Vocês já sabem que desde dezembro temos parceria com a Bio Ritmo, né? Uma coisa muito legal é que, além das aulas de ginástica e musculação, eles oferecem diversos serviços aos alunos para que a gente tenha um cuidado completo com a saúde sem nem precisar sair da academia. É possível agendar com personal, instrutores de pilates e até mesmo nutricionista!

Logo que você entra na academia, com o programa Face 2 Face, já tem um primeiro aconselhamento com base no seu diário alimentar e depois, se quiser, pode contratar mais consultas para um acompanhamento nutricional completo e alinhado com seus treinos e objetivos. Bem prático, né? 😉

bio-ritmo-face2face-diario-alimentar   Formatura Face 2 Face Bio Ritmo
Fazendo meu diário alimentar durante o Face 2 Face e minha “formatura” (Instagram)

Para quem está fazendo reeducação alimentar, o inverno pode ser uma estação bastante desafiadora! Não sei vocês, mas parece que meu corpo pede por uma comida mais quentinha — preciso de muita força de vontade para comer salada nesses dias frios, viu?! Hahahahaha… 😛

Ainda bem que eu amo tomar sopa! Por isso, já peguei umas receitas deliciosas e superpráticas, daquelas que ficam prontas em 30 minutos, para fazer no jantar. A nutricionista Fúlvia Gomes Hazarabedian, da Bio Ritmo, passou três receitinhas com ingredientes poderosos, e o melhor, com efeito detox!

SopaHummmm…. sopa! <3

Segundo a nutri, além da ação desintoxicante, essas receitas são pouco calóricas e aumentam a sensação de saciedade. O sabor também é um diferencial, devido à combinação de ingredientes incomuns e temperos que ajudam a acelerar o metabolismo, como o gengibre e a cúrcuma. Não só esquenta, como espanta resfriados e ajuda a manter o peso. 😉

O modo de preparo é bem simples: é só picar e cozinhar todos os ingredientes por cerca de meia hora. Quem quiser, pode bater no liquidificador ou mixer para fazer um creme, mas o melhor é servir em pedaços mesmo. “Esse tipo de preparo faz com que seu corpo, dentre outros benefícios, melhore a digestão e a absorção dos nutrientes”, explica Fúlvia.

Anote as receitas e depois conte pra gente o que você achou! 😉

Sopa de couve e abóbora
Rendimento: 1 porção (aprox. 176 kcal)

  • 4 folhas de couve
  • 4 cubos grandes de abóbora
  • 1 unidade de inhame
  • 2 ou 3 lâminas de gengibre
  • 1 colher (sopa) de gergelim torrado
  • 4 colheres (sopa) de cebolinha picada
  • Pitada de sal
  • Fio de azeite extravirgem

Sopa de brócolis e grão-de-bico
Rendimento: 1 porção (aprox. 230 kcal)

  • 5 flores de brócolis
  • 3 colheres (sopa) de grão-de-bico (deixar de molho e tirar a casquinha)
  • 1 talo de salsão
  • 1 colher (sopa) de semente de linhaça dourada
  • 1 colher (café) de cúrcuma
  • 4 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
  • Pitada de sal
  • Fio de azeite extravirgem

Sopa de espinafre e batata-doce
Rendimento: 1 porção (aprox. 240 kcal)

  • 3 ramos de espinafre
  • ½ unidade de batata-doce
  • 4 colheres (sopa) cheiro-verde picado
  • 4 colheres (sopa) quinoa
  • 2 ou 3 lâminas de gengibre
  • Pitada de sal
  • Fio de azeite extravirgem

Testou alguma dessas receitas? Não deixe de compartilhar conosco com a hashtag #comemulherada! 🙂

post_parceiros_BR_2015

Eu espero que desde que escrevi o texto onde comparei 2 rótulos de barrinhas de cereais, vocês tenham começado a dar uma lida nos rótulos dos alimentos que estão consumindo. Quem fez isso levanta a mão! o/ Se você ainda não fez, começa a fazer ! Quem começou a ler os rótulos, deve ter ficado com um monte de dúvidas sobre os ingredientes. Então, a tia Jú aqui vai dar um forcinha e ajudar vocês a desvendar o misterioso mundo dos rótulos. Farei isso aos poucos para não dar nó na cabeça de ninguém e para que vocês comecem a adquirir o hábito da leitura no supermercado. Logo, logo vocês estarão craques no assunto 🙂

Vou começar a desvendar o mistério do rótulo com um ingrediente muito comum nos alimentos industrializados: o glutamato monossódico, acredito que vocês já tenham ouvido falar dele. Mas o que é?

O glutamato monossódico (MSG) é utilizado pela indústria alimentícia como um realçador de sabor porque ele equilibra, mistura e arredonda a percepção total de outros gostos. É também conhecido como um aditivo alimentar (substâncias que são adicionadas aos alimentos com o propósito de manter ou modificar o sabor dos alimentos ou melhorar a sua aparência).

O órgão responsável pela administração de alimentos e medicamentos dos EUA, o FDA (Agência regulatória para Alimentos, Medicamentos e Cosméticos dos Estados Unidos), classificam o glutamato monossódico como “seguro”, mas muitos sintomas relacionados ao seu consumo foram reportados ao FDA ao longo dos anos.  Dores de cabeça, aceleração dos batimentos cardíacos, dores no peito, dormência ou formigueiro no rosto e pescoço, asma, palpitações e sudorese, são alguns dos possíveis efeitos colaterais do ressaltador de sabor nos alimentos.

Alguns falam que o glutamato monossódico tem o poder de viciar o paladar das pessoas. Como? Da mesma forma que ocorre com os adoçantes artificiais, ele engana o seu cérebro e faz com que você queira mais e mais deste sabor que satisfaz. Você vai começar a desejar o sabor trazido pelo ressaltador de sabor e vai precisar cada vez mais dele para sentir-se satisfeito. Isso vai causar danos para o seu corpo e sua mente, criando problemas para a vida toda relacionados à saúde, depressão, transtornos alimentares e dietas radicais. Parece exagero, mas não é. Quando a pessoa tem o hábito de comer muito produto industrializado, ao iniciar uma dieta é muito comum que ela sinta mais falta das “besteiras” que comia do que fome propriamente dita. Quem já sentiu levanta a mão. o/ Sim, eu já passei por isso 🙁

Ao ler o rótulo, provavelmente o glutamato monossódico irá aparecer entre os últimos itens da lista de ingredientes. Isso acontece porque não é necessária uma quantidade muito grande dele para a indústria de alimentos ter um resultado satisfatório. Ele também poderá vir no rótulo com o nome de proteína vegetal hidrolisada.

O glutamato monossódico é mais comum do que você imagina. Ele pode estar presente em: molho de tomate, hambúrguer de soja, sardinha em lata, farofa pronta, tempero pronto, molho de salada pronto, requeijão, frango temperado, biscoito de polvilho (choquei!), entre outros.

E aí, ficaram chocadas com a lista de alimentos apresentada acima? Eu fiquei. E por isso é tão importante ler o rótulo antes de colocar um produto no carrinho do seu supermercado. Gostaram? Voltarei com mais dicas sobre a leitura de rótulos.

Fontes: Wikipédia, A Nova Ordem Mundial, PuraEco