Olá mulherada!

Já estou na contagem regressiva para o grande dia! 🙂 Toda vez que vejo algo sobre maratona, sobre a França… parece que tem mil borboletas no meu estomago, fico até arrepiada. Parece que agora o tempo tá passando mais rápido. Meu treinador já passou a planilha das próximas três semanas e tô empolgada pra cumprir, porque quando terminar já será a semana de embarcar e correr os 42.195 km.

Essa semana aproveitei pra olhar o percurso em um vídeo 3D e já vi o que me espera, muitas subidinhas, hahaha, mas também um percurso bem legal pra conhecer a Riviera Francesa. <3

Aliás, eu sempre quis fazer a minha primeira maratona no exterior, não tenho absolutamente nada contra as maratonas no Brasil, mas tenho a visão de que se temos que sofrer correndo, que seja com um visual que você está descobrindo ao correr, um lugar lindo e diferente rsrsrs. Né não? Eu sempre achei a hashtag #maraturista perfeita. Tem coisa mais gostosa do que viajar e ainda correr? É realmente “unir o útil ao agradável”. 😛 Eu confesso que desde que o bichinho da corrida me picou, sempre que vou viajar já busco por alguma corrida, rs, ou pelo menos um lugar pra correr.

151016-viajarparacorrer

E sempre que comento com alguém que vou viajar pra correr (além da maratona da França, em janeiro tenho uma maratona na Disney) me pedem dicas de como se organizar pra correr no exterior, principalmente porque o real tá desvalorizado e tudo em dólar e euro está muito mais caro do que antes. Então resolvi comentar como fiz e dar dicas hoje! 😀

Escolha a prova

A primeira coisa é escolher a distância e a prova que você tanto sonha. Escolheu? Entre no site da prova e devore o conteúdo, veja se é necessário entrar num sorteio ou ter tempo em alguma prova anterior para se inscrever, ou comprar um pacote com agência de turismo, ou ter que enviar tempo para largar na frente (em algumas provas é importante não largar tão atrás, para você não ficar tanto tempo esperando pra largar e acabar ficando com frio, fome ou entediado mesmo, rs). É bom saber essa informação o quanto antes para você se programar para ir em alguma prova aqui no Brasil para conseguir um tempo, por exemplo. Veja também quando as inscrições serão abertas e procure informações para saber se é uma prova que se esgota em uma semana ou se você pode se inscrever com mais tranquilidade.

As inscrições pra semana da maratona da Disney acabam bem rápido, então no mesmo dia que abriu eu fiz a inscrição, em menos de uma semana a maioria das distâncias já tinham esgotado. Já a Maratona da Riviera Francesa a inscrição foi feita pela organização, mas até agora tem inscrições abertas, ela é uma prova mais desconhecida em alguns países, por isso é tranquila pra se inscrever. Então é bom avaliar qual é o tipo da prova que você quer ir e ficar esperto pra não ficar sem inscrição. 😉

Documentação

O segundo passo é ter um passaporte (requisito básico para viajar para o exterior) e verificar a documentação exigida para entrar no país. Estados Unidos, Oriente Médio, Canadá e Austrália, por exemplo, exigem Visto, enquanto a Europa e América do Sul não é necessário o Visto. Você deve pesquisar o que é necessário para cada país, pois alguns pedem que você tenha seguro saúde, vacinas… e isso só pensando em viagem a turismo, pois cada nação adota critérios próprios para liberar o acesso e permanência de estrangeiros que viajam a estudo ou trabalho. Para os turistas, as regras costumam ser mais flexíveis. 🙂 Afinal, eles querem que a gente vá mesmo é pra gastar por lá. 😛

Se você já sabe qual prova quer ir, já vá resolvendo a documentação. 😉 Tem épocas que o processo pra conseguir o passaporte é demorado, e a mesma coisa acontece com o Visto. Sem contar que com passaporte e Visto em mãos, você se sentirá muito mais confiante para se inscrever na prova.

Aqui eu já tinha o passaporte e o Visto americano. Pra França me preocupei apenas em separar alguns documentos para provar que não tenho intenção de ficar por lá (tenho filho, marido, casa e trabalho me esperando no Brasil depois que eu correr, rs) e foi contratado um seguro saúde Schengen (obrigatório na Europa) para esporte. 🙂

Junte o dinheiro!

O terceiro passo é se organizar financeiramente. Não importa se você ganha pouco ou muito, se você se organizar dá pra realizar o sonho. 😀 E para saber quanto dinheiro você vai precisar, você deve pesquisar sobre o destino, e definir como será sua viagem (Será só pra correr? Você irá turistar? Quanto custa os passeios? Ficará quantos dias? Fará compras? Qual tipo de hospedagem? Irá alugar um carro ou usará o transporte público?). Para nos ajudar, existe o site quanto custa viajar que dá uma base de quanto iremos gastar. Você escolhe o destino, seleciona o tipo de viagem (mochileiro, econômica e conforto), fala quantos dias irá ficar e ele dá uma base para você se organizar. Mas é só uma base, o melhor mesmo é gastar um tempinho e simular qual hotel você ficará, quais passeios fará, onde irá comer, pra ter uma ideia real do investimento. 😀 Outra opção é cotar com uma agência.

151016-sonhos

É bom também ter um guia da cidade ou do País, apesar de termos tudo na internet, às vezes as informações estão picadas, em alguns sites mais completas e em outros tem poucas informações, pra não correr o risco de perder algo super legal, compre um guia para você ter certeza que saberá bem sobre o seu destino. Daí é só jogar no Google se você quiser ver mais fotos, ver como chegar e o que tem por perto. Aliás, o Google ajuda muito na viagem. Eu costumo usar muito o Google Maps, navego pelo Google Street View para ver a fachada do hotel, onde será a largada da corrida, como chegarei nos passeios, quais lojas tem por perto, onde tem um supermercado… dá pra conhecer o destino sem sair de casa. 😀 E quando chegar lá, você estará mais a vontade, pois já tem uma noção de onde estão as coisas. 🙂

Como estamos viajando para correr, monte um cronograma de atividades pensando nisso, não vá passar o sábado inteiro andando e ficando super cansada, se no dia seguinte logo cedo você irá correr. Deixe os passeios mais cansativos para depois da corrida, ou para alguns dias antes, nunca para o dia anterior. 😀 Isso também vale para a alimentação, durante os dias anteriores tente seguir sua alimentação normal, sem muitas novidades, depois da corrida você pode se jogar nos restaurantes, docerias e tudo mais que tem direito.

As minhas duas viagens tem o perfil econômico, vou turistar, mas o foco mesmo são as corridas. Para reduzir os custos (afinal, o dólar e o euro estão caros) eu não tô levando a família, as duas viagens farei com amigas. <3  Então a maioria dos gastos tô dividindo com mais pessoas e isso torna tudo mais viável. 😀

E ai, se animou?

Aqui eu já comecei a fazer o checklist de coisas que tenho que levar e já comecei a arrumar a mala! Ansiosa? Que nada! 😛 😛 😛 Mas eu prefiro me organizar antes do que arrumar tudo na correria e esquecer algo. Estou levando uma mala e uma mochila comigo. Na mochila além dos documentos, também tô levando tudo que irei usar na maratona, nós nunca sabemos se a companhia aérea irá perder nossa bagagem (e isso acontece com uma frequência maior do que deveria), então é melhor garantir. 🙂 Já separei um kit de remédios básicos e até algumas roupas (lá estará frio, enquanto aqui está calor, então já deu pra deixar algumas coisas na mala) e tô finalizando o roteiro de viagem junto com a Ju Vargas, minha amiga-companheira de viagem. 🙂

Deixe o seu comentário!