Quando comecei a correr eu não tinha regularidade, corria nos finais de semanas com as meninas, ou quando tinha provas. Hoje, tento correr no mínimo 4 vezes por semana, 3 delas são em uma praça perto de onde eu moro e aos finais de semana no Parque Villa Lobos. É engraçado perceber o quanto os lugares são diferentes, uns cansam menos e outros mais. É uma adaptação constante.

Reuni 7 parques/lugares para correr em São Paulo, com uma breve descrição sobre eles.

Alguns quero conhecer e outros estou lá sempre!

corrida-750x380

1) CERET – Parque Esportivo do Trabalhador

O Parque Esportivo do Trabalador (Antigo CERET) fica na Zona Leste de São Paulo, o espaço conta com 286mil m², tem campos de futebol, quadras de vôlei e basquete, pista de corrida, caminhada e atletismo, entre outros.

Endereço: R. Canuto de Abreu, S/N – Vila Formosa
Horário: Seg. à Sex. das 6h às 22h / Sab. e Dom das 6h às 18h,

2) Cidade Universitária – USP

A Cidade Universitária mistura o ambiente de corrida de rua com o contato com a natureza, além de ser um local propício para treinos longos.

Endereço: Rua Alvarenga, altura do número 1700
Horário: Seg. à Sex o acesso é liberado das 5h às 20h. Sábado, acesso liberado das 5h às 14h. Após esses horários o acesso é controlado. De domingo o acesso é controlado o dia todo.

3) Parque da Aclimação

Tem uma área de 112 mil m², tem pista de cooper de 1,5 km, campo de futebol, aparelhos de ginástica.

Endereço: R. Muniz de Sousa, 1119 – Aclimação
Horário: Diariamente das 6h às 22h

4) Parque do Carmo

Com uma área de 1,5 milhão m², tem o Museu do Meio Ambiente,  lagos, estacionamento, anfiteatro natural, aparelhos de ginástica, campos de futebol, ciclovia, pista de Cooper, playgrounds, quiosques, churrasqueiras, gramado para piquenique, sanitários, redários.

Endereço: Av. Afonso Sampaio Souza, 951 – Itaquera
Horário: diariamente das 5h30h às 18h | 5h30 às 19h (horário de verão)

5) Parque Ecológico do Tietê

Situado na Zona Leste da cidade, possui áreas de lazer, esportiva, cultural, ecológica e ambiental. E a curiosidade, trabalhei por quase 4 anos lá e não corria na época! Se fosse hoje iria correr todo dia antes do trabalho!!! 🙂

Endereço: Rua Guirá Acangatara, 70 – Engenheiro Goulart
Horário: Diariamente das 8h às 17h

6) Parque do Ibirapuera

Um dos mais queridos e conhecidos da cidade São Paulo, tem uma área de mais de 1,5 milhão de metros quadrados. Possui ciclovia e  quadras iluminadas, além de pistas de cooper, passeios e descanso, integradas à área cultural.

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral
Horário: Área Interna – 2ª feira a 6ª feira das 10h às 20h. Sábados, domingos e feriados das 8h às 18h / Área Externa – Sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

7) Parque Villa Lobos

O Parque Villa Lobos é o nosso queridinho, geralmente nos encontramos lá quando vamos correr juntas. Tem 750 mil metros quadrados  de área verde, com ciclovia, quadras, campos de futebol, playground, concha acústica para shows. Ainda inclui aparelhos para ginástica e pista de cooper.

* logo teremos uma avaliação sobre ele *

Endereço: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 1655
Horário: Diariamente das 5h30 às 19h

Este post foi uma visão geral de alguns parques de São Paulo, ao poucos vamos postando as nossas avaliações dos parques, com seus pontos positivos e negativos. 🙂

E você aonde corre? Na esteira? Em algum parque? Na rua?

Lembre-se: o importante é se mexer!

Quem corre, sabe como os pés e as articulações são importantes… É uma pisada errada e o resultado pode ser um treino prejudicado ou até meses sem correr. Acho que os pés são tão importantes que até me lembrei do ratinho do “rá-tim-bum” (“meu pé, meu querido pé que me aguenta o dia inteiro!) ensinando a criançada a tomar banho! 😉

Brincadeiras à parte, quero deixar algumas dicas para te ajudar com seus pézinhos. Seja para aliviar as dores após a corrida ou até prevenir lesões, já que ninguém aqui gosta de ficar de molho sem treinar…

post-dica_saude_28abr

Faça uma auto-massagem: Uma massagem nos pés pode ser altamente revigorante. E como nem sempre temos uma alma caridosa para nos fazer uma massagem assim, com uma bolinha de tênis podemos fazer uma auto-massagem! De pé ou sentado, coloque a bolinha sob o arco do seu pé e procure fazer movimentos com a bolinha de tênis por todo o arco. Você pode mudar a direção e a intensidade do movimento!

Cuide das suas unhas: Essa dica parece bobagem já que os nossos pés estão cobertos a maior parte do tempo, você pode deixar de prestar atenção nas suas unhas. Você sabia que ficar com unhas compridas pode resultar em cortes nos dedos? Sim, o contato entre as unhas, a meia e o tênis pode resultar em pequenos cortes e bolhas desnecessárias… Lembrem-se que as unhas com os cantos arredondados podem resultar em unhas encravadas.

Cuide da sua pele: A pele em nossos pés tende a ser grossa, áspera e seca. Para os corredores, isso pode causar fissuras e rachaduras no calcanhar. Para evitar esse tipo de problema, a ideia é usar esfoliantes e hidratar os pés com frequência.

Alongue-se: O alongamento após a corrida é fundamental e dispensa apresentações… 😛

Alivie a inflamação: Muitos corredores ficam os pés inchados após a corrida e para aliviar a inflação e o inchaço você pode colocar uma bolsa gelada. Encha uma garrafa de água até a metade com cubos de gelo e preencha o restante com água fria. Coloque a garrafa em uma toalha e coloque o arco de seu pé descalço no meio da garrafa. Balance o pé para a frente e para trás e pronto. É alívio certo!