Olá mulherada!

Neste final de semana rolou a NikeWomen Victory Tour Rio, um dos eventos mais esperados do ano por nós corredoras. O NikeWomenVictory Tour acontece em 20 cidades do mundo e pela primeira vez tivemos uma etapa no Brasil, a prova é famosa por encher a mulherada de mimos e não decepcionou na sua etapa no Rio de Janeiro.

Nós estivemos lá a convite da Nike e contamos tudo agora para vocês! 

nikewomen-victory-tour-rio-final

Sábado – Retirada de Kits

No sábado, dia 9, durante a retirada dos kits para a meia-maratona ou para o NTC (treino coletivo) a mulherada já pode ver um pouco do que rolaria no dia seguinte. Diversos estandes foram montados no Sambódromo e quem chegava já notava a organização nota 10. Tudo muito bem sinalizado, numa harmonia incrível. As 2 mil mulheres inscritas puderam acompanhar palestras com Fernanda Keller, triatleta e madrinha da meia-maratona, Izabel Goulart, modelo e madrinha do NTC e Vanderlei Cordeiro de Lima, maratonista olímpico.

Além das palestras, todos podiam conferir os últimos lançamentos da marca e ver de perto os uniformes do Brasil nas Olimpíadas. Tivemos um bate-papo com Ken Black, VP de design da marca, e ele nos contou um pouco das tecnologias dos uniformes. Pudemos admirar a beleza das peças e conhecer as tecnologias que prometem deixar nossos atletas mais rápidos. Cada atleta brasileiro irá receber um kit com cerca de 40 itens, entre uniforme de competição, treinamento, viagem, Vila Olímpica e pódio, que só será utilizado em caso de conquista de medalha (já estamos na torcida para que eles usem muito, rs).

uniformes-olimpiadas-brasil

Uniformes dos atletas brasileiros nas Olimpíadas do Rio.

Também havia serviços para deixar a mulherada e os tênis mais bonitos pro domingo. Para os tênis havia o serviço de limpeza e também a troca de cardaço e colocação de medalhinha. E para a mulherada cabeleireiros e manicures. A mulherada adorou, inclusive a gente! Não perdemos a oportunidade de deixar nossos tênis prontos para paquitar. 😉 Tudo foi oferecido gratuitamente, como a inscrição.

nikewomen-victory-tour-rio-cenarios

Alguns dos painéis disponíveis. 😉

Outra coisa que curtimos muito foi a quantidade de lugares legais para tirar foto. Nós mulheres adoramos tirar foto e havia tantos lugares bacanas, que a mulherada não largava o celular. Tinha painel com o nome das inscritas, painel interativo, e estruturas lindas (adoramos a palavra Rio e a asa).

O kit da meia-maratona era composto por camiseta branca (obrigatória), squeeze, viseira branca, mochilinha, número de peito e chip. O kit do NTC era composto por uma regata azul (obrigatória), squeeze, faixa de cabelo e mochilinha.

nikewomenvictorytour-kits

Os kits lindos. <3

Domingo – O Grande Dia

Como já era esperado o domingão começou logo cedo com a temperatura na casa do 30 graus. A chegada ao Sambódromo foi bem tranquila, todos passavam por uma entrada em comum, e cada uma das 2 mil participantes podiam levar um acompanhante.

A arena além de tudo que era oferecido no sábado, no domingo também tinha massagem e crioterapia para o pós-prova (Nike pensou em tudo!). O guarda-volumes estava bem tranquilo, e apesar de não haver muitos banheiros, não havia grandes filas neles também. Enquanto esperávamos a hora da corrida e do treino, havia os serviços pra entreter, e uma novidade que não tinha no domingo: tatuagens temporárias (e com o calor e o bronzeado, talvez durem mais do que deveriam, rs)! Elas fizeram o maior sucesso, e claro, a gente também colocou! 😀 #ArrozDeFesta

NWVT largada geral

A meia-maratona teve início às 8h14 com uma largada muito animada. Fernanda Keller e Seu Jorge animaram a mulherada num alongamento, e depois ela e o Vanderlei Cordeiro de Lima puxaram a largada junto com os pacers da Nike Rio e SP.

O clima da prova era de confraternização, mulherada se ajudando, rindo, se divertindo pra valer. Apesar do calor intenso, os termômetros de rua mostravam de 35º a 37º durante a corrida, a hidratação estava perfeita. A cada 3km havia água à vontade, e isso aplacou um pouco do calor. Eu utilizei a estratégia de pegar um copo para beber e um copo para jogar no corpo. Ajudou muito. Também teve dois pontos com isotônico e um ponto com esponjas.

O percurso foi o mesmo que será utilizado durante a maratona nas Olimpíadas, ele passa por diversos pontos do centro e muitos pontos turísticos (Aterro do Flamengo, Museu do Amanhã, Igreja da Candelária e vários outros), e é um percurso bem plano, com poucas subidas. Eu curti muito. 🙂

nikewomen-victory-tour-rio-corrida

Ju Falchetto e eu correndo na meia-maratona, sintonia total! 🙂

Essa prova era apenas para me divertir e ver como o corpo reagia depois da dengue (fui picada e fiquei duas semanas de molho), a Ju Falchetto do blog Run Ju Run também tinha que treinar e fomos juntas. Fomos papeando, nos divertindo e ajudando quem passava por nosso caminho. Eu adoro correr acompanhada, e a Ju é daquelas pessoas que eu acompanho há tanto tempo que já parecia que éramos amigas de infância, somos muito parecidas, soma tudo isso com uma vibe das boas e o resultado não podia ser outro: nem senti os 21 km passar de tão legal que foi. Obrigada Ju pela companhia no calorão do Rio. 🙂

Outras pessoas que tornaram a corrida sensacional, e não só a minha, mas de todas as mulheres que estavam na meia-maratona, foi a presença dos pacers. Os pacers animavam a todas o tempo todo! Era impossível não se animar com eles. E ainda deram um suporte para quem precisava e a todo tempo perguntavam se estávamos bem. Eles com toda certeza foram a cereja do bolo da meia-maratona. <3 Muitos inclusive corriam ao nosso lado nos últimos metros dando aquele incentivo, e muitas sortudas cruzaram a linha da chegada com a musa-madrinha Fernanda Keller.

Muitas mulheres estavam fazendo sua primeira meia-maratona e posso dizer que começar na NikeWomen Victory Tour foi começar com o pé direito, prova sensacional, perfeita para ser inesquecível. 😀

nikewomen-victory-tour-rio-palco

Enquanto ainda muitas mulheres estavam correndo, às 9h44, iniciava o NTC. O treino foi dividido em três partes e a Ju Vargas participou representando o CM. Primeiro, as master trainers da Nike no Brasil, Fernanda Queiroz e Manuella Rangel, fizeram uma sessão de exercícios como as do aplicativo, acompanhadas pelas atletas Letícia Bufoni (skate), Clarissa dos Santos (basquete) e a top Izabel Goulart. Após um intervalo para tomar água (e correr para a sombra, rs), foi a vez da francesa Maryam Kaba comandar uma aula animadíssima de Afrovibe, que botou todo mundo para dançar. Até a atriz Sheron Menezes, mestre de cerimônias do NTC, não resistiu e fez a aula no palco. A Ju adorou, olha a carinha dela se divertindo!

nikewomen-victory-tour-rio-ntc

Ju Vargas se divertiu muito! 🙂

Após a aula de dança, algumas corredoras já chegavam na arena e puderam acompanhar o alongamento que encerrou o NTC, mais uma vez com as queridas Fê Queiroz e Manu Rangel como instrutoras.

Tanto a mulherada que fez o NTC, quanto a mulherada que correu a meia-maratona foi presenteada ao fim com um colar.

nikewomen-victory-tour-rio-medalha-colar

Medalha linda.

Depois de tudo isso ainda teve a bateria da escola de samba Mangueira, um show com o Seu Jorge e Pretinho da Serrinha. Para quem queria curtir um pouquinho mais a arena do evento, ainda teve DJ pra animar a galera.

Obrigada Nike pelo convite e pelo evento sensacional! <3 Esperamos que ano que vem tenha mais, muito mais! 😀

A Mariane Delgado tem 22 anos e mora em São Paulo, SP. Ela começou a correr há pouco tempo e, no último domingo, participou da sua segunda prova de rua, no Circuito Athenas – e ainda fez sua estreia em uma nova distância. 😀

Hoje a Mari conta para gente como foi correr os 6k pela primeira vez! 🙂

***

Oi, mulherada!

No último domingo, dia 03/04, participei do Circuito Athenas em São Paulo, uma corrida dividida em três etapas. Em cada uma delas, as distâncias aumentam, o que torna o prova ideal para quem quer medir a evolução dos treinos. Essa foi a primeira fase, com as distâncias de 6k e 12k. A próxima será a de 8k e 16k e a última é a meia maratona, mas também conta com as distâncias de 5k e 10k.

Apesar de ter escolhido o menor percurso, esta foi a distância mais longa que fiz, pois sempre treino até 5k e parece que, quando atinjo essa distância, meu corpo ativa um botãozinho e as pernas param de correr automaticamente, rs. Fui com Joe, meu namorado (que é quem tem me incentivado e ajudado nesse meu novo hobby) e ele insistia em dizer que eu não ia nem sentir o quilômetro a mais, mas, mesmo assim, estava um pouco apreensiva.

Mariane e o namorado, Joe

Mariane com seu namorado e maior incentivador, o Joe

A retirada do kit foi na Centauro do Shopping Bourbon e estava bem organizada, com filas rápidas. A largada foi em pelotões designados de acordo com o pace de cada atleta, o que facilitou muito na organização. Pude começar tranquila, sem me preocupar se meu ritmo mais lento estava atrapalhando os outros que gostariam de atingir seus tempos.

O percurso era na Marginal Pinheiros, ou seja, completamente plano. Achei que os pontos de hidratação estavam bem localizados; pelo menos pra mim, chegaram na hora certa!

Athenas4

Lembram que falei sobre o medo do último quilômetro? Pois bem, quando atingimos o 5k, falei que a partir dali tentaria correr até o fim, e que se não desse, alternaria em uma caminhada (mas eu precisava tentar, queria me superar!), e fui… Com o Joe ao meu lado, me acompanhando (ele ainda tem essa paciência rs). Nos 500 metros finais, o corpo quis parar, mas faltava muito pouco para o fim. Me ajeitei e segui firme até a linha de chegada, que foi pura emoção!

Ali na linha de chegada todos os paramédicos estavam preparados para caso de alguém chegar passando mal. Uma delas foi super atenciosa quando me viu chorando e quis me ajudar. Expliquei que era só emoção e um pouquinho de falta de ar, rs. Fui orgulhosa pegar minha medalha!

A medalha para quem completou os 6k

A medalha para quem completou os 6k

A festa na arena estava uma delícia e muito bem organizada. Logo na entrada recebíamos picolés da Fruttare, que foram ótimos visto o calor que estava, e Gatorades para hidratar. A Skol estava distribuindo latinhas de cerveja, a Tirolez com degustação de queijos e a Lindoya hidratando a pele de todo mundo com águas termais. Além disso, havia um espaço da Bio Ritmo com alongamento e as massagens, que não tinha uma fila quilométrica e todos estavam sendo atendidos rapidamente. A estação de trem era bem próxima da arena, o que facilitou muito na hora de ir embora.

O evento foi ótimo, muito bem organizado, eu adorei!

Você também participou dessa prova? Não deixe de contar suas impressões nos comentários!

A Corrida da Leitora é um espaço para compartilhar histórias, conquistas, superações, dicas e muito mais! Quer participar? Preencha o formulário e entraremos em contato.