Correr pode ter seus vários benefícios e ser tudo de bom! Mas precisamos tomar cuidado com algumas dores, que podem indicar que algo está errado com o nosso corpo durante ou depois de uma corrida. Uma das mais conhecidas é a dor nas articulações do joelho e pode afetar os não-corredores também, como os ciclistas e até quem goste de caminhar, já que envolve um esforço repetitivo de dobrar os joelhos.

Por exemplo, eu cheguei a ter grandes problemas no joelho, enquanto treinava artes marciais e até hoje sinto dores, especialmente quando muda o tempo (ok, parece frase de uma pessoa de idade, mas é verdade!! rs)

Bem, o objetivo do meu post é falar sobre a prevenção desse tipo de dores. Prevenir faz bem e evita maiores problemas… Como já diziam por aí “prevenir é melhor do que remediar”, então hoje procuro fugir de alguns remédios e trabalho com essas dicas aqui oh…

prev_G

A regularidade o faz treinar de forma correta e dentro da sua zona de conforto. Por mais que você tenha se inscrito em uma corrida, é importante ter em mente que a sua preparação levará um tempo, já que você e o seu corpo precisam se adaptar aos seus novos limites. Por isso, treine direito e aumentando gradualmente a quilometragem, velocidade e tempo. Se for o caso use a regra dos 10%, ela ajuda bastante! (Vou contar sobre essa regrinha: Quantos km você corre em uma semana? Pegue esse resultado e adicione 10%… Essa será a sua meta para a semana seguinte! E por aí vai! Simples não?)

O fortalecimento de determinadas regiões do corpo é fundamental para a prevenção de lesões! Já falamos sobre isso por aqui, mas procure fortalecer o seu quadríceps, panturrilhas, isquiotibiais, glúteos e os músculos em torno do joelho. Com um treino focado de 10 minutos, você começará a sentir a diferença. E se fortalecer é bom, alongar-se é melhor ainda! É graças a um bom alongamento que você proteger a sua lombar, quadril e outras áreas do corpo que são super importantes para manter o seu joelho nos trilhos…

Outra dica super legal é você procurar saber mais sobre como você pisa ao correr, mais conhecida como a famosa pisada, já que isso é fundamental para você escolher tênis certo para você, correr com mais conforto e evitar dores após a sua corrida. Além disso, procure não esgotar os seus músculos treinando apenas a mesma coisa! Inclua outros treinos a sua rotina, como a natação, bicicleta e aquelas famosas aulas de ginástica! Trabalhando de forma mais completa o corpo, os músculos poderão descansar enquanto não são usados. Se quiser, tente variar a superfície da corrida, isso também fará com que outras partes do corpo trabalhem de forma mais completa!

Eu tento colocar todas essas dicas em prática! E você? O que procura fazer para evitar esse tipo de lesão?

  1. Mari Mari disse:

    Aninha, eu fortaleço tudo que posso. Aconselho quem faz academia a pedir um treino para corredor. E cada vez que vou correr corrijo alguma coisa na postura, na respiração e na passada. 🙂 Li um artigo que diz que os corredores menos lesionados são aqueles que estão sempre “ouvindo” seu corpo, se sentem alguma dor eles vêem o que pode ser feito e cuidam disso para não evoluir. 😀

Deixe o seu comentário!