corrida-e-bronquite

Desde minha participação na Rádio CBN falando sobre o nosso blog, muita gente tem me perguntado sobre a minha bronquite. A verdade é que eu tomo um certo cuidado para falar sobre isso porque não sou médica, portanto só posso falar da minha experiência pessoal — e não é porque algo funciona para mim que vai funcionar para todo mundo.

Minha bronquite é algo com que aprendi a conviver desde criança e, apesar de qualquer alergia ser uma chatice, sempre levei uma vida relativamente “normal”. Minhas crises foram tratadas com muita inalação e homeopatia (pois é, eu não usava “bombinha”). Aliás, passei anos sem ter uma crise sequer. Mas, ao mudar para São Paulo em janeiro, o ar puro (cof cof) da capital foi um pouco demais para os meus pulmõezinhos e eles reclamaram bastante. Tanto que tive que parar de treinar umas três ou quatro vezes por causa de crises e até pensei em desistir de correr em alguns momentos. Agora já estou um pouco mais “climatizada” e bem melhor, obrigada. 🙂

Quem tem bronquite pode fazer exercício físico? Olha, apesar de eu nunca ter sido uma atleta com desempenho exemplar, sempre fiz atividade física sem grandes problemas. Na adolescência, nadava todos os dias e também fiz um ano e meio de boxe. Correr exigiu mais, confesso — é bem desafiador, aliás. Mas, aos poucos, estou melhorando meu desempenho nas provas e andando cada vez menos. A verdade é que a corrida está me ajudando com a bronquite: não só meu fôlego está maior, como estou dormindo bem melhor.

O mais difícil pra mim é que, quando aumento muito a intensidade do treino, eu tenho broncoespasmos. Ou seja, eu fico sem fôlego e meu peito começa a chiar. Aí eu preciso andar até estabilizar para então voltar a correr. O treino agora tem sido para correr mais devagar, porém por mais tempo, de modo que eu não ande no percurso (por isso, troquei a rua pela esteira, para ter mais controle da velocidade).

Cada meio quilômetro a mais eu comemoro com muita felicidade, apesar de meus tempos serem gigantes se comparados aos de outras pessoas. Inclusive, se você tem bronquite e quer correr, minha dica número 1 é: não fique se comparando com os outros! Coloque seu foco em melhorar o SEU desempenho, comparado com o de treinos/corridas anteriores. O importante é terminar a prova bem, feliz, não importa quanto tempo você vai levar para cruzar a linha de chegada.

De modo geral, alguns conselhos que posso dar são:

  • Evite treinar em dias muito secos, ou quando tiver uma mudança brusca de temperatura.
  • Evite correr em locais onde circulam muitos carros ou que tenham muita poluição.
  • Fique atento à hidratação (além de beber muita água ao longo do dia, eu gosto de pingar soro fisiológico nas narinas).
  • Se você fuma, pare.
  • Cansou? Diminua o ritmo. Ande. Não é vergonha, muita gente alterna caminhada e corrida quando está começando a correr.
  • Se você estiver em crise, não pode treinar; tem que se recuperar primeiro.
  • E o mais importante: pegue leve e vá aumentando a intensidade/duração dos treinos aos poucos, respeitando os limites do seu corpo.

Aproveito para repetir o que sempre falamos aqui no blog: antes de colocar o tênis e sair correndo por aí, consulte um médico. De repente, sua bronquite é mais grave que a minha, eu não tenho como saber. Só um médico pode avaliar seu quadro, e isso é fundamental. Como precaução, você pode ser orientado pelo seu médico a usar um broncodilatador antes do treino, por exemplo. Ou então pode ser interessante começar com caminhada ou natação antes de partir para a corrida. Converse com seu médico, experimente e veja o que funciona melhor para o seu organismo.

Você vai precisar ser mais teimoso que a bronquite se quiser correr, mas compensa. 😉

  1. Chell disse:

    Esses dias corri mais forte e comecei a tossir. Percebi que a bronquite continua aqui rs.

  2. claudio minoru disse:

    Parabéns pelo texto! Tambem tenho bronquite e sei o quanto é dificil o que fazemos. Veja o video motivacional http://www.youtube.com/watch?v=WP8C4RSKrnY Vc iniciou correndo na esteira ou na rua? Feliz 2014 e bons treinos!

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Claudio, eu comecei correndo na rua por uma questão de comodidade mesmo, pois não estava matriculada em nenhuma academia na época. Agora estou correndo na esteira para ter um controle melhor do meu treino, em especial, da velocidade. Também me sinto mais tranquila correndo na academia, pois sei que se passar mal terei pessoas para me acudir rsrsrs… Isso ajuda a controlar a ansiedade também!

  3. CIBELE CRISTINA disse:

    Ju…
    Venho pesquisado tudo sobre, bronquite, corrida, até por motivação e extinção do medo rsrsr… Vou participar da minha primeira corrida e imagina a tensão em não conseguir concluir a prova devido a esses “cansaços” chatos demais.
    Volto aqui pra dizer como foi 🙂
    grande beijo e bora #corremulherada

    • Mari Frioli Mari Frioli disse:

      Vai dar tudo certo! 🙂 Quando achar que não vai concluir, Foca na linha de chegada, imagina você cruzando a linha de chegada, que dá um gás. Comigo funciona o mantra “1, 2, 3, 4” nas passadas e fico repetindo até chegar. 😉

      • cibele cristina disse:

        Mariiii… Ansiedade a mil kkkk… Mais acredito que vai dar tudo certo sim.. Maximoooo é eu chegar e precisar de oxigenio kkkk
        beijosssss brigadaaa
        volto com as novis 🙂

  4. CIBELE CRISTINA disse:

    ahhh pelo amor de deus… não estou sendo pessimista achando que não vou concluir, masssssss gera aquele medinhooo neh rsrsrs

  5. Letícia disse:

    Tenho bronquite e também fiz natação durante anos quando criança…. quando pequena fui muito ativa, mas desde a adolescência estou sedentária e agora resolvi começar a treinar musculação, mas no meu segundo treino senti náuseas e sensação de desmaio, não apaguei mas vi tudo preto.
    antes de entrar na academia fui ao cardiologista e está tudo ótimo comigo.
    AS vezes acho que só eu sinto essas coisas…. rs

  6. Zélia barboza disse:

    Gostaria de saber se posso usar a bombinha antes de fazer camimhada??

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Oi, Zélia! Recomendo que você consulte seu médico sobre isso, ele é a melhor pessoa para orientar nesse caso 😉 Beijo!!

  7. solange disse:

    Ola comecei a caminhar a duas semanas.Mas hoje senti algo diferente aqui aonde moro esta muito frio,caminho em uma pista para caminhada as,5 horas e fico ate as 6 horas ou mais.Caminhei com passos rapidos e come¢ei a sentir meu peito chiando quando puchava a respira¢ao tive algumas vezes bronquite a qual o medico disse que era cronica.Nao estou gripada mas a temperatura aqui caiu bastante o que senti e normal ou pode ser perigoso??

    • Ju Vargas Ju Vargas disse:

      Oi, Solange! Se você sentiu desconforto durante a atividade física, procure um médico para que ele possa fazer uma avaliação mais adequada. Espero que não seja nada grave! Beijo!

Deixe o seu comentário!