainda não tem data definida 100%, mas completarei neste ano!

Para maio, o que eu quero e tenho adiado horrores é começar uma reeducação alimentar e chegar no peso que desejo. Ontem fui na feira e adiantei as refeições da semana, vamos ver como vou me sair, se este mês eu terminar comendo direito, já estarei bem satisfeita. 🙂

E como é por aí? Como vocês equilibram todas as áreas da vida? Compartilhe nos comentários, vamos trocar experiências. 🙂