625x380

 

Panetonne é um cara legal. Não, eu não escrevi errado, Panetonne é o nome do meu cachorro, e seu nome tem dois “Ns” no final, para acompanhar a minha graça. Tal mãe, tal filho. hehe

Esse carinha de 4 patas é um shih tzu de apenas 2 aninhos, ligado no 220v e super companheiro. Embora ele passeie todas as terças, quintas e sextas-feiras antes de irmos trabalhar, o Panne (para o íntimos) rs passa a maior parte do seu tempo sozinho durante a semana. Então, quando chega os finais de semana, tento fazer tudo o que posso com ele. Entre tantas coisas que fazemos juntos, ir ao parque dar aquela corridinha está se tornando um hábito bem frequente. Claro que não sou nenhuma louca que corro com um cachorro do porte do Panetonne 5km, estou bem longe disso rs.  Deixo ele correr somente o primeiro quilometro – por ele, correria pelo menos mais um. Mas cães dessa raça não podem fazer tanto esforço assim. Cachorros com focinhos achatados não aguentam exercícios prolongados, porque precisam fazer muito esforço para respirar durante a atividade física, o que pode fazer com que eles tenham uma parada respiratória. Além disso, acho muita coisa pra um cachorro tão pequenininho. Embora pareça pouco, ele faz dos meus treinos a coisa mais divertida do universo, ainda mais eu, que prefiro treinar na esteira. Quando completamos o primeiro quilometro, deixo-o descansar na companhia do meu marido e continuo o treino.  É quando minha performance vai além, porque deixar o Panetonne com o bofe sozinho no parque é pedir pro boy levar umas cantadas extras. Sim, as marias xavequeiras adoram puxar assunto com os papais de cachorros desacompanhados… “Nossa, ele é seu”?, “Que bonitinho, posso passar a mão” “Aiiiii ele é uma gracinha, né?”… Fico chocada, gente. Tenho ciúme do bofe e do cachorro, então corro feito uma maratonista, pra evitar qualquer assédio, sou dessas, aloka, rs

Brincadeiras à parte, acho que já deu pra sacar que sou apaixona pelo meu cachorro, não só pelo meu, amo um focinho gelado gente =)

Percebi que são muitos os donos que adoram correr com seu amicão, inclusive é frequente a gente ver donos levarem seus cachorros durante as provas de corrida de rua. A última vez que vi foi na Corrida Contra o Preconceito, que ocorreu no Centro de São Paulo em abril. O cão era um labrador super fofo e enorme, mas aconteceu uma coisa chatinha no meio da prova, o cachorro deu aquela paradinha para fazer o número 2, e o dono não tinha saquinho para limpar as necessidades do cachorro. Achei mancada com os participantes da corrida, porque gente, o mínimo do mínimo antes de sair com o seu cachorro é levar um saquinho para recolher a sujeirinha dele – lembrando que quanto maior o cachorro, maior a sujeira e por menor que ela seja, vamos usar o bom senso 😉

Então pra você que está a fim de começar a treinar com o seu cão, ficam algumas dicas para que esse treino seja o mais tranquilo e divertido para vocês dois 😉

01 – Em primeiro lugar o saquinho do cocô do cachorro. Ele é distribuído gratuitamente na maioria dos parques que aceitam cachorros. Às vezes não tem, por isso antes mesmo de sair de casa já providencie. As necessidades do seu cão são de sua responsabilidade. (Sou chata pra isso, gente).

02 – É muito importante que seu cachorro goste de correr, não force seu amiguinho.  Além disso, assim como você ele precisa treinar o condicionamento físico para começar a te acompanhar nos treinos. Inicie com caminhadas diárias, e vá aumentando o ritmo e o tempo gradativamente. Dessa forma, o exercício também se torna prazeroso para ele.

03 – Não esqueça a água gente, pelo amor dos deuses caninos. Água pra você e para seu amigo é fundamental durante os treinos. Por causa dos pelos do seu companheiro, ele tende a se aquecer muito mais rápido. Portando durante todo o percurso ofereça água em pequenas quantidades para ele.

04 – Também não abram mão da coleira, por mais que você confie na “fofurice” do seu cachorro. Durante o percurso, ele pode estranhar outro, ou até mesmo ser incomodado por outro cão e assim o treino de vocês pode acabar em “cãofusão” =/

05 – Teoricamente todo cão pode correr com seu dono, mas algumas raças já nascem mais preparadas para corrida, como o caso dos galgos, whippets, border collies e até mesmo vira-latas. Eles só precisam ter uma herança genética favorável à prática de exercícios. Outros cães com nariz mais achatado, como pug e bulldog, não aguentam exercícios prolongados, o que pode acarretar em parada respiratória. Procure um veterinário, para se informar melhor sobre as necessidades e limitações do seu cachorro.

06 – Procure treinar com seu cachorro quando o sol já estiver posto, ou em dias menos quentes. Cachorros têm muitos pelos e podem sentir muito calor. Dessa forma quanto mais pelos seu cachorro tiver, mais calor ele vai sentir, use sempre o bom senso e não force a barra com seu amicão.

Lembre-se, assim como você o cachorro também pode sofrer lesões musculares e articulares, respeite o ritmo do seu cãozinho e tente não intensificar muito os treinos dele 😉

 

Curiosidades:

Você sabia que existem corridas e cãominhadas para você e seu amigo?

Fui na minha primeira cãominhada com o Panne mês passado na Chácara Klabin, em São Paulo. Ele adorou, e realmente é super divertido. Além da caminhada, na maioria das vezes existem outras atividades para o seu bichinho, como o agilite.

Agora, o que eu to louca pra participar mesmo é de uma corrida como essa daqui, que ocorreu também no mês passado no Chile. Sem dúvida uma corrida canina na companhia de seus donos fará o maior sucesso aqui no Brasil. =)

  1. Mari Frioli Mari Frioli disse:

    Anni, acho que você vai adorar: http://www.fuse.com.br/caorrida/, é no final do mês e a inscrição é bem baratinha! 😀

    Também tenho um shih-tzu, o Link, e com a mesma idade do Panetonne. Mas o Link é bem preguiçoso e curte mais caminhar. 😀

  2. Ana disse:

    Hahaha. JURO que ouvi vc falando essa parte sobre as xavequeiras. hahaha. Muito sua cara! :p

  3. Ju Bauer disse:

    Ri muito da parte do xaveco porque eu sou do tipo que puxa assunto com qquer cachorro sem nenhuma segunda intenção para com o dono hahahaha. Juro!

    Eu curto muito correr com a Paçoca, uma Golden de 2 anos também, mas eu tenho um problema. Correr no calçadão é terrível porque o assédio em cima dela é grande, fica impossível correr num ritmo bom porque toda hora alguém mexe com ela e ela para pra receber o carinho. Já na praia é uma delícia, mas sabemos que é proibido 🙁

    Acabo muitas vezes correndo nas madrugadas no fds porque aí consigo levar ela pra areia sem incomodar ninguém. Sei, to errada, mas gente, antes de pisar na areia levo ela pra fazer as necessidades AND recolho. Uma vez estava passeando com ela e tinha acabado o saquinho do cata caca na primeira paradinha dela. Improvisei com umas folhas de árvore e recolhi. Sou chatíssima com isso também.

    Amo a cia dela e ela também ama correr junto. E quando bate um calorão ela entra no mar, da uma nadadinha e continua a maratona rs. Ela não bebe água fora de casa de jeito nenhum.

    Sonho com o dia que animais serão permitidos na praia (como em muitos lugares dos EUA), mas pra isso acontecer, talvez seja necessário um adestramento dos donos primeiro 🙂

    Amei o post!

    • Anni Varanda Anni Varanda disse:

      Paçoca, adorei esse nome =)

      Onde você mora Ju? Que tudo correr na praia S2 com um Golden gente =O… Tudo! Acho um absurdo cachorro ser proíbido na praia, hoje os donos de cachorros estão muito mais conciêntes, assim como a gente. O foda é que infelizmente por causa da minoria ainda temos esse tipo “lei” =/

      Gente, sonho um cachorro que entre no mar, sério… Simplesmente apaixona pela paçoca e nem a conheço, só queria frisar isso hehe

      Super beijo Ju

      • Ju Bauer disse:

        Anni, moro em Santos, mas sou de Santo André (inclusive era vizinha da Carô lá na vila…rs).

        Paçoquinha é minha companheirona. Ela trabalha comigo, vai almoçar em casa comigo, corre comigo, dorme comigo (pro desespero do meu marido…rs). Onde eu posso eu levo ela (e onde não posso, tento levar também, como na praia…rs).

        No começo ela tinha muito medo do mar, qdo vinha a onda ela saia correndo, aí passamos a ir toda madrugada de sexta pra sábado e entrarmos na água. E na primeira vez que ela nadou, eu como uma mãe trouxa e babona, chorei de emoção…hahaha

        Achei um vídeo dela da primeira vez que eu a levei na areia: http://www.youtube.com/watch?v=CEzkHS96BXU

        Quando vier a Santos me avise pra gente apresentar nossos peludos <3

        Beijocas!!!

  4. Juliana Sena Juliana Sena disse:

    Podemos marcar de correr juntas! Levo a minha york de vez em quando para praticar comigo…
    Beijo.

  5. Mari Galan disse:

    Ahhh eu também estive com minha Shitzu Lola na Cãominhada do Klabin, foi bem legal mesmo!! Bjos

    • Anni Varanda Anni Varanda disse:

      Oi Mari,

      Que legal! Então com certeza o Panetonne conhece a Lola, porque ele cheirou todos os cachorros possíveis nessa cãominhada hehehe… Não vejo a hora de ir em uma próxima, achei muito divertido 😉

      Beijo!

  6. Luciana disse:

    Adorei o post! Eu falo com qq cachorro no caminho, sem paquerar o dono! È sério! Lino me acompanha tb, um shih tzu tb de 2 anos e meio. Ele aguenta 1km, alternando corrida e caminhada. Se for só caminhando, vai mais. Eu respeito o ritmo dele pq o meu é menor rsrsrs. Um abraço!

  7. Anni Varanda Anni Varanda disse:

    Oi Luciana,

    Obrigada hehe… Eu sei, eu tava fazendo graça eu não posso generalizar ahaha .. mas que tem umas xavequeiras tem =P

    Que fofo, o Lino tbm corre, adorei a parte do “Eu respeito o ritmo dele pq o meu é menor”AHAHAHAHA

    Beijo!

  8. Suelen disse:

    E quando a gente em 3 cachorros, como faz?

Deixe o seu comentário!