Eu queria ter escrito esse post bem antes, mas o meu retorno aos treinos foi bem mais devagar e complicado do que esperava. E não adiantava vir aqui e falar do meu retorno sendo que não tinha conseguido pegar o ritmo direito, né? Mas agora, eu acedito que as coisas estão fluindo melhor e se encaixando, posso falar que realmente estou de volta! 🙂

indo-treinar

Indo treinar

Quando a Alice nasceu, eu queria voltar a treinar, mas não tinha tanta pressa. Sempre acontecia algo para não conseguir treinar direito, não tinha constância e o ritmo pareceu não engatar. Teve também, toda aquela coisa do primeiro filho, eu era bem mais insegura, ainda tava aprendendo a ser mãe e uma coisa que me matava bastante é não dormir direito, isso me deixava extremamente cansada.

Depois que a Melissa nasceu, em um primeiro momento foi uma verdadeira loucura. Tinha dias que achava que dificilmente eu iria conseguir retomar a rotina de qualquer coisa que fizesse, incluindo a corrida. Fui aprendendo a ser mãe da Melissa, mãe de duas e tudo o mais que duas bebês demandam.

aliceemelissa

Alice e Melissa: a felicidade e bagunça dos meus dias rs

Aos poucos, as coisas foram se organizando e consegui ir encaixando os treinos. Eu voltei a me movimentar 40 dias depois do nascimento da Melissa, mas foram pelo menos mais uns dois meses para a coisa começar a vingar realmente.

O cansaço de não dormir uma noite completa, ainda é grande, a diferença agora é que aprendi a conviver com ele e me acostumei a dormir bem menos.

Durante a semana, tenho treinado bastante na esteira, algo que nunca gostei muito, mas que agora vejo como uma grande aliado e tenho curtido de verdade. A musculação também entrou no meu coração rsrs… Estou adorando fazer e curtindo muito. Não consigo ficar muito tempo na academia, mas o tempo que tenho, vou e faço o meu melhor.

Eu tenho alguns objetivos ainda pare este ano, que falarei mais para frente. Estou vivendo a corrida um dia de cada vez. A maioria dos dias não são perfeitos e se não consigo treinar, eu tento ir no outro dia e fazer.

Nessa jornada toda, eu estou aprendendo que é possível voltar a fazer as coisas que se gosta depois de ter filhos (embora as vezes parece que não vai dar mesmo!!). O que a gente precisa é de paciência e fazer o que está ao nosso alcance. Se é treinar 30 minutos por dia, vai lá e faça nesse tempo. É sempre melhor 15, 30 minutos do que nada, não é?

E é assim que tenho seguido… 🙂

  1. Aline te entendo perfeitamente!!
    Quando tive meu segundo filho, o Oliver, fiquei surpresa como ter dois filhos demanda da gente – é muuuuito mais que o dobro do trabalho.
    Não sei vc mas senti mais diferença no meu corpo na segunda gravidez e também levei alguns meses para voltar a treinar direitinho.
    Parabéns pelo seu esforço, disciplina e dedicação como mãe e atleta!

    • Aline Machado Aline Machado disse:

      Demanda muiiiito rsrs nossa nem fala e parece que quando vc acaba uma coisa já tem outra pra fazer eheheheh… Senti diferença no corpo sim, principalmente na barriga ahahahah.

      Parabéns para nós, né? Porque fácil não é não 🙂

Deixe o seu comentário!