A Academia Bio Ritmo sempre dá algumas dicas no instagram @bioritmo_oficial para melhorarmos nossa experiência na academia e render mais nos treinos, alcançando assim os nossos objetivos. E hoje reuni cinco relacionadas à alimentação para vocês! 🙂

alimente-se-antes-de-treinar

Não treine de estômago vazio! Assim, você não corre o risco de ter tonturas, desmaios ou queda de pressão. Fazer uma refeição balanceada antes de treinar faz com que seu desempenho seja melhor!

dica-de-pre-treino

É muito importante se alimentar corretamente antes da atividade física. Para garantir o combustível do seu treino e fornecer uma recuperação muscular rápida após o seu esforço, siga a dica da nutricionista da Bio Ritmo, Fúlvia Hazarabedian, e prepare esse suco energético e termogênico:

3 colheres de sopa cheias de polpa de açaí congelado
150 ml de chá verde frio (150 ml de água fervente com 1 colher de sobremesa de chá verde seco)
2 lâminas de gengibre in natura
Suco de 1 laranja sem o bagaço

Basta bater tudo no liquidificador e consumir entre 30 a 15 minutos antes do treino. 🙂

pos-treino-dica

Terminou o treino e bateu aquela fome quando chegou em casa? Invista nos shakes pós-treino para garantir resultados ainda melhores! A nutricionista da Bio Ritmo, Fúlvia Hazarabedian, dá a receita:

1 banana prata ou nanica
1/2 copo de água gelada ou água de coco gelada
20 a 30 gr de whey protein hidrolisado sabor baunilha
2 colheres de sopa de polpa de mirtilo ou blueberry

Bater todos os ingredientes e consumir em até 45 minutos após o término do treino.

alimente-se-de-tres-em-tres-horas

E você sabe porque temos que comer de três em três horas? Nosso corpo precisa de combustível e, sem ele, perdemos energia. Alimentar-se nos horários certos evita excessos nas principais refeições e mantém o metabolismo acelerado. Não fique longos períodos sem comer. 😉

alimentos-termogenicos

Você sabia que alguns alimentos podem colaborar com o aumento do gasto calórico do seu organismo e acelerar seus resultados? Chamados de termogênicos, alimentos como a pimenta vermelha, o chá verde, o chá branco, a canela, o gengibre, alimentos ricos em ômega 3 e até mesmo o café são capazes de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico. Vale a pena incluí-los no cardápio e aproveitar seus benefícios. Inclusive já falamos dos alimentos termogênicos aqui também! 😉

Bons treinos, mulherada!

post_parceiros_BR_2015

Olá mulherada! Você tem intolerância ao glúten ou está cortando o glúten da sua dieta? O glúten é uma proteína presente no trigo, na cevada, no centeio, na aveia e no malte, já falamos sobre ele aqui (e se é necessário cortá-lo). Portanto, todos os alimentos feitos com esses produtos contêm glúten.

Muitas pessoas fazem uma dieta sem glúten e ficam perdidas na hora de comprar e escolher o que comer. E a gente sabe bem o quanto é difícil não comer aquele pãozinho quentinho, aquela pizza no domingo… e tantas outras delícias que tem glúten.

Pensando nessa dificuldade trazemos para vocês uma lista com todos os alimentos permitidos na dieta sem glúten, assim você pode ter um cardápio saboroso e nutritivo e saber o que escolher.

Alimentos permitidos na dieta sem glúten

FARINHAS e FÉCULAS: farinha de arroz, amido de milho, fubá, farinha de mandioca, fécula de batata, farinha de soja, polvilho, araruta, flocos de arroz e milho.
MASSAS: preparadas com as farinhas permitidas.
VERDURAS, FRUTAS E LEGUMES: todos, crus ou cozidos, frutas in natura ou desidratadas.
CEREAIS: arroz, milho, painço, quinoa, amaranto, trigo sarraceno.
LATICÍNIOS: leite, manteiga, queijos e derivados.
GORDURAS: óleos e azeites.
CARNES: bovina, suína, frango, peixes e frutos do mar.
OVOS
GRÃOS: feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, soja.
SEMENTES OLEAGINOSAS: nozes, amêndoas, amendoim, castanhas da Amazônia e caju, avelã, macadâmia, linhaça, gergelim, abóbora etc.
CAFÉ: procure os cafés com o selo de pureza da ABIC, pois alguns pós podem estar misturados à cevada.
BEBIDAS ALCOÓLICAS: vinho (feito da uva), aguardente de cana, rum (destilação do melaço), vermute e conhaque (derivados do vinho) e quentão (feito com aguardente, gengibre, cravo da Índia e canela).

O maior segredo para conseguir se privar do glúten é adaptar as receitas e ampliar o leque de opções saudáveis sem glúten. Aqui no blog temos algumas receitinhas sem glúten. 😉

Fonte: Frootiva