Em abril, convidamos duas leitoras superqueridas do blog, a Adriele e a Marilia, para nos representarem em corridas pelo interior de São Paulo. A Dri foi na WSoul Race, primeira prova feminina realizada em Taubaté, e a Marilia participou da Corrida do Oba, em Campinas. Hoje elas contam como foi!

WSoul Race (3 de abril – Taubaté/SP)

Por Adriele Gonçalo

A corrida WSoul agitou o Taubaté Shopping no dia 03 de abril! Com a distância de 6km, foi a primeira corrida só para mulheres da cidade e toda a temática da prova foi ambientada no universo da beleza feminina.

A retirada do Kit foi feita no dia anterior e foi bem tranquila, sem filas e bem organizada. Ao retirar o kit, você recebia um cartão para deixar sua marca do beijo, para confecção de um drop do beijo no dia da prova. O kit luxo ainda vinha com lápis de olho, batom, squeeze, creme para cabelo, creme para as pernas, número de peito, chip, a camiseta (rosa e linda!) e um item que corredor sempre usa e poucas provas incluem no kit: fone de ouvido.

wsoul-taubate-2016-kit

A largada foi no horário previsto, às 8 horas da manhã. A hidratação da prova estava perfeita. Após a prova, a mulherada correu para os painéis para tirar foto com a medalha. Ao todo participaram 500 corredoras de todas as idades – ou seja, o número máximo de inscrições disponibilizadas. Tanto a largada como a chegada da prova aconteceram em uma arena montada no estacionamento do Taubaté Shopping e o circuito abrangeu as ruas ao redor até o cruzamento da Avenida Itália com a Avenida Independência.

wsoul-taubate-2016-largada

Outras atividades também marcaram o dia, como estandes para diversos tipos de massagem e cantinhos de beleza com cabines de maquiagem e penteado. Por fim, a equipe da Academia Cunzolo animou todos os presentes com aulas de aquecimento para a prova e um aulão de zumba no encerramento do evento.

wsoul-taubate-2016-aquecimento wsoul-taubate-2016-massagem

Corrida do Oba (17 de abril – Campinas/SP)

Por Marilia Mitie

Oi, meninas, tudo bom? Estou de novo aqui no blog para contar sobre a minha última corrida! Dessa vez, não foi internacional, foi no interior. Enquanto a Mari e Ju curtiam uma prova na praia, eu participava da etapa Campinas da Corrida do Oba.

oba-campinas-2016-medalha

Para falar a verdade, é a segunda vez que participo dessa prova. No ano passado, quando fui na Corrida do Oba pela primeira vez, estava com dor no joelho e tive que parar diversas vezes durante o percurso. Já este ano consegui terminar a prova e fiquei mega feliz! 🙂

A retirada do kit estava marcada para os dias 14, 15 e 16 de abril e, como uma boa brasileira, deixei para o último dia. 😛 Na retirada, tinha degustação de tapioca, água e queijo com torrada – o que achei ótimo, porque tinha passado a manhã inteira treinando tecido acrobático.

oba-campinas-2016-snacks oba-campinas-2016-frutas
No dia da prova, domingo (17/04), cheguei no Arautos da Paz (local da largada) às 7 horas e foi ótimo! Tinha local para estacionar e ainda deu para encontrar o anônimo – ele (ou ela?!) é um corredor que ninguém sabe quem é, e sempre está nas corridas. Sem contar que na arena e na área vip tinha várias coisas para comer (deu para perceber que eu amo comida!), então quem não tinha tomado café da manhã dava para aproveitar e fazer uma boquinha.

oba-campinas-2016-anonimo

A largada foi dada pontualmente às 8 horas e a vibração do pessoal era demais: todo mundo cantando, se divertindo… A corrida foi bem gostosa! Ao longo do percurso, foram distribuídos quatro pontos de hidratação, o que achei ótimo, tanto que não peguei água no último ponto.

A corrida começa com uma leve subidinha (logo nos primeiros 500 metros) e depois vem a montanha russa, apelido que eu dei carinhosamente, devido ao sobe e desce. Olha a altimetria da prova:

oba-campinas-2016-altimetria

Depois disso, foi só pegar a medalha, fruta (maçã, banana e melão), água e água de coco – e aproveitar da ala VIP!

Na minha opinião, o ponto alto da corrida foi a chegada do grupo Pernas de Aluguel, que nada mais é do que uma ponte entre os corredores e crianças/adultos que possuem necessidades especiais. No dia da corrida, o voluntário corre com o seu parceiro. Achei bem emocionante e, claro, tive que chorar! #manteigaderretida

oba-campinas-2016-pernasdealuguelFoto retirada do facebook “Pernas de Aluguel”

Obrigado meninas pela oportunidade e, caso vocês queiram tirar alguma dúvida, deixem nos comentários!

A Corrida da Leitora é um espaço para compartilhar histórias, conquistas, superações, dicas e muito mais! Quer participar? Preencha o formulário e entraremos em contato.

Deixe o seu comentário!