Amo experimentar produtos que prometem ajudar a emagrecer (sejam eles naturais ou não), desde que caibam no meu bolso.

Comecei a tomar o chá de hibisco diariamente há uns 3 anos. Fiz uma pausa durante a minha gravidez, sei que alguns chás são prejudiciais nessa fase e como cada médico acha uma coisa, eu optei por abandonar o chá temporariamente. Voltei a tomá-lo há uns 2 meses, quando criei forças para voltar à minha rotina de antes da gravidez.

O que mais me chamou a atenção no Chá de Hibisco foi o fato de combater a retenção de líquido. Não sou daquelas pessoas que quando faz uma atividade física sua bicas, manja? Isso parece ser bom, mas na verdade não é. Se eu não suo isso significa que estou retendo líquido já que água eu tomo aos montes.

Já que eu morro de preguiça de ficar fazendo chá, eu deixou um monte dele pronto na geladeira (de preferência para a semana toda) e tomo umas 4 ou 5 xícaras ao longo do dia. Apesar do gosto bem azedo tomo sem açúcar. Coloco 2 colheres de sopa de hibisco desidratado para cada litro de água e fervo o hibisco com a água e depois de ferver deixo descansar um pouco antes de coar.

DSC07187

O principal benefício é que as dores que costumo sentir nas pernas à noite vão embora quando tomo o chá com frequência.

Dá para comprar em casas de produtos naturais. O meu vem direto da zona cerealista de São Paulo, onde o preço é mais barato e consigo comprar por quilo.

 

horario_treino

Deus ajuda quem cedo madruga…

Juro! Toda vez que escuto essa frase tenho vontade de retrucar à altura e dizer para o infeliz que escutou isso da avó que se isso fosse verdade padeiro nunca queimava o pão hehe. Bem, brincadeiras à parte, já deu pra notar que umas das coisas que mais detesto nessa vida é acordar cedo. Mas conheço várias pessoas que amam madrugar acordar cedo e afirmam que começam o dia com muito mais disposição. Inclusive, de toda a mulherada aqui do blog acho que sou a que nunca levando cedo pra treinar hehe

Acontece que não adianta, organismo é organismo e cada caso é um caso. Já tentei de tudo pra conseguir acordar cedo para fazer atividades físicas e é mais do que preguiça, infelizmente não dá… Não para mim! E de verdade, gostaria muito de conseguir acordar cedo, pois há várias vantagens pra quem tem esse hábito que vão além de ver o lindo amanhecer do dia entre os arranha-céus da cidade.

Quem treina pela manhã tem o benefício de acelerar o organismo no decorrer do dia, pois a recuperação do corpo é melhor. Afinal, as refeições que farão a reposição das energias estão marcadas para acontecer ao longo do dia, após as atividades físicas. Só é preciso ficar atento com a alimentação antes dos treinos matinais para não comer de forma incorreta e passar mal durante o treino. Durante os treinos o consumo de glicose no nosso corpo é maior, e se a pessoa estiver mal alimentada além de não ter um rendimento muito bom, pode ocorrer hipoglicemia. Portanto, tome aquele café da manhã equilibrado com pelo menos uma hora de antecedência aos treinos, e não se esqueça de que o corpo precisa de tempo para digerir os alimentos. Nos treinos matinais combine carboidratos, proteínas, fibras e gordura.

 Já quem treina à tarde tem a vantagem de fazer seu treino com mais força. Isso porque diversos fatores metabólicos colaboram para o aumento da potência corporal durante esse período. Porém, essa maior energia acaba sendo mais bem aproveitada para exercícios anaeróbicos, como musculação, e não para corrida. A não ser que você esteja treinando tiros curtos, que exigem explosão muscular.

Agora, se você é como eu, que adoro fazer exercícios durante a noite, precisa conhecer a capacidade do seu corpo de “desacelerar”, pois enquanto algumas pessoas conseguem treinar, tomar um banho e já dormir, outras correm o risco de ainda ficarem acordadas durante um bom tempo, devido à liberação de grande quantidade de endorfina que a atividade física proporciona. Uma super dica é depois do treino sempre fazer um bom alongamento e respirar de forma profunda e lenta. Essas medidas servem como um recadinho para o seu corpo: “Ei, tire o pé do acelerador”!

Outro porém dos treinos noturnos diz respeito à alimentação. À noite, é preciso equilibrar bem a quantidade e qualidade dos alimentos ingeridos, pois caso contrário o corpo pode gerar durante o sono um estoque de energia na forma de gordura, o que vai contra os objetivos de quem está treinando para perder peso ou manter a forma. Ou seja, não coma mais do que seu treino exige e não durma de barriga cheia =P.

Mas se a sua vida é, digamos, muito corrida rs, e você não tem um horário fixo para treinar, não se preocupe. A variação do horário dos treinos não prejudica o rendimento, desde que você respeite as suas características em cada horário.

E você, como costuma fazer? Conta pra gente como são os seus horários de treinos! =)