menstruacao

Assim como cada organismo é único, cada mulher passa por seu ciclo menstrual de um jeito diferente — e ele pode alterar com o passar dos anos e até mesmo de um mês para o outro. É comum na adolescência o ciclo ser mais irregular, pois os níveis de progesterona são menores e ainda estão mudando. Com o tempo, a produção hormonal fica mais equilibrada, seja seu ciclo normal (28 dias), curto ou longo. Além disso, o uso de anticoncepcional, porcentual de gordura corporal, perda ou ganho excessivos de peso, estresse e treinos muito intensos também podem alterar a duração do seu ciclo.

Muitas mulheres se perguntam se a menstruação afeta o desempenho na corrida e a resposta, na maioria dos casos, é sim, porém em intensidades diferentes de mulher para mulher. As mudanças fisiológicas causadas pelo estrogêneo e pela progesterona aumentam durante a prática de atividades físicas, principalmente se ela for intensa. Por isso, é importante que você conheça seu corpo e o ritmo da sua menstruação para poder planejar uma rotina de exercícios adequada.

Para explicar um pouco melhor o que acontece com nosso corpo ao longo do ciclo menstrual, vamos dividi-lo em três partes: antes, durante e após a menstruação.

menstruacao1

Fase pré-menstrual (e a temida TPM):

Os dias que antecedem a menstruação podem ser complicados para as mulheres que sofrem de TPM (tensão pré-menstrual). Os sintomas variam, mas os mais comuns são dores de cabeça, cólicas na região abdominal, prisão de ventre, retenção de líquidos e variações de humor. Com tudo isso, um treino intenso pode se tornar especialmente mais difícil. Contudo, não desanime! Você não precisa deixar de treinar; muitas vezes, apenas diminuir a intensidade da corrida já é suficiente. Além disso, exercícios leves podem aliviar alguns sintomas, pois liberam endorfina! 😉

Se sua TPM é muito intensa, daquela que não te deixa nem sair de casa, converse com seu médico sobre alternativas para aliviar os sintomas ou até mesmo parar de menstruar. O anticoncepcional, por exemplo, pode ser usado para regular a produção hormonal e o ciclo menstrual. Eu, por exemplo, tenho ovários policísticos e o uso da pílula (adequada para essa condição) acabou com minhas cólicas e diminuiu drasticamente meus problemas com acne — ou seja, mudou minha vida! rs

menstruacao2

Durante a menstruação:

“Aqueles dias” podem ser puxados para quem tem uma corrida intensa em mente. Se você sente desconforto, é bom maneirar. Pegue leve nos primeiros dias do ciclo e deixe os treinos mais pesados para o finzinho da menstruação.

Um fluxo menstrual intenso também pode prejudicar seu rendimento, já que a concentração de hemoglobina no sangue pode diminuir, afetando negativamente sua capacidade de transportar o oxigênio para as células. A perda de ferro é outro ponto importante a considerar, pois uma anemia, mesmo que leve, pode deixá-la menos disposta e com sensação de fraqueza. Se você se sente mal ao praticar exercícios durante a menstruação, procure seu médico. Talvez seja o caso de fazer uma suplementação de ferro.

204df023cc20121017102206

Após a menstruação:

Finalmente, os piores dias passaram e agora você pode aproveitar ao máximo seus treinos! O aumento do estrogêneo melhora a disposição e ajuda a dar aquele gás para você correr com mais intensidade ou mesmo aumentar as cargas na musculação.

Se sua menstruação é tranquila e seu fluxo é fraco, é provável que você sinta pouca diferença ao longo do ciclo. De qualquer forma, fique atenta ao seu rendimento em cada uma dessas etapas e converse com seu educador físico para elaborar um plano de exercícios que respeite o ritmo do seu corpo e traga mais bem-estar para o seu dia a dia, de modo que você pode tirar proveito de todos os benefícios da corrida.

Saiba mais sobre menstruação e corrida neste artigo em inglês.

  1. Erica Imanishi Erica Imanishi disse:

    Ju, parabéns pelo post completíssimo!!! 😀
    Sou dessas que soooooofre quando menstruo. Sinto cólicas, fico inchada e bem indisposta. Nessas épocas prefiro caminhar, pra não “quebrar” a rotina de ir correr dia sim, dia não.
    Já participei de duas provas (que caíram justamente naqueles dias) e fui muito mal, além de ter passado maus bocados no final.
    Agora, indico durante a tpm, pra mim melhora drasticamente! hahahahah

    Beijo!

  2. Aline Vieira disse:

    Adorei…

  3. Amei o blog…Compartilhei a matéria no meu blog e e linkei-as. Beijinhos endorfinados

  4. ana maria barbosa disse:

    acredito pois ja passei por isso

  5. é exatamente assim. Amei o blog ! Parabéns

  6. bruna disse:

    adorei,me ajudou bastante

  7. Dani Barbosa disse:

    Bom dia, Mulherada!
    Ju,

    Já desisti de uma prova por conta da menstruação, meu ciclo normalmente não me afeta muito, mais, preciso diminuir a intensidade nos treinos. Justo no dia da prova de 10k, o fluxo resolveu vir com toda força e não aguentei completar a prova, desisti com 5k. Foi frustrante, mas, devemos sempre respeitar o limite do nosso corpo.

    Um grande beijo a todas!

    Parabéns pelo belo Trabalho de vocês.

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Ai, Dani, tem dias que não vai mesmo… Já tive treinos e provas prejudicados por conta de cólica e menstruação. A melhor opção é fazer exatamente o que você fez: saber ouvir e respeitar os limites do nosso corpo. 😉 Beijo!

  8. Bom dia mulherada!

    Ju Vargas parabéns pelo post, super completo e informativo!

    É isso mesmo, temos que conhecer o nosso corpo e respeitar os limites.
    Durante o ciclo menstrual os hormonônios femininos oscilam e por isso ocorre a ovulação, nos deixa fértil para a concepção, mas junto com isso alguns sintomas decorrentes dessa oscilação podem ocorrer como na TPM.

    Alerto as meninas que caso os sintomas da TPM, fluxo menstrual excessivo, dores pélvicas (cólicas) estejam atrapalhando o rendimento de suas atividades diárias, não apenas nas corridas, mas também trabalho, relacionamentos, devem procurar o seu médico!

    A TPM tem manejo, tratamento, fluxo menstrual e dores pélvicas também, por isso procure seu médico e converse sobre o assunto!

    Parabéns Corre Mulherada!

Deixe o seu comentário!