Olá mulherada!

Desde o ano passado eu estava de olho nas aulas de Pilates da Bio Ritmo, mas com os treinos puxados para a maratona e Desafio do Dunga, não sobrava tempo para mais nada. Então botei como meta começar o Pilates em fevereiro, quando já estaria mais tranquila. Comecei e estou apaixonada pela modalidade.

A metodologia do Pilates é baseada no controle da respiração e alinhamento da coluna através do fortalecimento de músculos profundos do tronco e abdômen. Se você fizer com aparelhos, o resultado é melhor porque dá para aumentar a sobrecarga e dificultar os exercícios. 😉

O Pilates é uma ótima opção para quem não curte puxar ferro na musculação, mas está em busca de definição muscular. Além disso, o Pilates ajuda de diversas formas quem corre. 

pilates-e-corrida

O Pilates ajuda a melhorar a capacidade respiratória, pois utiliza uma respiração torácica, que faz com que os pulmões consigam captar mais o ar, e com isso, as células do nosso corpo ficam mais oxigenadas. Durante a prática aumentamos também nossa concentração, pois temos que ficar atentas aos movimentos e coordenar com a respiração.

Ele também contribui para corrigir a postura, pois trabalhamos o core (região central do corpo formada pela musculatura do abdome, do períneo e da lombar) através dos movimentos do Pilates, fortalecendo os músculos e aprendemos a ter uma consciência corporal maior. Por tal motivo, nosso corpo acaba também buscando um alinhamento natural da coluna em outras atividades. Tudo isso permite que nós corramos numa posição mais correta.

O Pilates também aumenta a flexibilidade do corpo, e isso nos ajuda a evitar lesões. Como nosso corpo é muito exigido na corrida, principalmente pernas, costas, quadril e abdome, com o pilates adquirimos flexibilidade e força o que torna mais difícil se machucar. Aliás, o pilates também é ótimo para nos recuperarmos de lesões. 😉

pilates-beneficios

Fonte: Extra/Globo

O educador físico Isaias Leme, da academia Bio Ritmo, ainda nos anima ao contar que os exercícios praticados no pilates são excelentes para ajudar quem quer eliminar as gorduras localizadas, principalmente, na barriga (exatamente onde eu preciso, rs). “A atividade trabalha todos os músculos, e podemos afirmar que essa é uma das melhores aulas para definir a musculatura abdominal”. Segundo ele, o pilates sozinho pode demorar um pouco para proporcionar a perda de peso, mas combinado com alguns exercícios aeróbios e com uma dieta saudável e equilibrada, é possível conquistar resultados realmente surpreendentes. “Além disso, o pilates é excelente para aumentar a resistência, a força, a elasticidade e o equilíbrio”, de acordo com o professor, a  orientação de um profissional da área é primordial para conquistar os resultados desejados.

O ideal é fazer de duas a três vezes por semana o Pilates, para ter todos os benefícios dessa prática.

E ai se animaram? Vamos também pilatear,  mulherada!

post_parceiros_BR_2015

  1. Chell disse:

    Eu fazia pilates e corrida, era tão bomm!!!! Pena que é salgadinho o pilates e tive que parar =(

  2. Ju disse:

    Mari,
    Acredita que na semana passada comecei com o pilates. Acabei trocando o muay thai por pilates e Yoga. Fiquei com medo me machucar na luta e fui atrás de algo mais introspectivo, relaxante mas que pudesse me ajudar no fortalecimento do mesmo jeito. Estou amando.

Deixe o seu comentário!