Blog escrito por amigas que correm. Pouco, muito, devagar, rápido. Não importa como, quando e onde, o importante é correr.

27/05

2015

Adoramos quando vocês compartilham suas histórias conosco. Hoje é dia da Moniqui Agnes, que tem 36 anos e atua na área de Fitness e High Performance Coaching.

***

moniqui-agnes

Na cadeira de rodas e correndo com meu cachorro na Dog Run

Sou amante e praticante de esportes como corrida, musculação, yoga, muay thai, assim como viver uma vida saudável e com muita felicidade. Amo tanto viver esse estilo de vida, que criei um grupo chamado Operação Fora MIMIMI, com o objetivo de reunir amigos que pretendiam sair da zona de conforto e viver uma vida mais saudável. O grupo está ficando cada dia mais forte, pois cada integrante consegue atingir resultados positivos, além de melhorar o relacionamento interpessoal e profissional, assim como o aumento do brilho nos olhos e o largo sorriso constante no rosto.

Durante a ceia de Natal de 2014, sofri uma queda boba em casa que me resultou duas vértebras fraturadas entre a lombar e o cóccix. Neste período, estava em fase de treinamento intenso e este acidente me tirou dos treinos, sendo necessário respeitar o período de lesão e os limites do meu corpo.

Confesso que para uma pessoa que está treinando em alta performance, ter que ficar se locomovendo com cadeira de rodas e muletas não é fácil, nem tão agradável, porém isso foi o necessário e indispensável para minha recuperação.

foto 1

Caminhando na WRUN

Depois de um pouco mais de dois meses da minha lesão, estava 80% recuperada das fraturas. Com a proximidade da WRUN,  meu ortopedista me liberou para fazer caminhada na prova, eu já estava inscrita desde o ano passado e ele sabia que para mim era muito importante esse meu retorno.  A corrida foi um sucesso e emocionante! Caminhei os 8km em 1:41 e levei como símbolo da minha evolução a cadeira de rodas que tanto me ajudou no período em que estava mais limitada, em forma de agradecimento por essa experiência que ainda estou vivendo e incentivando as pessoas que jamais desistam dos seus sonhos ou seus objetivos.

Depois dessa primeira prova, não parei mais. Em abril, eu e meu cachorro participamos da Dog Run e conseguimos concluir a prova de 2km em 10″ e fiquei muito feliz de segui a prova correndo, a primeira que corri, ainda com limitações. Também  consegui fazer um treino de montanha e praia em Jericoacoara sem sentir dor. :)

Neste mês de maio, estou retornando aos treinos de corrida, seguindo as orientações do médico em treinar força na musculação para não me lesionar. O meu objetivo é melhorar minha performance para corridas a partir de setembro.

Estou aos poucos retomando a minha rotina. Não é fácil, mas tentando de pouquinho em pouquinho e respirando fundo.

moniqui-agnes-2

Treinamento de força e treino em Jericoacoara

As dificuldades existem e sempre existirão, mas elas aparecem apenas para nos fortalecer e mostrar que estamos aqui para evoluir diariamente, além de mostrar o quanto somos criativos para encontrarmos soluções. Boto fé que com muita paciência, disciplina e comprometimento com os treinos e minha reabilitação, vou conseguir.

A Corrida da Leitora é um espaço para compartilhar histórias, conquistas, superações, dicas e muito mais! Quer participar? Preencha o formulário e entraremos em contato.

Equipe Corre Mulherada

Beijos,

Equipe Corre Mulherada

26/05

2015

Faz um bom tempo que falei sobre como o ciclo menstrual pode interferir na sua rotina de treinos. Dando continuidade ao tema, vamos falar um pouquinho sobre um assunto mais íntimo… Absorventes!

absorventes-intimosNossos velhos conhecidos 😉

Pois é, mulherada, não tem jeito… A menstruação vem e você não quer ficar sem fazer todas aquelas atividades maravilhosas dos comerciais, como andar de bicicleta, nadar, cavalgar, dormir de calça branca… Hahahahaha… E correr, é claro!

Mas será que o absorvente vai dar conta do recado? Eu já testei diversas opções e vou variando conforme meu humor (e o tipo do treino), então vou contar um pouco da minha experiência pessoal. 😉

Particularmente, o que eu menos gosto é o absorvente externo — aquele que você gruda na calcinha e que eu, que cresci no interiorrr, chamo de modess rsrs (ainda existe essa marca?!).

propaganda-vintage-modess Prazer, modess! (Entregando a idade, rsrs)

Dá para usar absorvente externo para correr, sim; porém, em um treino mais longo e/ou intenso, ele pode incomodar – algumas pessoas têm alergia por causa do atrito, por exemplo. Além disso, há quem fique encanada de marcar na roupa mais justa, ou vazar…

Se fosse chutar, diria que a maioria das mulheres usa o absorvente interno estilo tampão para correr (acertei?). Agora, se você sente uma certa insegurança porque tem fluxo intenso e fica com medo de vazar, fique calma! Cada mulher tem seus truques (tipo usar um absorvente interno E um externo, hahahaha…) mas vou apresentar algumas alternativas que talvez você ainda não conheça 😉

Já ouviu falar em absorvente interno de espuma? Aqui no Brasil, só conheço uma marca — a Soft Tampons, que já usei para treinar e até mesmo em provas. Ele é bem diferente e pode ser um pouco difícil de colocar e tirar nas primeiras vezes (não tem cordinha, você tem que puxar ele de dentro do canal vaginal), mas a espuma tem uma capacidade de absorção bem maior e você pode usá-lo por mais tempo (de 6 a 8 horas) que o absorvente interno de algodão (de 3 a 4 horas).

tampao-espumaSim, esse triangulinho de espuma é um absorvente interno!

Depois que você coloca, nem percebe que está usando: ele se encaixa bem no canal vaginal e dá para saracotear à vontade. Aliás, à vontade mesmo! Outro diferencial do tampão de espuma é que ele pode ser usado para… ter relações sexuais! Uiii! Como o material é macio, ele não incomoda durante o sexo — mas não dispensa uso de camisinha, tá? Também pode ser preciso usar algum lubrificante porque o tampão não absorve apenas a menstruação, então diminui a lubrificação natural da vagina.

O problema é que o tampão de espuma é caro (entre R$ 6 e R$ 5 cada) e difícil de encontrar (só vi na internet).

Para quem quer correr sem medo de vazamentos, acredito que a melhor opção não é usar um absorvente — oiiii??? — mas outra coisa que tem a mesma função: o coletor menstrual (ou copinho).

coletor-menstrualCom vocês, o coletor (ou copo) menstrual!

O coletor menstrual é feito com silicone medicinal flexível, que não causa alergias. Você precisa encaixar ele no canal vaginal, de modo que ele faça um “lacre à vácuo”, ficando bem firme (se colocar direitinho, não vaza de jeito nenhum). Você pode ficar com o coletor de 8 a 12 horas e aí é só esvaziar o conteúdo no vaso sanitário, lavar e colocar de novo. Bem prático! E como o sangue não entra em contato com o ar, diminui os odores.

Sinceramente, acredito que o copinho só não é mais popular porque as pessoas ficam meio assustadas com a ideia de “encaixar” a peça no canal vaginal. No começo, dá trabalho (eu demorei para pegar o jeito, confesso). Então, nas primeiras vezes, é bom usar com um absorvente externo fininho (ou protetor diário de calcinha) para o caso de você não ter encaixado direitinho e acontecer algum vazamento. Mas, depois que você aprende, coloca em segundos e não precisa mais do absorvente; inclusive, até esquece que está usando. Já corri, nadei, fiz pilates… Tudo sem problemas e sem sentir o copinho. Tem que ir testando, porque cada mulher prefere colocar de um jeito (e algumas preferem cortar esse cabinho que tem no fim do copinho).

copo-menstrualTem copinho de várias cores, não é fofo?

Outra informação importante: como não é um produto descartável, tem que higienizar bem entre os ciclos para não correr o risco de ter uma infecção (primeiro lavando com água corrente e sabão, e depois com água fervente, para garantir a limpeza total). É importante também lavar bem as mãos antes de inseri-lo e quando for retirá-lo.

A principal vantagem, para mim, é que o copinho ajuda a entender melhor como funciona a menstruação e a gente conhece mais sobre o nosso próprio corpo. Eu sempre achei que sangrava muito e me assustei ao ver no copinho, depois de horas usando, que fica bem pouquinho sangue… Sério, eu achava que era muuuito mais! rs

Para saber um pouco mais como o coletor funciona, recomendo ler este post do Lugar de Mulher e também assistir a esse vídeo da Jout Jout (que além de explicar, é muito engraçadinho):

Você pode comprar seu coletor menstrual pela internet, existem diversas marcas; entre as que vendem/fabricam no Brasil, estão InCiclo (antigo Miss Cup) e Me Luna. Custa entre R$ 70 e R$ 80.

>> E se você já usa, vai se divertir com essa lista do Buzzfeed 😉

Qual é o melhor tipo de absorvente para correr?

Olha, quando se trata de corrida (ou qualquer outra atividade), o importante é que você se sinta segura e confortável, nada mais. Tentei contar aqui um pouco das minhas impressões e recomendo que você vá experimentando para descobrir com qual se adapta melhor. 😉

Tem alguma preferência? Recomendação? Deixe nos comentários! 😀

Ju Vargas

Beijos,

Ju Vargas

25/05

2015

O pessoal da Invel nos contou sobre um de seus lançamentos, o Invel® Recharge e como ele ajuda a melhorar a vida de quem tem insônia subjetiva (aquela que não tem causa definida). Confeccionado em tecido de Biocerâmica® MIG3® – Jacquard, ele absorve o calor do corpo e o irradia de volta em forma de ondas de infravermelho longo. Essas ondas estimulam a produção de óxido nítrico, aumentando o fluxo sanguíneo no organismo. Tudo isso faz com que os músculos relaxem e a pessoa comece (ou volte) a dormir mais rapidamente. Eu não tenho problemas de insônia (nem que seja subjetiva), mas já fiquei com vontade de experimentar porque parece dar uma sensação perfeita para dormir bem, né?

publi-invel-recharge0

Isso tudo é muito legal, mas o que tem a ver com o tema do blog, né? Aposto que você se perguntou isso! Ha!

Pois bem, o produto foi desenvolvido tendo como foco os insones mas acabou ganhando também outro público: os esportistas. Vi uma matéria outro dia em que diziam que atletas profissionais como o judoca Rafael Silva e o nadador Thiago Pereira aumentaram a quantidade e a qualidade do sono e tem tido bons resultados. Tudo isso porque quando entramos na fase do sono profundo, nosso corpo libera testosterona e hormônio do crescimento, fazendo com que nossos músculos se desenvolvam e recuperem melhor. Ou seja: dormindo mais e melhor você ajuda seu corpo a se recompor depois dos treinos e a ter um desempenho melhor nos treinos e provas do dia seguinte. É praticamente um dopping natural, né?

Eu, particularmente, sempre tenho um rendimento terrível quando fico muito ansiosa antes da prova. Acabo perdendo o sono, me atrapalho toda e passo um tempão na cama virando de um lado pro outro. Sempre achei que isso tivesse muito a ver com o pouco que dormi e agora sei que é verdade. Vou começar a ficar de olho nisso sempre.

invelrecharge00

Voltando a falar do Invel® Recharge, ele é fácil de instalar (é só prender por cima do colchão, como mostra a foto acima), passou por estudos clínicos e teste de eficácia e segurança realizados pela UNIFESP e pelo Instituto do Sono e é registrado pela ANVISA/Ministério da Saúde. É uma opção de tratamento não invasiva e sem efeitos colaterais, ótimo para quem não curte tomar remédios (tipo eu!).

Mais sobre o produto:
Tamanhos: solteiro, casal, queen, king size e super king
Preço: a partir de R$1.596,69

Ana Carolina L. do Amaral

Beijos,

Ana Carolina

ZzZzZz

Página 1 de 18112...102030...Última »