Além de rolar a #Maritona no último domingo, também participamos de algumas corridas! Hoje contamos para vocês o que achamos! 🙂

TFRS JK Iguatemi
Por Aline Machado

No último domingo, aconteceu mais uma etapa da Track&Field Run Series, desta vez foi no shopping JK Iguatemi. No ano passado, participei da etapa Cidade Jardim. As provas da Track&Field são sempre bem organizadas e pós sempre tem massagens, produtos para experimentar e coisas para fazer.

No sábado fui até o JK retirar o meu kit e foi bem tranquilo, cheguei na loja e tinha várias pessoas da organização, que pedia seu documento e ia pegar seu kit enquanto olhava as roupas e acessórios. No kit tinha camiseta, número, chip, viseira, meia, gym bag e no pós corrida ainda a camiseta manga comprida de finisher.

Foto 08-11-15 06 52 39

Cheguei na arena da corrida por volta das 6:30 e estava bem tranquilo, a corrida aconteceu na Marginal Pinheiros. Conforme foi dando o horário foi ficando mais cheia a largada. Os 5km foram todo plano e bem gostoso de correr. O tempo estava friozinho o que deixou a corrida ótima!

A hidratação do percurso estava boa e no final tinha água, gatorade e salada de fruta (delícia!). Depois retirei minha camiseta de finisher e fui pra casa. 🙂

Foto 08-11-15 07 49 46

Gostei bastante desta etapa,  o percurso plano é legal para os iniciantes ou aqueles que querem ir mais rápido. E em relação à etapa do Cidade Jardim, o acesso ao JK Iguatemi é 500 vezes melhor, não precisa depender de carro e é próxima à estação de trem da Vila Olímpia.

Avaliação: regua_avaliacao_5

 

Série Delta – Etapa França
Por Erica Imanishi

No último domingo rolou a Etapa França da Série Delta.
Não é segredo que adoro participar da Delta: é uma corrida agradável, com percurso não muito fácil, porém nada entediante, sem falar que é no “quintal de casa”. hahahah 😛
Neste ano participei da etapa Portugal (a primeira) e queria ter participado da segunda, a etapa Alemanha, mas caiu bem no dia da Maratona do Rio e (claro) acabei não indo. Deixa o conjunto de medalhas da Delta para o ano que vem. hehehe 😁
A Série Delta é uma corrida tradicional, mas sempre vem com algumas novidades. O diferencial deste ano é a latinha onde vem a camiseta e o número de peito. Adoro todo o “layout” da corrida. A organização é impecável, desde a retirada do kit e toda a estrutura da arena, com painéis de cada país onde os participantes podiam tirar fotos.

delta-franca

O Kit da Etapa França

O dia da prova estava nublado e bem delicioso para correr. Saí de casa mais tarde que de costume e cheguei no local da prova rapidinho. Vantagens de ter uma corrida pertinho de casa. 😛
Enquanto Carô (que retirou meu kit) não chegava, aproveitei para enfrentar a fila do banheiro que estava enooooorme!
O que parece ser uma informação dispensável, é na verdade um apelo mesmo…Por causa do fluxo de gente, o estado que encontramos é mais sofrível do que estamos acostumados em corridas maiores. rs Ôôô organização, mais banheiros químicos nas próximas etapas!

Voltando à prova…
Assim que Carô chegou pegamos os chips de cronometragem e fomos para a largada.
Nessa corrida fui decidida a correr no clima do “oba-oba”, sem forçar e até caminhar, caso sentisse algum incômodo. Mês passado contei que ia fazer uma pausa em provas após a W21K e o motivo é simples: quero aproveitar esse tempo off e o climão de final de ano para cuidar da saúde e do joelho problemático. É hora de focar para entrar em 2016 bem e com novas metas de corrida. 🙂
“Correr por correr”, sem pensar em nada, só curtir a prova é sempre ótimo. Na companhia de amigas então…é mara! <3

O percurso da Série Delta é o velho conhecido das outras etapas: subidas e descidas e dois pontos de hidratação com água fresquinha nos 5k. Nenhuma surpresa.
Na chegada água, frutas, isotônico em pó e medalhaaaaa!

delta-franca1

Já com nossas medalhas <¨ltimas

Adoro a Série Delta e pretendo participar de todas as etapas no ano que vem. Como disse anteriormente, ela é super bem organizada, percurso nada entediante, os Kits são ótimos, as medalhas são liiiiindas e é no meu quintalzinho! <3

Avaliação: regua_avaliacao_5

Quer saber por onde nossa equipe esteve correndo nos últimos finais de semana? Então vem ver as últimas provas que participamos e o que achamos de cada uma delas! 😉

52ª Volta da USP
Por Ju Vargas

Medalhas da 52a Volta da USP (Foto: Sua Corrida)(Foto: Portal Sua Corrida)

Vocês sabiam que a Volta da USP é uma das corridas mais antigas do Brasil? Pois é, eu não sabia! Acabei indo para essa corrida no embalo já que alguns amigos, que são universitários, queriam aproveitar que pagavam meia na inscrição. Ou seja: apenas 30 reais! Muito barato, né? Eu não sou mais estudante e paguei 60 reais, o que ainda é um preço bem amigo comparado com a média aqui em São Paulo.

E olha que a Volta da USP não ficou devendo em nada para outras corridas mais caras. Na verdade, como ela aconteceu no sábado que antecedeu a W21k (17 de outubro), no mesmo local e com a mesma organizadora, aproveitou muito da estrutura da meia-maratona (ou seria o contrário? rs). Quando cheguei para acompanhar as meninas na prova da Asics na manhã seguinte, fiquei surpresa em ver como eles conseguiram reutilizar a arena, largada e chegada, mesmo as provas tendo percursos e patrocinadores tão diferentes. Na verdade, só percebi que a estrutura era a mesma porque fui nas duas provas: a troca da adesivagem de todos os stands, pórticos e sinalizações deixou a W21k com cara de “novinha em folha”. Ponto para a Iguana!

52voltausp-juvargas  52voltausp-turma
O percurso da Volta da USP segue por caminhos tradicionais – e velhos conhecidos dos corredores – na Cidade Universitária e termina dentro da pista de atletismo do Cepeusp. Adorei esse final “olímpico”! 😀 Fiz o percurso de 10k, o que incluía um quilômetro inteiro de subida na Rua do Matão! Ai, meu deus!! Hahahaha… Tinha um ponto de hidratação AND uma ambulância esperando a gente lá em cima! Mesmo com essa subida matadora, consegui recuperar o ritmo e terminar a prova no meu melhor tempo nos 10k.

Para os 10k, contei pelo menos quatro pontos de hidratação com água. Recebi também a parcial do meu tempo no km 4,8 e na chegada, e o SMS veio muito rápido! Nem tinha pego a medalha ainda e já tinha meu tempo no celular. Não teve distribuição de frutas nem de isotônico, apenas uma bolachinha e um polenguinho. Sinceramente, preferia a fruta ao biscoito, mas não fez tanta falta assim. Tirando um “spa” com massagens para os atletas, a arena também tinha poucas atrações; de qualquer forma, a noite fria, apesar de boa para correr, acabou espantando o pessoal rapidinho da arena no pós-prova.

Posso dizer que fui com uma expectativa baixa e, no final, adorei a prova, em especial o percurso nada monótono. Ano que vem quero tentar correr novamente — mas é bom ficar esperto! As inscrições encerram rapidinho! 😉

Avaliaçãoregua_avaliacao_5

***

Circuito Caixa Rios e Ruas – Etapa Centro Histórico
Por Ana Carô

rio-e-ruas-2015a

Eu AMO correr pelo Centro Histórico de São Paulo e desde o ano passado não participava de uma prova por esse percurso tão lindo. Na mesma hora em que a Skechers Performance convidou a gente, topei. Estava morta de saudades!

A retirada dos kits foi em uma loja esportiva em Pinheiros, durante todo o sábado. Peguei uma fila bem pequena, o atendimento foi bem atencioso e não demorei nem 15 minutos para sair da loja. Uma beleza.

Céu cinza combina taaaaanto com SP! <3

Céu cinza combina taaaaanto com SP! <3

A prova estava bem tranquila, a largada foi super pontual (o pessoal da caminhada largou 15 minutos antes, numa boa) e a muvuca era zero. ZERO! Sério, foi uma super tranquilidade. Eu sou meio avessa à muvuca de largada das provas e sempre espero alguns minutos para largar, mas dessa vez deu para largar com todo mundo numa boa.

O percurso foi um pouco diferente do que eu estava acostumada, já que a ideia da prova é sempre passar por rios e riachos da região, mesmo que estejam soterrados. Teve subidinha de leve e passagem por cartões postais (coisa mais linda!), foi uma delícia. Adoro correr pelo centro porque me distraio tanto com a arquitetura que nem vejo a corrida passar. O único problema do Centro são os buracos (mesmo em ruas que são calçadão sempre tem vários) e a sujeira. Morro de dó do descaso da Prefeitura e das pessoas com essa região tão linda de SP. Uma pena.

rio-e-ruas-2015c

Por que só lembro de tirar foto depois de correr? Hahaha

Teve ponto de hidratação em dois pontos, Gatorade e frutas no pós-prova. Como não tinha muita gente, tudo foi super tranquilo de pegar. Gostei muito da organização.

Avaliaçãoregua_avaliacao_4_laranja

***

Circuito Athenas – Etapa 3 – São Paulo
Por Ju Vargas

No dia 25 de outubro aconteceu a última etapa do Circuito Athenas 2015 em São Paulo, com provas de 5k, 10k e 21k. Fui para a prova de 5k e alguns amigos fizeram os percursos de 10k e 21k, muitos batendo seus recordes pessoais. Aê!!! 😀

athenas-etapa3sp-corridaCorrendo muito bem acompanhada <3 (Foto: Julio Perfeito #fotografeiroCM)

A Athenas é uma prova ótima para isso, pois a maior parte dos percursos é plana. Apenas na meia-maratona você encontra um trecho com subidas e descidas na altura da Ponte Estaiada. Mas, por outro lado, a prova está ficando cada vez mais concorrida! A segunda etapa já estava bem cheia, e a última, talvez por conta da opção dos 21k, estava lotada, o que acabou deixando a largada bem muvucada…

A Iguana libera fitas de pace para organizar os blocos da largada, mas há dois problemas: o primeiro é que você pode escolher a cor que desejar; o segundo, não há um controle muito rigoroso para a entrada em cada uma das baias. O resultado é um monte de corredores de perfil mais lento largando em blocos rápidos. Sei que muita gente tem vontade de largar na frente, mas o mais lógico é quem tem um pace mais acelerado ir primeiro, assim diminui o número de ultrapassagens. Correr com gente no seu pace é muito melhor, você consegue ter um ritmo mais constante e não desanima. E tanto ultrapassar como ser ultrapassado é ruim em provas, desconcentra e prejudica todos os corredores.

Além disso, como tinha muita gente, os corredores estavam invadindo a faixa de retorno para ganhar espaço. Achei que esse problema acabaria quando chegasse na curva dos 2,5 km, já que larguei com quase cinco minutos de prova, mas me enganei… Fiz o retorno e ainda tinha gente largando na contramão! Só melhorou na altura do km 4, com quase 20 minutos de prova. :/

Para as outras distâncias, passado o blocão da largada, ficou mais tranquilo e os atletas não enfretaram problemas no retorno. Também havia postos de hidratação suficientes (nos 5k, eram dois) ao longo dos percursos. A entrega de medalha e frutas na chegada também foi bem organizada, e a arena estava cheia de atrações, com distruibuição de Gatorade e degustação de diversos produtos, de picolés a cerveja. 😉

athenas-etapa3sp-pos-provaMuito amor no pós-prova na tenda da 4any1 (Foto: Julio Perfeito #fotografeiroCM)

Eu adoro a Athenas, tanto que escolhi essa prova como a minha meta para 2015. Contudo, a lotação nessa última etapa me deixou um pouco decepcionada. Não sei se era excesso de “pipocas”, mas talvez seja preciso ter mais pessoas controlando o acesso do retorno pra evitar essa disputa de espaço entre os corredores.

* As fotos do #fotografeiroCM já estão no nosso Facebook! Veja se você saiu no nosso álbum 😉

Avaliaçãoregua_avaliacao_4