625x380

Todas nós sabemos o quanto a alimentação é importante para qualquer atividade física, e na corrida não seria diferente. Então hoje vai uma dica super bacana do que comer antes, durante e depois de um treino.

A primeira regra é: nunca treine de estômago vazio de maneira alguma, afinal saco vazio não para em pé. É importantíssimo comer adequadamente antes de qualquer exercício físico, porque o corpo bem alimentado corresponde melhor às atividades.  Correr em jejum pode fazer com o que o atleta perca massa magra e, na pior das hipóteses, sinta fraqueza devido à hipoglicemia (queda do açúcar no sangue).

Antes do treino procure ingerir carboidratos, de preferência integrais. O carboidrato é a primeira fonte de energia que o corpo vai utilizar durante a corrida. Ele pode ser encontrado em diversos tipos de alimentos, entre eles estão: pães integrais ou não, aveia, massas em geral, granola, e nos vegetais, legumes e frutas, como espinafre, repolho, cenoura, quiabo, laranja, maça, uva, morango, etc. No mínimo uma hora antes da corrida o atleta deve ingerir entre 200 e 300 gramas desses alimentos.

Evite comer alimentos pesados, ricos em açúcar e gorduras. A gordura é sem dúvida outra ótima fonte de energia para o corpo, pois quando acaba todo o nosso estoque de carboidrato o corpo começa a utilizar a nossa gordura como fonte de energia, mas esse processo não ocorre de forma tão rápida e simples como parece, e por isso muitas pessoas defendem que exercícios de baixa intensidade e de longa duração são os mais indicados para perder peso.

Antes dos meus treinos noturnos tenho por hábito fazer uma alimentação leve. Costumo tomar um copo de suco natural e comer um sanduiche de pão integral com um a fatia de peito de peru, pedacinhos de queijo branco e uma rodelinha de tomate.  Quando estou com pouco tempo e quero algo mais prático eu tomo um iogurte grego com alguma fruta e granola.

Procuro me hidratar antes dos treinos também. Cerca de 30 minutos antes de subir na esteira gosto de tomar entre 200 ml/300 ml de água. Não tomo muito mais que isso, senão sinto desconforto durante o treino. Já durante o meu treino – que dura cerca de 40 minutos de corrida – costumo tomar pequenos goles de água a cada 2 km, mas isso vai da necessidade do atleta. Geralmente o ideal é se hidratar a cada 20 minutos de corrida.

Sou dessas pessoas que adoram um energético, mas esse tipo de bebida deve ser evitada tanto antes como durante os treinos, pois elas possuem muita cafeína, que é super diurética, e isso faz com que nosso corpo elimine líquidos importantíssimos. Portando gente, foquem na água ou nos isotônicos!

Após o treino continue a se hidratar durante uma hora. É preciso consumir proteína, pois ela é fundamental para a construção dos músculos, e carboidrato novamente, porque como já foi dito anteriormente ele é nossa fonte de energia e você vai precisar recarregar as suas. Faça uma refeição com carne (se possível branca, que é mais leve), massa, legumes variados.

Comer bem é tão importante quanto correr bem. O ideal é sempre que possível trabalhar paralelamente nossos treinos com a dieta estabelecida por um nutricionista. A alimentação conta muito para um melhor resultado em nossas corridas.

É isso mesmo que você leu aí em cima. Vou dar uma dica sobre forminhas de cubos de gelo… 😛 Com certeza alguém vai pensar algo assim “mas Ana, isso aqui é um blog de corrida”, só que quem leva uma vida corrida precisa ter em casa uma ajudinha aqui e outra ali… E como nossa equipe é grande, podemos diversificar o assunto! rs

Aí que entram essas forminhas que normalmente usamos para fazer gelo e que podem nos ajudar a manter a linha na hora de comer. Com ela podemos fazer uma infinidade de coisas, como cookies feitos em casa! Quem já fez, sabe que é impossível comer apenas um. Então depois de fazer a sua massa de cookies, coloque-a nas forminhas, cubra com um saco plástico e leve ao freezer. Quando você quiser alguns biscoitos, retire a massa da forma e coloque um pouco no forno. Assim eles são feitos na hora e em um tamanho ideal para não estragar um lanche!

cubo_ervas

Outra coisa bem legal de se fazer com elas, são sucos! Espremer um limão ou laranjas na forma e levar ao congelador, te ajudará a ter um suco natural rapidinho… Ainda nos líquidos, você pode preparar smoothies e deixar seu estoque à mão usando as forminhas! E ainda você pode aproveitar as frutas mais maduras para agilizar aquele café da manhã.

E não posso deixar de falar sobre os temperos, né? Colocando em um processador ervas frescas como manjericão, alecrim, oregano e hortelã, com um pouquinho de água em uma forma de gelo ficará ainda mais fácil cozinhar usando temperos gostosos e fresquinhos.

Precisamos pensar em tudo para deixar nossa vida na cozinha e em casa mais fácil! Essa é a dica! 😉