Em uma conversa numa roda de amigas corredoras elas usam termos e expressões que tu não faz idéia do que seja e faz cara de paisagem? Já aconteceu comigo 🙁 e foi por isso que resolvemos fazer esse dicionário de termos e expressões mais usados no mundo das corridas.

imagempostfinal

 A

 

 

Ácido Láctico – (ou ácido lático) É um composto orgânico do grupo dos ácidos resultante da fermentação láctica ou pode ser formar nos músculos durante o intenso trabalho muscular. O acumulo de ácido láctico provoca dores musculares e cãibras após o exercício físico mais forte.

Altimetria – É o estudo das técnicas para medir distâncias e ângulos verticais e suas representações como corte e elevação. Ela serve basicamente para que você tenha uma ideia do grau de dificuldade do percurso (subidas e descidas)

B

 

 

 

Barreira dos 32K – Quando o corredor chega nessa quilometragem geralmente seu corpo já usou todo o estoque de carboidrato que estava estocado no fígado e nos músculos das pernas e o resultado é a diminuição do ritmo do atleta. Pesquisas afirmam que cerca de 40% dos corredores não conseguem ultrapassar essa barreira. (via blog do ecorunner)

Bater na parede – Expressão utilizada quando o corredor utilizou toda a sua energia e não tem outra saída a não ser diminuir o seu ritmo.

C

 

 

 

Canelite – É o nome popular da síndrome de estresse do medial tibial ou periostite medial de tíbia, que é uma inflamação do principal osso da canela, a tíbia, ou dos tendões e músculos da tíbia. É comum em corredores.

Coelho – Termo usado para designar a pessoa que corre na frente, guiando os outro competidores. Os outros corredores irão usa-lo como referência para medir o esforço que devem empregar para não deixar o coelho escapar.

Core – São todos os músculos do tronco que ajudam na manutenção e estabilidade da postura, estão presentes na região do abdômen e na região media e inferior das costas e mais perifericamente incluem o pescoço, os ombros e o quadril.

Crioterapia – É a utilização do gelo ou de baixas temperaturas como forma terapêutica para tratar diversas lesões ortopédicas como entroses, pancadas e marcas roxas, por exemplo. Sendo também indicada para alcançar fins estéticos.

Cross Training – É a combinação de dois ou mais esportes ou formas de exercícios a fim de melhorar os níveis gerais de aptdão física. Ex.: Um corredor andar de bike ou nadar nos seus dias de descanso do treino de corrida.

D

 

 

 

Dribling – Tipo de exercício educativo para a corrida que consiste em fazer corrida rapidíssima no lugar elevando minimamente os pés com trabalho de braços rápido e veloz.

E

 

 

 

Endorfina – É uma substância natural (hormônio), um neurotransmissor produzido pela glândula hipófise e pelo hipotálamo durante algumas atividades.  Ela tem ação analgésica e uma vez produzida e liberada promove uma sensação de bem-estar e relaxamento.

Escala de Borg – É uma escala criada pelo fisiologista suéco Gunnar Borg para a classificação da percepção subjetiva do esforço. O indivíduo utiliza a escala que vai do 0 (zero) – nenhuma dificuldade/intensidade até 10 – máximo de dificuldade para apontar sua própria percepção de esforço.

F

 

 

 

Fartlek – É um método de treinamento continuo que consta na execução de percursos com subidas, descidas, planos, trechos com areia, etc. Nos percursos, os corredores devem apresentar variações de ritmos de trabalho, embora a intensidade da corrida varie de acordo com as distâncias e o tempo dos esforços executados.

FC máx – Frequência cardíaca máxima é a maior frequência cardíaca possível de ser atingida em esforço.

FC de repouso – Frequência cardíaca de respouso é o monitoramento dos batimentos cardiacos quando em repouso, utilizada como um indicador da saúde e da aptidão física. Se sua FC de repouso for alta, pode ser uma indicação de doença ou baixo condicionamento físico. Se ela for baixa, seu músculo cardíaco é eficiente e bombeia mais sangue com cada batimento. Isso pode ser uma indicação de um bom condicionamento físico e boa FC no repouso e no exercício

FC de trabalho – Frequência cardíaca de trabalho, é a frequência de batimentos mensurada atraves de um calculo entre a sua FCmáx e a FC de repouso a fim de determinar a frequência cardíaca ideal para o treino.

**Breve faremos um post com detalhes sobre a freqüência cardíaca e os cálculos para sua FC de trabalho.

Fundista – Atleta que participa de provas de fundo, ou seja, provas com percurso acima dos 5km.

G

 

 

 

Glicogênio –  Principal combustível do corpo durante a prática de atividades físicas. É estocado no organismo com a ingestão de alimentos ricos em carboidratos.

H

 

 

 

Hipertermia – Nome dado a elevação da temperatura corporal.

Hipoglicemia – Nome dado ao distúrbio provocado pela baixa concentração de glicose no sangue.

Hiponatremia – Nome dado a falta de sódio no sangue causado pelo consumo excessivo de água.

Hipotermia – Nome dado a baixa da temperatura corporal. Ocorre quando o corpo perde mais calor do que pode gerar.

i

 

 

 

Intervalado – É o método de treino caracterizado pela fragmentação do esforço total, com períodos de recuperação. Ou seja, alternar a intensidade do exercício, intercalando picos de esforço (num ritmo de moderado a forte), com pausas de recuperação (em ritmo leve).

L

 

 

 

Longão – É o método de treino caracterizado pela longa duração em um ritmo constante e fácil. Serve para treinar o seu corpo para ser mais eficiente em queimar gordura e poupar os estoques de glicogênio.

M

 

 

 

Maratona – Corrida realizada na distância oficial de 42,195 km.

Meia maratona – Corrida realizada na distância oficial de 21,1Km.

Meio fundista – Atleta que participa de corridas de meio-fundo, ou seja, corrida de 800mts, 1,5km, 3km e 3km com barreira.

Milha – Unidade de medida de distância, equivale a 1609 metros.

O

 

 

 

Overtraining – Termo usado para designar um excesso de treinamento. Ocorre quando a pessoa treina de forma inadequada, não respeitando os intervalos ou tempo de recuperação.

P

 

 

 

Pace – Maneira de medir a velocidade da sua corrida em minutos por quilômetro, ou seja, quantos minutos você leva para percorrer 1 quilômetro

Pelotão – Grupo de corredores que tem como objetivo manter o mesmo ritmo na corrida.

Periodização –  Visa organizar  o tempo disponível para se atingir uma meta. A qualidade física ou a forma física do atleta desejada, será alcançada por meio do controle organizacional o qual, dividindo o treino em fases ou períodos, gera um controle pleno dos treinamentos permanentemente.

Pipoca – Atleta que participa de uma corrida sem ter feito inscrição. Não possui numero de peito e chip de controle de tempo.

Pliometria – Forma de exercício que busca a máxima utilização dos músculos em movimentos rápidos e de explosão.

Q

 

 

 

Quebrar – Termo usado quando um atleta perde as forças e não consegue completar uma prova ou treino, ou precisa diminuir o ritmo para conseguir chegar até o final. (via O2)

R

 

 

 

Rodagem – Treinos longos e leves que tem como objetivo acostumar o corpo a percorrer grandes distâncias.

S

 

 

 

Skipping – Treino educativo com elevação alternada dos joelhos até a altura da cintura.Trabalhando os braços com velocidade.

T

 

 

 

Tempo run – É um treino contínuo de velocidade. Nele, o corredor percorre determinada distância em um ritmo contínuo e forte, apenas um pouco acima do que ele está acostumado a fazer em provas.

Tiro – Tipo de treino intercalado entre tiros em ritmo forte (de 80 a 90% da FC Máx) e caminhadas lentas. A meta do tiro no ritmo forte é a distância e não o tempo.

Tração – Treino funcional onde se utiliza um cinto e fixado em alguém ou algum lugar,  serve para melhorar a performance através do ganho de força e resistência muscular. Ideal para trabalhar arranque e explosão.

Trote – É corrida em ritmo leve e agradável, em que a frequência cardíaca se mantém estável e, por isso, é possível realizar o exercício por um longo tempo.

U

 

 

 

Ultramaratona – Nome dado as corridas que tenham distância superior a 42,195km (maratona).

V

 

 

 

Velocista – Atleta profissional de corridas de velocidade em pequenas distâncias.

VO2 Máx – Volume máximo de oxigênio que o corpo consegue consumir durante o exercício físico. É um indicador de potencial do atleta e pode ser melhorado com os treinos, mas cada indivíduo possui um limite natural.

 

** Tem algum palavra ou expressão que você ouviu ou conhece, que esquecemos de incluir aqui? Com certeza tem! Fala pra gente que alimentamos o post pra que ele fique sempre atualizado. 😉

 

  1. Ju Ferrer Ju Ferrer disse:

    Adorei, Bru. Esse post foi ótimo para eu conhecer vários termos que nunca tinha ouvido falar.

    Beijocas

  2. Ana disse:

    Caramba! uns 70% eu nunca tinha nem ouvido falar! hahah

  3. Adorei o post! Tbm não conhecia nem metade dos termos.

  4. Leticia disse:

    mto bacana!! 😉

  5. Erica Imanishi Erica Imanishi disse:

    Poutz, sou ‘A Ignorante’ na maioria dos termos hahahahaha

    Mas pena que conheço muito bem o significado de ‘canelite’ e ‘entorse’, como dói! 🙁

  6. Anni Varanda Anni Varanda disse:

    Gente do céu… Tô imprimindo pra decorar e aprender tudo isso, rs… Tem termo ai que eu nem imaginava que existia, adorei, hehe 😉

    Beijo!

  7. Ju Ferrer Ju Ferrer disse:

    Bru, vim aqui saber o que era “tiro” e fui consultar o que era “sprint” e vi que não tem. Esse usa muito também, né?

    Beijocas

  8. necca Kehrwald disse:

    Parabéns pelo post.sou fã de vocês.
    Pode me dar p significado de RÚSTICA?
    Abraços aqui do Sul

    • Bruna Rieper Bruna Rieper disse:

      Oi Necca, Rústico se refere ao campo, corridas em estradas de terras ou campo. Algumas empresas usam o termo Corrida Rustica para corridas de rua normal, sabe-se lá o porque..rs Beijinho

  9. Renata disse:

    Top! adorei!

Deixe o seu comentário!