bumbum-corrida

Acredito que a maioria das mulheres não precisa de muitos argumentos para se convencer a fortalecer os glúteos, né? Só a parte estética já é motivadora o suficiente para incluirmos agachamentos e outros exercícios para deixar o bumbum “em dia” na rotina de treinos, hahahahaha… 😉

Mas, além da beleza, você sabia que os glúteos estão entre os músculos responsáveis por manter nosso corpo ereto durante a corrida? Por isso, fortalecer a região não apenas ajuda a melhorar sua postura como a impulsionar seu corpo durante o exercício, dando mais potência ao movimento.

Quando falamos em glúteos, estamos falando de um grupo muscular que é composto basicamente por três músculos diferentes: o glúteo mínimo, o médio e o máximo. Acontece que, para compensar ineficiências nesse grupo muscular, acabamos sobrecarregando outras partes do corpo, o que pode levar a lesões. É o caso das panturrilhas, por exemplo, que chegam a trabalhar em dobro se os glúteos estiverem fracos. Entre os problemas que podem estar relacionados ao não fortalecimento dos glúteos estão fascite plantar, canelite, tendinite, dores no joelho e nas costas.

Quem está aumentando distâncias na corrida e fazendo treinos mais longos e intensos deve dar uma atenção especial aos glúteos, já que eles passarão a ser cada vez mais exigidos e ficará difícil para o seu corpo “compensar” a falta de fortalecimento desses músculos. Para isso, você pode dedicar parte da sua grade de treinos a aulas específicas para a região – como a Glúteo Class, da Academia Bio Ritmo, que dura apenas 30 minutos, mas é matadora! Ou, se preferir, inclua exercícios focados nos glúteos na sua rotina de musculação.

Anote mais dicas dos professores da Bio para fortalecer e delinear o bumbum:

  • Faça exercícios para as pernas: quando você treina perna, também treina os glúteos! Do agachamento ao Leg Press, os músculos trabalhados também influenciam no bumbum, o que fortalece a região;
  • Fortaleça a lombar: sem uma lombar mais forte, seus glúteos não terão aquela “voltinha” tão desejada. Além disso, em grande parte dos exercícios, a lombar atua de maneira estabilizadora dos movimentos, fazendo com que mais sobrecarga seja destinada aos glúteos, tornando os estímulos mais eficientes;
  • Agachamento eficaz: você até pode achar ele chatinho, mas não dá pra abandonar o agachamento na hora de fortalecer o bumbum. Faça suas séries corretamente, mantenha a coluna ereta e respeite seus limites. O melhor agachamento é aquele que gera resultados;
  • Descanso é fundamental: não exija demais em pouco tempo. Alterne sempre os dias dos treinos e respeite a sua periodicidade.

Aposto que agora você já está mais que convencida a deixar esse bumbum na lua, né? 😉

post_parceiros_BR_2015

  1. Sandra disse:

    Adorei a dica da lombar!! talvez eu precise focar mais nisso.. adorei o blog!!

    Parabensss

Deixe o seu comentário!