Quebrar um recorde pessoal já é difícil… Agora pense quebrar um recorde mundial!

Nesta segunda, 12 de dezembro, a Nike apresentou seu novo projeto que pretende mexer com o mundo da corrida, o Breaking2. E o desafio lançado é bastante audacioso: atingir uma marca inferior a duas horas em uma maratona.

Pode parecer simples, mas não é pouca coisa, não… O atual recorde mundial masculino é de 2:02:57, marca alcançada pelo queniano Dennis Kimetto na Maratona de Berlim em 2014. Ou seja, a proposta da Nike é que os atletas reduzam em 3% esse tempo, o que significa correr 7 segundos mais rápido cada um dos 42 quilômetros da prova. :O Tanto que já estamos quase em 2017 e nada de alguém baixar o tempo do Kimetto, né?

Só para referência, o recorde mundial feminino é de 2:15:25, atingido pela Paula Radcliffe em 2003 (sim, há 13 anos!!) na Maratona de Londres.

Aí você pode estar pensando (como a gente aqui): Tá bom, mas como a Nike vai conseguir isso?

Lelisa Desisa (Etiópia), Eliud Kipchoge (Quênia) e Zersenay Tadese (Eritreia) são as apostas da Nike para cumprir esse desafio!

Lelisa Desisa (Etiópia), Eliud Kipchoge (Quênia) e Zersenay Tadese (Eritreia) são as apostas da Nike para cumprir esse desafio!

O primeiro passo foi identificar atletas à altura desse desafio, não só em termos de preparação física, mas corajosos o suficiente para encarar uma proposta tão ousada. E os eleitos foram o etíope Lelisa Desisa (que estreou na maratona em 2013, em Dubai, com uma marca de 2:04:45 – um dos melhores tempos para novatos nessa distância), o queniano Eliud Kipchoge (que bateu o recorde da Maratona de Londres este ano, completando a prova em 02:03:05, e levou o ouro nos Jogos Olímpicos do Rio) e Zersenay Tadese, da Eritreia (o atual recordista mundial da meia maratona, com uma marca de impressionantes 58:23).

Mas um projeto como este não poderia ficar centrado apenas nos atletas, certo? O Breaking2 inclui também um time de especialistas de diversas áreas da ciência e do esporte, responsáveis por pensar em todos os aspectos relacionados à corrida, como biomecânica, treinamento, design, engenharia, desenvolvimento de materiais, nutrição, psicologia e fisiologia. Vai desde criar o tecido ideal para a camiseta dos atletas até identificar as condições metereológicas perfeitas para a quebra de recordes. Ambicioso, não é mesmo?

A data e o local da tentativa de correr a maratona em menos de duas horas serão revelados apenas no ano que vem. Além da curiosidade que temos em saber se o trio conseguirá atingir essa marca em 2017, e a inspiração que encontramos neles para quebrar os nossos próprios recordes, por mais modestos que eles sejam, sempre gera uma expectativa quando vemos uma marca global como a Nike investindo com tanta força na corrida de rua. Afinal, mesmo que o feito não seja alcançado, esse mundaréu de estudos deve abrir espaço para o desenvolvimento de tecnologias e serviços inovadores que beneficiarão não só os atletas de elite, mas nós aqui na outra ponta também, os amadores. 😉

Como disse Bill Bowerman, treinador de atletismo e cofundador da Nike: “o verdadeiro objetivo da corrida não é vencer a prova, e sim testar os limites do coração humano”.

E aí, você acha que eles vão conseguir quebrar esse recorde no ano que vem?

Olá mulherada!

Tempos atrás me peguei pensando sobre o assunto “neura”. Afinal, tenho certeza que você já chamou alguém de neurótica, achou que alguém era cheia das neuras, ou queria fazer algo sem neuras, rs.

No dicionário mesmo o significado de neurótico nada tem a ver com o que a maioria das pessoas usa por aí… Neura, ser neurótica é ser um ser com uma reação excessiva da mente e do sistema nervoso aos distúrbios físicos ou a experiências desagradáveis. E as pessoas que tem essa doença, a neurose, se tornam pouco compreensivas e intolerantes.

Mas a gente usa mesmo essa tal de neura quando a pessoa se preocupa demais com algo, tá bitolada com um assunto, certo? “Você tá neurótica com a dieta!”, “Você tá neurótica com a corrida!” No fundo tudo isso quer dizer que a pessoa tá focada demais na coisa.

Mas será que sempre que a pessoa está focada em algo, ela é neurótica?

Quantas pessoas você segue no instagram ou acompanha na vida real que são exemplo de atletas amadores, ou gente como a gente, que se superou e conseguiu alcançar um grande feito? Seja ele ter emagrecido muitos quilos, ter completado uma prova ou qualquer outra grande conquista na vida? Muitas, né não? E todas elas estão focadas em algo, mas acredito que dá pra contar no dedo quantas são neuróticas, a maioria dessas pessoas não são neuróticas, são determinadas e disciplinadas. São exemplos de força de vontade e de dedicação!

Pois é, nem sempre é neura, pode muito bem ser disciplina, dedicação, força de vontade e determinação! Mas como tudo na vida, às vezes é mais fácil enxergar pelo pior lado. 🙁

Quando nos empenhamos em algo é fácil vir alguém e apontar o dedo, principalmente se a pessoa não entende o seu objetivo e quais propósitos te movem em direção a ele. Mas é legal saber que você não é a única pessoa determinada no mundo, a única pessoa que foca no seu objetivo e corre atrás para alcançá-lo. E sabe porque fazemos isso? Porque na maioria das vezes só depende da gente!

160823-forca-de-vontade

Albert Enstein já manjava dos paranauê.

Ser determinada, disciplinada e dedicada não é fácil. Abdicamos de coisas, dedicamos nosso tempo e nossa vontade. Mas quando temos bem claro o nosso objetivo, seja ele qual for, nós nos empenhamos em conquistá-lo e fazemos isso com prazer (podemos até sofrer no desenrolar, mas sabemos que tudo valerá a pena, se não for o resultado, será o caminho para chegar nele).

O problema é que se a pessoa não vivencia o mesmo, ela não entende. É só pensar naquela pessoa que está no sofá e acha um absurdo você sair pra correr, acha você doida por correr por aí, correr 10 km (ou muito mais que isso), querer bater um tempo numa prova… Eu mesma já falei pro meu marido que ele era louco por chegar cansado do trabalho e ir correr, depois de uns anos eu comecei a correr e vi a besteira que eu falava. hehehe.

160823-obcecado-determinadas

Vamos valorizar as pessoas determinadas, dedicadas… que amam o esporte, que buscam a saúde, o bem estar, buscam sempre melhorar! Isso não é algo fácil, porém elas são persistentes e seguem treinando, se dedicando. 😉

Se você não se dedica à algo, tudo demora mais, às vezes aquele sonho fica só nos sonhos mesmo. Por isso, é tão importante se dedicar e colocar sua alma em tudo que você faz. 😉 Os resultados valerão o esforço, a jornada vale o esforço.

160823-disciplina1

Bons treinos! Com foco, força e dedicação.