amanda-gomes

A gente adora trazer histórias inspiradoras das nossas leitoras aqui no blog! É o caso da Amanda Gomes, de São Paulo (SP), que é apaixonada por corrida e muay thai. 😀

A Amanda teve trombose e embolia pulmonar em 2010 e, desde então, tenta aproveitar a vida ao máximo. As atividades físicas não só a ajudaram a superar seus limites, mas também a emagrecer 17 quilos! Uau! Hoje ela conta mais sobre como começou a correr e suas provas mais marcantes.

***

Olá! Meu nome é Amanda, tenho 32 anos e trabalho como auxiliar de faturamento. Sou casada e tenho uma filha de 13 anos. Minhas paixões são o muay thai e a corrida, e também gosto de ver filmes e ficar com a minha família. Meu lema é nunca desistir!

amanda-gomes-muaythai

Em 2010, tive trombose e embolia pulmonar – na verdade, quase morri. Depois que saí do hospital, mesmo fazendo tratamentos médicos, engordei muito. Achava que aproveitar a vida era comer tudo o que eu tinha vontade e, em um ano, cheguei aos 100 quilos. Aí comecei a ter gastrite, gordura no fígado, açúcar elevado…

Em 2012, comecei a namorar com o meu atual marido – e ele era saudável, sabe? kkkkk… Eu não conseguia acompanhá-lo nem na subida de casa. Porém foi só em 2013, quando comecei em um novo emprego onde as meninas eram fitness, que dei o pontapé inicial. Com a saúde debilitada, fui a uma consulta de rotina com a vascular e ela me perguntou se eu queria ter trombose novamente. Disse que eu precisava emagrecer urgentemente!

Decidi me matricular no muay thai e paguei a mensalidade apenas para um mês, certa de que iria desistir, mas… me apaixonei! No começo, eu mal conseguia correr, parava nos treinos toda hora, era horrível! Mas fui insistindo e depois resolvi me matricular na musculação também. Para não desistir, fiz o plano anual na academia e, como não gosto de perder dinheiro, não iria pagar e não fazer, né? Inicialmente, não pensava em correr, mas o muay thai exige muito aeróbico e o professor sugeriu que eu começasse a treinar na esteira, que seria bom para mim, e foi aí que comecei com a corrida.

amanda-gomes-primeira-corri

A minha primeira prova foi a do McDonalds em 2014, em comemoração ao Outubro Rosa. Quase morri! kkkkk… Como o percurso passava pelo centro de São Paulo, me lembrei muito da minha infância, dos lugares onde o meu pai me levava para passear. Outra prova marcante foi a Live Run – Etapa Rock. Tinha sido assaltada correndo uns dias antes, e estava traumatizada. Os médicos queriam me dar calmante para crise pós-traumática, mas decidi que passaria por esse trauma com a própria corrida. Participei da prova com medo, chorei bastante, mas graças a Deus e à corrida me superei mais uma vez. A Corrida Contra o Câncer de Mama também foi bem especial. Estava muito frio e, imagine você, um pulmão que ficou parcialmente parado, com sangue grudado nas paredes, estava ali, tranquilo e feliz em correr! Sinto a força de Deus nesses momentos; são momentos mágicos, né?

Cada bebê (medalha) tem uma história especial. Minha última conquista foram os 16 km na Corrida Athenas, no último domingo (17 de junho). Até hoje foi a minha maior superação, acho que nem eu acreditava direito que conseguiria!

amanda-gomes-athenas16k

O muay thai é o meu grande amor, mas precisei ficar seis meses afastada por conta de uma hérnia de disco. Na corrida não sentia dor, mas no muay thai sim, devido à rotação do quadril, então o ortopedista me afastou; estou voltando agora. Na corrida, já estou inscrita para a minha primeira meia maratona, em fevereiro de 2017! #medo 😛

Agora em julho comecei um novo treino para fortalecimento muscular e força. Infelizmente, não tenho personal, mas os instrutores da academia estão me auxiliando e também tenho o acompanhamento de uma nutricionista para baixar o meu peso o máximo possível. Ao total, já eliminei 27 quilos: 17 quilos no peso na balança e 10 quilos em gordura. Estou com 83 quilos e a minha meta é chegar aos 70 quilos.
No começo corria sozinha, mas fiz amizade na academia e hoje tenho um grupo de umas dez amigas, vamos para as provas juntas. O maridão e a filha me apoiam muito também; ele é quem cozinha em casa e cuida da minha dieta, tenho sorte! 😉
amanda-gomes-amigas
A corrida é um esporte maravilhoso! O que mais me encanta é lembrar de um médico que me falou que eu não poderia fazer grandes esforços e hoje provo o contrário. Valorizo cada passo, cada melhora de tempo, cada quilo perdido. Nos dias em que passei no hospital, tomava banho no leito, fazia as necessidades básicas em comadres, então Deus me deu uma nova chance e eu aproveito cada segundo. Peço a Ele saúde para correr muitos kms.

Temos que sempre acreditar em nós e procurar sempre a melhora. Tudo é possível e tudo passa, nenhum sofrimento é eterno. Não tenho os melhores acessórios, nem os melhores tênis, mas tenho o mais importante: vontade e coragem para ir e fazer.

Para finalizar, deixo vocês com essa frase que me acompanha há anos!

A fé significa a crença no desconhecido, a serena convicção de que, embora você não possa imaginar como, em algum momento, em algum lugar, e de maneira correta, aquilo que você deseja irá acontecer. (Kingma)

Espero poder motivar pelo menos uma de vocês com a minha história! 😀💪🏻

Corrida da Leitora é um espaço para compartilhar histórias, conquistas, superações, dicas e muito mais! Quer participar? Preencha o formulário e entraremos em contato.

Depois de uma prova, longão ou mesmo um dia mais cansativo no trabalho, você já sentiu a necessidade de relaxar os músculos do corpo? Nessa hora, fazer um alongamento ajuda, mas às vezes a gente precisa de algo mais intenso, como se fosse um alongamento profundo da musculatura. Para isso, tem algo que parece mágica e que recomendo muito: liberação miofascial.

A fáscia muscular é uma lâmina de tecido que reveste os nossos músculos e é responsável por protegê-los. Ela auxilia o deslizamento entre um músculo e o outro, evitando o atrito e facilitando a realização dos movimentos. A liberação miofascial é, de maneira simplificada, um alongamento da fáscia; é aplicada uma pressão sobre as áreas tensionadas, até que elas estejam totalmente relaxadas. Assim, evitamos lesões e aliviamos a dor, especialmente aquela dorzinha pós-exercício. 😉

A liberação miofascial é feita por fisioterapeuta, mas é possível fazer também a autoliberação miofascial, realizando alguns exercícios com a ajuda de um rolo de espuma próprio para isso! Várias marcas de equipamentos funcionais oferecem rolos para relaxamento muscular e hoje vou falar sobre o Hollow Core da Ziva, que tive a oportunidade de testar.

hollow-core-ju

Informações sobre o produto

hollow-coreA Ziva é uma marca inglesa e, desde 2014, é a fornecedora oficial de equipamentos e pesos-livres do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Legal, né?

Assim como a maioria dos rolos de liberação miofascial (ou relaxamento muscular), o Hollow Core é fabricado com espuma EVA de alta densidade, construída em células fechadas para evitar a absorção da umidade. Esse material, além de resistente e fácil de limpar (basta passar um paninho e pronto), mantém seu formato mesmo aplicando a pressão de todo o peso corporal sobre ele e tem um toque agradável na pele.

A diferença desse produto para os rolos tradicionais é que ele é vazado, utilizando menos espuma. Isso também facilita no seu manuseio e diminui seu peso (cerca de 1 quilo).

O Hollow Core tem 30 cm de comprimento e 15 cm de altura, e achei o formato ideal porque não ocupa muito espaço. Tanto eu como meu marido usamos o rolo sem problemas para os mais diversos tipos de exercícios de autoliberação.

Exercícios para fazer em casa

Veja abaixo três exemplos de exercícios para relaxamento muscular, indicados por Felipe Kutianski, preparador físico da Ziva, e que você pode fazer em casa.

hollow-core-ziva-exercicio1

Liberação miofascial para a lateral das coxas: sentada lateralmente sobre o rolinho, cruze a perna de cima apoiando o pé no chão à frente da perna oposta. Deslize o rolo sobre a lateral da coxa em movimento de vaivém. Faça duas séries de 10 a 15 repetições com cada perna.

hollow-core-ziva-exercicio2

Liberação miofascial para os glúteos: sentada em cima do rolinho, cruze a perna esquerda sobre a direita, apoiando o tornozelo esquerdo sobre o joelho direito. Realize movimentos curtos e firmes de vaivém. Faça duas séries de 10 a 15 repetições com cada perna.

hollow-core-ziva-exercicio3

Liberação miofascial para as panturrilhas: sentada, dobre uma das pernas, apoiando o pé no chão, enquanto coloca o calcanhar da perna oposta (esticada) sobre o rolo. Deslize o rolinho desde o tendão calcâneo até o joelho em movimentos de vaivém. Faça duas séries de 10 a 15 repetições com cada perna.

A Ziva também tem alguns vídeos com o passo a passo desses e outros exerícios de autoliberação miofascial. Estão em inglês, mas dá para seguir as instruções tranquilamente:

É importante que, ao realizar esses exercícios, você faça uma pressão sobre a musculatura usando o peso do seu próprio corpo. Lembre-se: não é uma massagem! 😉 Se estiver muito dolorido, você pode ir ao aumentando a pressão aos poucos, conforme faz as repetições e sente menos incômodo naquela região.

Geralmente, eu faço a liberação após treinos mais longos e/ou intensos, mas esses exercícios também podem ser realizados antes de treinos e provas para melhorar a mobilidade articular.

No começo, pode faltar um pouco de coordenação (meu caso! rs), mas os exercícios não são difíceis e logo você pega o jeito. E sim, pode ser meio incômodo passar o rolinho por algumas regiões do corpo, mas vale a pena, porque depois você não sente mais nada. Sabe aquela coisa de treinar e no dia seguinte não conseguir nem subir uma escada? Esqueça! Depois de “fazer o rolinho”, isso vai ser cada vez mais raro. 🙂

Você também é adepta do rolinho? O que você acha dele? Deixe sua opinião nos comentários!

Hollow Core (rolo para relaxamento muscular)
Fabricante: Ziva
Dimensões: 30 cm de comprimento x 15 cm de altura
Peso: 1 kg
Material: Espuma de EVA de alta densidade
Preço sugerido: R$ 203,65
Compre online: KanuiZiva Brasil

post_presente