Falta tempo? Está em uma fase mais apertada de grana? Odeia aquele “clima de academia”? Não importa o motivo, treinar em casa pode ser uma boa opção para se manter ativa mesmo longe da academia. E a internet está aqui para ajudar!

Lembro quando eu era criança e passava um programa de ginástica na TV Cultura. Eu me divertia imitando os exercícios — mas, claro, sem seriedade alguma, era uma grande brincadeira para mim. E o mais bacana é que o YouTube está cheio de canais com séries e mais séries de exercício que você pode fazer na sua sala com poucos ou até mesmo nenhum acessório. As aulas vão de cinco minutinhos a até 30, 40 minutos. E alguns canais possuem programas completos de treinamento de graça. Vale a pena espiar, nem que seja para dar boas risadas tentando acompanhar as aulas pelo computador, hahahaha…

E, como de praxe, se faz muito tempo que você não pratica exercícios físicos, converse com seu médico antes para se certificar de que não há nenhum impedimento e pegue leve. Respeite seu corpo! Cada um tem um ritmo e um limite. Paciência é a palavra-chave para alcançar qualquer objetivo! 😉

BeFit

Esse é um dos canais mais completos, com aulas de dança, pilates, ioga, abdominais e aeróbicos power para queimar aquelas gordurinhas. Nas playlists, você encontra planos de treinamento com duração de até 90 dias (ter começo-meio-fim é algo que me ajuda a ficar motivada). É tudo em inglês, mas como é em vídeo, dá para acompanhar tranquilamente. O difícil é não rir com a suuuuper empolgação de alguns professores, hahahaha… 😉 Se você prefere algo menos “animado”, experimente ver os vídeos da série Ballet Beautiful, com a Mary Helen Bowers.

 

Blogilates

Como já diz um nome, é um canal com vários exercícios inspirados no pilates. Mas não se engane com as cores fofas: as séries são bem puxadas!  Nas playlists, você encontra vídeos focados em áreas específicas do corpo: pernas, bumbum, abdome, braços… O lema da Cassey Ho é “treine como a fera e se pareça com a bela”. Hahahaha… Vai encarar?! 😉

 

Tone It Up

Todas as terças-feiras, Karena e Katrina postam novos vídeos com exercícios para quem quer ter aquele corpo de “garota de praia”. O lema da dupla é: Share, Love, Inspire, Sweat. Entre as playlists, você encontra as séries Love Your Body, Bikini Series e… a Bridal Babe Workout! Sim, uma série só para as noivinhas de plantão (adorei! Hahaha…). Os vídeos são bem produzidos e até têm um momento meio sexy-Victoria’s-Secret-Angel hahahaha… Se você não curte muito esse clima, pula a parte cafoninha da coisa e vai direto pra malhação. 😉  

 

Sarah Fit

Com o objetivo de despertar em seus fãs a paixão por uma vida mais saudável, a Sarah posta vídeos no YouTube desde 2006 (sim, tudo isso!). Além de exercícios para várias partes do corpo, você também encontra receitas e dicas para uma alimentação mais balanceada.

E você, conhece mais algum canal do YouTube com vídeos bacanas para treinar em casa? Compartilhe conosco nos comentários! 🙂

Em novembro descobri que estava grávida, foi uma alegria sem fim. Eu e meu marido sempre quisemos dois filhos e não queríamos muita distância entre as idades. Logo que o Dudu nasceu combinamos que quando ele tivesse 1 ano e meio eu engravidaria. A data cairia mais ou menos em julho do ano passado, mas quando chegou julho… chegaram também as dúvidas.

Mais um filho? Será que damos conta? Será que um só não é melhor? Ficamos meses indecisos. Daí que um dia em outubro decidimos que íamos ter o segundo filho e pronto, nada de pensar muito pra não desistir, rs. Aquele mesmo dia foi o responsável para dali algumas semanas eu confirmar num exame de sangue: positivo, estou grávida! 😀

anuncio-gravidez-mari

Como anunciamos a gravidez nas redes sociais. 🙂

Depois das comemorações, surgiram as primeiras dúvidas e uma delas é o tema deste post: Quais exercícios posso fazer? O que é melhor para a grávida e para o bebê?

Após descobrir que está grávida, a primeira coisa a fazer é marcar uma consulta médica com seu ginecologista/obstetra. Ele vai te passar uma bateria de exames para iniciar seu pré-natal. Esses exames são essenciais para saber se você pode ou não fazer exercícios e quais são os mais recomendados.

Fez os exames? Volte ao seu médico e converse com ele. A pessoa mais indicada para te orientar é ele! Mesmo que você se sinta ótima, é preciso aprovação médica para se exercitar. É ele quem estará ao seu lado até o fim da gravidez e sabe quais as especificidades da sua gravidez, do seu corpo… E todas nós somos diferentes, nenhuma gravidez é igual à outra. 😉 Nem quando a mãe é a mesma, rs, no meu caso a gravidez do Dudu e da Bia (sim, é uma menina! :D) foram opostas em tudo até agora.

Se você já fazia exercícios antes de engravidar, tem boa saúde e sua gravidez for normal, provavelmente seu médico irá te liberar para fazer qualquer exercício, tomando alguns cuidados. Agora se sua gravidez tem algum probleminha ou você era sedentária, provavelmente ele irá te indicar exercícios específicos para grávidas.

A atividade física moderada (30 minutos por dia) é hoje considerada não apenas segura como também extremamente benéfica para a maioria das gestantes e dos bebês. Então se seu médico te liberar, “simbora” mexer o corpo, pois além de te fazer bem, ainda vai te ajudar ao longo da gravidez, como?

O exercício te dá mais energia; te ajudará a se sentir melhor física e mentalmente; irá melhorar o seu sono (desde que não se exercite antes de dormir); fortalecerá os músculos e aumentará sua resistência; ajudará a lidar com o desequilíbrio provocado pelo crescimento abdominal; reduzirá as dores nas costas, a constipação, a fratulência, o inchaço; e a ajudará a recuperar a forma de antes da gravidez mais rapidamente. E dependendo do parto que você escolher, ainda te ajudará a aguentar firme o trabalho de parto. Com tantos benefícios, não dá pra ficar parada, né?

gravidez-mari-20semanas
Foto na academia com 20 semanas e a barriguinha começando a aparecer no 5º mês, pós-corrida na esteira. Treino de musculação. Passeio de bike com a família.

Os exercícios com mais benefícios para as gestantes são os aeróbicos. Pois são exercícios rítmicos e repetitivos, cansativos o suficiente para aumentar a demanda muscular de oxigênio, embora não tão extenuantes que a oferta suplante a demanda. A corrida leve (o famoso jogging), a caminhada, a natação e o ciclismo (esses são os principais) estimulam o coração e os pulmões, além da atividade muscular e articular. Também melhoram a circulação, aumentam o tônus e a força muscular, e melhoram a resistência.

Os exercícios dentro d’água são os mais eficazes e confortáveis para as gestantes. A natação e a hidroginástica não só a farão ficar em forma, como também não esgotam muito o corpo, não exercem muito impacto sobre as articulações, e não há risco do aumento excessivo da temperatura corporal. São os exercícios mais seguros também.

A ioga e o pilates por terem ênfase na respiração, no relaxamento, na postura e na consciência que se tem do corpo, os tornam exercícios ótimos para as gestantes. Fisicamente, proporcionam maior força e resistência, melhoram a postura e o alinhamento, promovem uma circulação melhor e uma respiração mais eficiente, e reduzem as dores nas costas e nas pernas. Psicologicamente, aliviam a tensão e a ansiedade e proporcionam relaxamento. Algumas posições devem ser adaptadas de acordo com o estágio gestacional, por isso é importante procurar aulas para gestantes.

A musculação aumenta o tônus muscular e se feita corretamente, com orientação e alguns cuidados, é benéfica.

No meu próximo post vou continuar falando sobre o assunto, dando dicas de como começar (ou continuar ;)), como escolher o exercício, e quais cuidados temos que ter em cada exercício, porque o importante é sempre a segurança e bem-estar da gestante e do bebê.

A fonte para este post foi o livro “O que esperar quando você está esperando”, que é um livro referência em gravidez (e sempre atualizado), meu médico e os treinadores da academia que frequento.

12